“Gostava de ver os defensores do estudo a trabalharem aos 69 anos numa fábrica”

Tiago Petinga / Lusa

O secretário-geral do PCP acusou este domingo Rui Rio de querer “ressuscitar a contrarreforma de Passos e Portas de corte a eito nas pensões” e defendeu que a solução para a segurança social passa por “empregos e salários valorizados”.

No almoço da CDU Comemorativo do 45.º Aniversário do 25 de Abril em São João da Talha, Loures (Lisboa), Jerónimo de Sousa classificou de “gasto e falacioso” o discurso das reformas estruturais, seja no sistema eleitoral, justiça ou segurança social.

“Isso está bem patente nos ataques promovidos pela nova liderança do PSD à independência do poder judicial, à autonomia do Ministério Público, nos reiterados apelos a consenso para acordos de regime com o PS para alterar as leis eleitorais mas também nas suas propostas de reforma do Estado e segurança social, ressuscitando a derrotada contrarreforma de Passos e Portas de corte a eito nas pensões e reformas e nas prestações sociais”, acusou.

O líder comunista enquadrou nesta “contrarreforma” o estudo sobre pensões encomendado pela Fundação Francisco Manuel dos Santos, apresentado na sexta-feira, no qual se propõe o aumento da idade da reforma para os 69 anos em 2025, a fim de o sistema ser sustentável.

“No fim, tiram da cartola a solução de privatização com plafonamento das contribuições à medida dos interesses do capital financeiro. É isto que eles querem, o que pensam que eles queriam quando salamizaram o subsídio de Natal? Era precisamente para mais à frente acabarem com esse subsídio”, acusou, referindo-se ao pagamento em duodécimos daquela prestação.

“Gostava de ver os defensores do estudo a trabalharem aos 69 anos numa fábrica têxtil ou de metalúrgicos”, disse Jerónimo de Sousa, que apontou outro caminho. “Há soluções para garantir a sustentabilidade da Segurança Social: ela assegura-se com uma política económica promotora de emprego e salários valorizados, assegura-se com o reforço financeiro do sistema providencial, completando o atual sistema de calculo de contribuições”, defendeu.

“Há 20 anos a esta parte que não havia tanta receita da segurança social resultante desta nova fase da vida nacional, que permitiu melhorar salários, descontos para Segurança Social. É por aqui que temos de ir e não obrigar os trabalhadores a trabalhar até ao fim da sua vida”, acrescentou.

Num outro ataque ao PSD, Jerónimo de Sousa recuperou algumas propostas defendidas, a título individual, pelo porta-voz do Conselho Estratégico Nacional social-democrata para as Finanças Públicas, Joaquim Sarmento, num livro recentemente lançado na presença de Rui Rio e do ex-Presidente da República Cavaco Silva.

“O PSD quer aplicar mais uma garrotada em quem não paga IRS e os trabalhadores da Administração Pública que recuperaram as 35 horas passariam a trabalhar 40. Que cada um antes de dar o seu voto pense bem”, apelou.

As críticas estenderam-se também ao PS e ao acordo celebrado com os sociais-democratas em matéria de descentralização. “Continuam a vender gato por lebre, transferência de encargos travestidos de descentralização. Fala-se muito de proximidade para tentar levar ao engano as autarquias, mas mantêm a recusa de devolver mais de mil freguesias roubadas ao povo pelo governo PSD/CDS”, acusou.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

O maior sítio arqueológico submerso do mundo mora no México (e está a surpreender os especialistas)

Uma equipa de especialistas está a explorar há cerca de quatro anos o Grande Aquífero Maia, localizado no México, e tem feito descobertas surpreendentes que vão desde numerosos sítios arqueológicos a vestígios de homens primitivos.  Durante …

Passes baixam para 70 e 80 euros para utentes da região Oeste

Os passes nos transportes públicos para Lisboa vão baixar para 70 euros para utentes de Alenquer, Arruda dos Vinhos, Sobral de Monte Agraço e Torres Vedras, e para 80 euros dos restantes concelhos da região. A …

Parar de comer quando se está cheio nem sempre é fácil (e há uma razão para isso)

Com alguns alimentos, parar de comer — mesmo quando se está cheio — nem sempre é fácil. Isto porque algumas destas comidas podem ter sido feitas de forma a que tal aconteça. Nenhum alimento é criado …

Há milhares de misteriosos buracos no fundo do mar da Califórnia

Surgiu um novo mistério perto da costa de Big Sur, na Califórnia, no fundo do Oceano Pacífico: há milhares de pequenos fragmentos redondos retirados dos sedimentos do fundo do mar.   A descoberta foi feita como parte …

NASA apresenta "mapa do tesouro" para encontrar água em Marte

Uma equipa de cientistas da NASA elaborou um mapa da água congelada que existe em Marte e que se acredita estar a apenas 2,5 centímetros abaixo da superfície do Planeta Vermelho - isto é, à …

Já se sabe como é que planetas florescem a partir de pequenos pedaços de poeira

Uma equipa de investigadores validou uma teoria que pode explicar como é que os planetas crescem a partir de pequenos pedaços de poeira interestelar. O crescimento de um pequeno pedaço de poeira até um planeta inteiro …

Rainha Isabel II está a procura de um gestor de redes sociais

A família real britânica está à procura de um gestor de redes sociais. O salário vai oscilar entre os 53 e 59 mil euros anuais por 37 horas semanais, de segunda a sexta-feira. A rainha Isabel II …

Cinco antepassados de crocodilos viveram há 150 milhões de anos na Lourinhã

Pelo menos cinco crocodilomorfos, antepassados dos crocodilos, viveram na região da Lourinhã há 150 milhões de anos, durante o período do Jurássico. Num artigo publicado na Zoological Journal of the Linnean Society, os paleontólogos Alexandre Guillaume, …

A radiação de Chernobyl está a deixar as abelhas esfomeadas (e isso é má notícia)

Apesar de não haver humanos na Zona de Exclusão de Chernobyl, a área em torno da cidade ucraniana de Pripyat onde a Central Nuclear de Chernobyl entrou em colapso em 1986, e apesar do nível …

Beethoven deixou a 10.ª sinfonia inacabada (e a IA vai completá-la)

Um dos maiores dilemas da história da música é a obra inacabada de Ludwig van Beethoven (1770-1827), a "10ª sinfonia", com muitos músicos a esforçar-se para finalizá-la, utilizando alguns dos fragmentos disponíveis, mas sem sucesso. Desta …