Após aviso de Marcelo, Cristas garante que CDS está “a trabalhar intensamente”

António Cotrim / Lusa

Assunção Cristas

Marcelo Rebelo de Sousa alertou para o risco de uma crise na direita e Assunção Cristas respondeu. Evitando entrar em polémica, a líder do CDS garantiu que o partido está a trabalhar para as eleições de outubro.

A líder do CDS-PP evitou entrar em polémica com Marcelo Rebelo de Sousa sobre a crise na direita, mas advertiu que, “como é a preocupação do Presidente”, o partido está “a trabalhar” para ser uma oposição forte.

Assunção Cristas comentou, pela primeira vez, as palavras de Marcelo, que na sexta-feira, alertou para o risco de uma crise no centro-direita, contrapondo o trabalho de oposição “séria e responsável” feito pelo partido e que, depois do fraco resultado nas europeias de 29 de maio, está “a trabalhar intensamente para em outubro as coisas serem diferentes” nas legislativas de outubro.

Os centristas têm a mesma preocupação do Presidente da República, que é “ser uma oposição forte, sempre construtiva, que mostre uma alternativa para o país”. Apesar das três perguntas sobre o tema, incluindo se Marcelo se teria excedido nas suas considerações, a líder centrista respondeu sempre da mesma maneira e no mesmo tom.

Temos trabalhado intensamente para ser essa oposição [de direita]. As eleições legislativas são em outubro, em outubro veremos. Cada eleição é uma eleição”, afirmou Assunção Cristas, a meio de uma ação de voluntariado dos deputados centristas quer foram ajudar a pintar um refeitório no centro paroquial de Valbom, em Gondomar, na abertura de dois dias de jornadas parlamentares do partido, no Porto.

Questionada sobre se o chefe do Estado se excedeu nos comentários que fez na sexta-feira, Cristas deu como resposta: “A posição do CDS tem sido sempre a mesma: referir e sublinhar o nosso trabalho. E o nosso trabalho, como é evidente, e certamente, como é a preocupação do PR, é ser uma oposição forte, sempre construtiva que mostre uma alternativa para o país. É isso que estamos a fazer em vários domínios.”

E partiu do exemplo do centro social e paroquial de Valbom e da ação voluntária dos deputados centristas para dizer que o CDS está “a trabalhar com muito afinco” para apresentar “propostas sérias, propostas válidas”, uma “visão para o país que passa pela valorização do setor social, privado” numa valorização de “um trabalho em rede”.

“O CDS está a trabalhar muito intensamente com vista às eleições legislativas, fizemos um trabalho muito intenso na oposição, uma oposição sempre construtiva, sempre procurando mostrar aquilo que faríamos de forma diferente, nomeadamente na valorização de um estado social de parceria, que congregue o setor publico, social e privado”, disse.

Internamente, depois dos 6,2% do CDS nas europeias, e de o partido ter ficado em quinto nas eleições, Cristas admitiu que quando há “resultados maus”, os momentos são “mais difíceis”, mas que agora pretende olhar para as próximas eleições. “Cada eleição é uma eleição”, afirmou, sublinhando que, no domingo, numa eleição intercalar, PSD e CDS venceram as eleições para a câmara de Castro Marim, distrito de Faro.

Na sexta-feira, numa intervenção em inglês, na Fundação Luso-Americana para o Desenvolvimento (FLAD), o Presidente da República considerou haver “uma forte possibilidade de haver uma crise na direita portuguesa nos próximos anos” e defendeu que, num contexto destes, o seu papel “é importante para equilibrar os poderes”.

Ao comentar os resultados das eleições europeias, Marcelo disse que Portugal tem agora “uma esquerda muito mais forte do que a direita” e que “o que aconteceu à direita é muito preocupante”.

O líder do PSD, Rui Rio, discordou da análise do Presidente da República sobre a possibilidade de uma crise na direita portuguesa, considerando-a uma visão “otimista” e “superficial”, já que a crise é “transversal” ao regime.

Em resposta a Rio, a presidente centrista também não comentou diretamente, apontando, de novo, para a “preocupação” de “mostrar as propostas diferentes do CDS” para o país nestas jornadas parlamentares.

 

ZAP // Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

Nasceu o SeeArch, uma espécie de colete salva-vidas para resgates em mar aberto

Se uma pessoa se separar da sua embarcação em mar aberto, permanecer à tona não é o único desafio. Ser visto pelos salvadores é uma missão importante que o novo SeeArch, usável e insuflável, vai …

Há 127 concelhos que vão manter os limites no fim de semana. Saiba quais

Os concelhos que mantém risco muito elevado e extremamente elevado terão de manter até dia 23 deste mês as atuais restrições, incluindo de limitação de circulação ao fim de semana. Houve 27 concelhos que saíram …

Piscina mais profunda do mundo inaugurada na Polónia

Com 45 metros de profundidade, a piscina Deepspot foi recentemente inaugurada na Polónia. Vai servir de zona de treino para mergulhadores, bombeiros e forças armadas. A piscina mais profunda do mundo foi inaugurada esta semana em …

Mais 6087 novos casos de covid-19 em Portugal. Este é o maior número da semana

Portugal registou este sábado 6087 novos casos e 73 mortes por covid-19. No total, mais de 318 mil pessoas já foram infetadas com o novo coronavírus e 4876 morreram. Nas últimas 24 horas, mais 6165 …

Sedada e com um capuz sobre os olhos, a girafa Asiwa foi resgatada de uma ilha no Quénia

Conservacionistas, autoridades do Governo e membros da comunidade local uniram-se para resgatar oito girafas numa ilha no Quénia. A população de girafas em África tem diminuído nas últimas décadas devido à perda de habitat e à …

Governo mantém restrições. Exceções no Natal, mas no Ano Novo volta a ser proibida a circulação entre concelhos

António Costa falou hoje ao país para anunciar as novas medidas para a quadra festiva. O primeiro-ministro revelou que no Natal as medidas serão aliviadas, como já se esperava, porém voltam a apertar no Ano …

Joe Biden está a planear uma tomada de posse em versão reduzida. Trump pode não marcar presença

A pouco mais de um mês de tomar posse como Presidente dos EUA, Joe Biden anunciou que está a planear reduzir a dimensão da cerimónia para garantir a segurança devido à pandemia. Segundo o Público, Joe …

O Peru enfrenta o maior desafio político desde a ditadura de Fujimori. A responsabilidade está nas mãos de Sagasti

O novo presidente do Peru assumiu o cargo em 17 de novembro em circunstâncias nada desejáveis. O país, que até ao ano passado vinha a ser apontado como um exemplo na área económica, enfrenta agora …

Três anti-histamínicos mostram eficácia a inibir infeção pelo coronavírus

Três medicamentos anti-histamínicos mostraram alguma eficácia a inibir a infeção de células pelo novo coronavírus responsável pela covid-19, segundo os resultados preliminares de um estudo da Universidade da Florida divulgado na sexta-feira. As descobertas sobre os …

"Criminoso, cruel e traiçoeiro”. Sobrinha de Donald Trump diz que tio devia ser preso

A sobrinha do atual Presidente dos Estados Unidos, o republicano Donald Trump, referiu que o tio é “criminoso, cruel e traiçoeiro”, por isso, deveria enfrentar a justiça norte-americana, depois de todos os escândalos que o …