Cristas diz que professores “foram aldrabados” e acusa Costa de incompetência

Rodrigo Antunes/ Lusa

A presidente do Partido Popular (CDS/PP), Assunção Cristas

A presidente do CDS-PP, Assunção Cristas, afirmou nesta terça-feira que os professores “foram aldrabados” pelo Governo, liderado pelo socialista António Costa, acusando ainda o primeiro-ministro de ser “muito incompetente”.

“Compreendo muito bem as razões dos professores e compreendo muito bem que foram aldrabados, foram enganados no último Orçamento do Estado, claramente, por parte do Governo”, afirmou ontem a líder centrista, em entrevista à RTP1.

Assunção Cristas considerou que, no que diz respeito aos professores, que reclamam a contagem da totalidade do tempo de serviço (nove anos, quatro meses e dois dias), o Governo e o primeiro-ministro, António Costa, têm “andado muito mal”.

“O primeiro-ministro não tem razão, não consegue dialogar. É um primeiro-ministro que não mostra competência. É um político hábil, mas é um governante muito incompetente, nestas matérias e noutras matérias”, afirmou.

A negociação para o Orçamento de 2018 “prolongou-se” e “houve um acordo” que deixou os docentes “mais ou menos tranquilos”, mas “depois perceberam que era um logro”, referiu Assunção Cristas.

Para a presidente do CDS, este é “um padrão da atuação” do Governo do PS, em áreas como a educação, a saúde, a ferrovia ou dos investimentos públicos.

Questionada sobre se considera que os professores têm razão, Assunção Cristas defendeu a necessidade de “conversar para perceber o que é possível e em que timing”.

Taxas Robles é o “BE a lavar a sua consciência”

Durante a entrevista, Assunção Cristas abordou ainda a “taxa Robles“, a proposta apresentada pelo Bloco de Esquerda para travar a especulação imobiliária. Para a líder centrista, esta é uma tentativa do partido “lavar a sua consciência”.

“É o BE a lavar a sua consciência, mas não consegue e quer fazê-lo pelo canal errado“. Para Cristas, o importante neste momento é “combater a especulação imobiliária e dar habitação a muitas pessoas“.

Assunção Cristas não poupou nas críticas e, abordando o Orçamento de Estado para o próximo ano, considerado que “este Governo tem um primeiro-ministro e um ministro, o resto são todos secretários de Estado“, atirou.

Confrontada com os resultados orçamentais das Finanças, Cristas respondeu dizendo que Mário Centeno “faz um orçamento fantasioso, não rigoroso”, apelidando mesmo o ministro das Finanças como “campeão das cativações”.

A líder do CDS-PP aproveitou ainda para reiterar o que tem dito nos últimos tempos: “O CDS é a alternativa. Neste momento, somos a alternativa clarinha“, considerou.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. E foram aldrabados por quem?A senhora lembra-se de passos coelho e toda a bandidagem que esteve nesse (des)governo?Lembra-se?Nós não esquecemos que a senhora esteve lá!!!

  2. Era bom que esta senhora dissesse que o CDS e PPD mentiram descaradamente aos portugueses em 2011 e durante mais quatro anos. É preciso não ter vergonha na cara e ser um ser aberrante ao ponto de pretender “fazer a lavagem” dos anos negros em que fez parte de um governo miseravel e foi a autora da célebre “lei do despejos”, que pôs milhares de pessoas a viverem debaixo da ponte. É alguém que cheira mal.

RESPONDER

Quase seis mil denúncias de agressões sexuais em viagens da Uber nos EUA

A plataforma de transporte de passageiros Uber divulgou na quinta-feira um relatório, revelando quase seis mil denúncias de agressões sexuais a utilizadores, motoristas e terceiros nos Estados Unidos (EUA), em 2017 e 2018. No relatório de …

Polícia de Los Angeles vai usar dispositivo "ao estilo Batman" para prender suspeitos

A polícia de Los Angeles, nos Estados Unidos, vai adotar, no início do próximo ano, um novo dispositivo, conhecido como BolaWrap 100, que dispara um cinto de fibra sintética a uma velocidade de 200 metros …

Corriere dello Sport defende-se das acusações e garante ser "inimigo do racismo"

O jornal desportivo italiano Corriere dello Sport afirmou esta sexta-feira ser “inimigo do racismo”, defendendo-se das críticas motivadas pela manchete de quinta-feira, com o título “Black Friday” e ilustrada com os futebolistas negros Romelu Lukaku …

Alisadores e tintas para cabelo podem aumentar o risco de cancro da mama

Alisadores e tintas para cabelo são dois produtos comummente utilizados por mulheres. Um novo estudo sugere que estes podem aumentar o risco de cancro da mama, especialmente em mulheres negras. Muitos produtos capilares contêm compostos que …

Black Friday. Marca de cosméticos oferece por engano desconto de 96% e perde 10 milhões em duas horas

Uma falha no site oficial da marca de produtos cosméticos Foreo fez com que o seu artigo mais caro fosse vendido com um desconto de 96%, fazendo com que a empresa sueca perdesse 10 milhões …

Camisola usada por Pelé no seu último jogo foi vendida por 30 mil euros em leilão

Uma camisola usada por Pelé no seu último jogo com a seleção brasileira foi vendida por 30 mil euros num prestigiado leilão de objetos desportivos, realizado na quinta-feira em Turim, Itália. A camisola com o número …

A maior entrada de sempre em bolsa. Saudi Aramco garante 25,6 mil milhões de dólares

Para além de fazer uma entrada em estilo na bolsa de Riade na próxima semana, com a maior IPO de sempre, a Saudi Aramco torna-se na empresa mais bem avaliada do mundo. A Saudi Aramco, petrolífera …

Novo livro revela provas de que Albert Camus foi assassinado pelo KGB

Giovanni Catelli é autor da teoria que o prémio Nobel da literatura Albert Camus foi assassinado pelo KGB. No seu novo livro, reitera essa ideia e revela algumas provas. O romancista Albert Camus foi vencedor do …

Embaixada da China reage com "forte indignação” às declarações de Pompeo em Lisboa

A embaixada da China em Portugal reagiu esta sexta-feira com “forte indignação e firme oposição” às declarações do secretário de Estado norte-americano, Mike Pompeo, sobre o governo e empresas chineses, durante a visita que fez …

Ministério Público quer anular libertação do amante de Rosa Grilo

O Ministério Público (MP) pediu a nulidade do despacho judicial que ordenou esta sexta-feira a libertação de António Joaquim, acusado de matar o triatleta Luís Grilo, em coautoria com a mulher da vítima, Rosa Grilo. “O …