Cristas responsabiliza Governo pela “desgraça” que se vive no SNS

Tiago Petinga / Lusa

A presidente do CDS/PP, Assunção Cristas

Segundo Assunção Cristas, líder do CDS-PP, vive-se uma “desgraça inédita” no Serviço Nacional de Saúde e a culpa é do atual Governo.

A presidente do CDS, Assunção Cristas, criticou, no sábado à noite, o Governo por impor uma “carga fiscal máxima” e “serviços públicos mínimos”, sobretudo na saúde, onde se vive “uma desgraça inédita”.

“Este Governo consegue fazer a quadratura do círculo, de ter carga fiscal máxima e serviços públicos mínimos. Demonstra uma absoluta incapacidade de governar em muitas áreas críticas para todos nós, com a saúde à cabeça”, afirmou a líder democrata-cristã.

Discursando em Penafiel, onde participou num jantar que assinalou a entrada em funções da nova concelhia, a presidente do CDS falou de um país, no setor da saúde, com “consultas adiadas, listas de espera a crescer, cirurgias canceladas, greves em todo o setor e dívidas que dispararam”.

“É isto que eu ouço, de norte a sul do país, de utentes do nosso Serviço Nacional de Saúde (SNS), de médicos, de enfermeiros e de diretores que se demitem porque são incapazes de suportar esta hipocrisia deste Governo que nos vem dizer que tem maior número de consultas e cirurgias e não olha para a realidade que é a desgraça a que votou o nosso SNS”, acentuou, concluindo: “Isto é inédito, nunca tinha acontecido nesta escala e com esta persistência no nosso país”.

Lembrando o recente episódio em que um comboio perdeu um dos motores, a dirigente do CDS disse que o país tem “um Governo que está sem motor, que não tem tração, que está desnorteado, que comete erros e descoordenações, dia após dia”.

“Na verdade, nós percebemos a descoordenação e o nervosismo sistemático deste Governo, porque perdeu a oportunidade de ouro que foram estes quatro anos para fazer mais e melhor”, acrescentou.

Assunção Cristas defendeu, depois, que ninguém faz oposição no país como o CDS, considerando que o seu partido constitui “a única, verdadeira e sistemática oposição em todas as áreas”.

Aludindo às eleições legislativas que se vão realizar este ano, a líder centrista referiu que o CDS nunca será a muleta para António Costa continuar no poder.

“Nós damos a garantia, e creio que somos os únicos, que um voto no CDS não vai parar à viabilização de um Governo de António Costa, um voto no CDS não serve para perpetuar António Costa e o PS no poder”, afirmou, deixando uma crítica ao PSD: “Um partido que pode ser da colaboração, que é o PSD, que diz que pode colaborar para que o PS não tenha de depender das esquerdas”.

A presidente do CDS também falou das eleições para o Parlamento Europeu, apelando à mobilização dos militantes e elogiando o cabeça-de-lista Nuno Melo, que estava presente na sala.

“Não são eleições secundárias, na Europa: nas escolhas que fazemos no Parlamento Europeu, nós decidimos muitas vezes questões que vão ter um impacto direto na nossa vida do dia-a-dia”, recordou, enquanto criticava o Governo por, ao contrário do que prometeu, não ter “uma voz grossa” em Bruxelas na defesa dos interesses de Portugal.

// Lusa

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. A Dr.Cristas logicamente nunca na vida servirá de muleta aos remediados e probres deste país.Os “abutres”,andam por aí a pairar para se lançarem sobre as presas.

  2. Esta tontinha manhosa deve ter hibernado e até já se esqueceu que ainda há pouco esteve no governo que fez os maiores cortes de sempre na saúde, etc..
    Assim se vê a moral de certos cristãos…

RESPONDER

Ligação fluvial entre o Seixal e Lisboa suspensa a partir de hoje (e durante 45 dias)

A Transtejo tinha informado que a ligação fluvial entre o Seixal e Lisboa estaria suspensa a partir desta segunda-feira, por 45 dias, devido a obras, mas será assegurado transporte rodoviário até ao terminal de Almada. “A …

Nagorno-Karabakh. Arménia e Azerbaijão acusam-se mutuamente de violação de novo cessar-fogo

A Arménia e o Azerbaijão trocaram esta segunda-feira acusações pela violação de um novo cessar-fogo acordado no domingo para pôr fim às hostilidades no enclave de Nagorno-Karabakh, que deveria ter entrado hoje em vigor. A Arménia …

Venezuela testou molécula que "anula a 100%" o novo coronavírus

O Presidente da Venezuela anunciou, este domingo, que o Instituto Venezuelano de Investigações Científicas (IVIC) testou com sucesso uma molécula, a DR10, que "anula 100%" o novo coronavírus. "O IVIC testou uma molécula usada para tratar …

Com a bancarrota a caminho, Governo Sócrates vendeu quase 80% dos imóveis públicos

Numa altura em que o país já estava em situação complicada, com o cenário de bancarrota no horizonte, o último Governo de José Sócrates vendeu quase 80% do património imobiliário público em apenas dois anos. Estes …

Na primeira noite de recolher obrigatório em Madrid, houve centenas de festas ilegais e álcool na rua

Na primeira noite de recolher obrigatório em Madrid, foram muitos os que ignoraram as restrições. A polícia espanhola foi obrigada a intervir em centenas de festas ilegais e numa festa ao ar livre com mais …

Casa Branca admite que EUA não poderão controlar pandemia. Biden acusa Trump de ter desistido

A Casa Branca admitiu este domingo que os EUA não poderão controlar a pandemia por ser tão contagiosa, numa mudança à postura de minimização da gravidade da crise, numa altura em que há novos recordes …

GNR obrigada a intervir no GP de Fórmula 1. Bastonário diz que evento foi um "insulto" aos profissionais de saúde

O circuito de Portimão teve de fechar algumas bancadas para garantir o distanciamento dos 27.500 espetadores autorizados pela Direção-Geral de Saúde (DGS). Pelo menos em duas foi necessária a intervenção da GNR. Em comunicado, a GNR …

Governo atira-se ao Bloco de Esquerda. Voto contra é "incompreensível"

Em conferência de imprensa, esta segunda-feira, o secretário de Estado dos Assuntos Parlamentares, Duarte Cordeiro, afirmou que "o Governo considera incompreensível que não possa contar com o Bloco de Esquerda" para aprovar o Orçamento do …

Chilenos votam de forma esmagadora para substituir Constituição de Pinochet

Os chilenos votaram de forma esmagadora, este domingo, a favor de uma nova Constituição para substituir a herdada da era do ditador Pinochet, num referendo realizado um ano após uma revolta popular contra a desigualdade …

Parques eólicos instalados em terrenos baldios vão passar a pagar IMI

Os terrenos baldios onde sejam instalados parques eólicos destinados a produzir energia elétrica vão perder o direito à isenção de IMI que a lei previa anteriormente para este tipo de imóveis. O Jornal de Negócios adianta …