Covid-19. Testes em humanos para mais uma vacina estão quase a arrancar

Luca Zennaro / EPA

Uma equipa de investigadores da Universidade de Oxford, no Reino Unido, vai começar a testar em humanos dentro de um mês e espera conseguir uma vacina contra a Covid-19 até ao final do ano.

Depois de China e Estados Unidos terem anunciado testes em humanos para uma nova vacina da Covid-19, é a vez do Reino Unido entrar na corrida para encontrar a cura. Investigadores da Universidade de Oxford vão começar a testar em humanos dentro de um mês e esperam ter uma vacina pronta até ao final do ano.

O laboratório Public Health England (PHE) revela que os testes em animais estão previstos para a próxima semana, escreve o Expresso. No caso dos humanos, os cientistas vão começar com um pequeno grupo e, se os resultados forem positivos, vão avançar para um grupo maior.

“Estamos consciente que a vacina é necessária o mais rapidamente possível e certamente em junho-julho que é quando esperamos um pico da mortalidade”, disse Adrian Hill, do Instituto Jenner de Oxford, em declarações ao The Guardian.

Esta não é uma situação normal. Vamos começar os testes com todos os requisitos de segurança, mas assim que a vacina comece a funcionar posso antecipar que vamos acelerar para salvarmos vidas. Quanto mais cedo conseguirmos disponibilizar mais vacinas, melhor”, acrescentou.

A vacina testada recorre a uma réplica não prejudicial do vírus, que ajuda a produzir imunidade ao novo coronavírus.

Todavia, especialistas advertiram para o risco de uma eventual vacina contra a Covid-19 se revelar ineficaz se não se souber como é que o sistema imunitário pode combater o coronavírus que causa a doença que se tornou uma pandemia.

A observação é feita num artigo publicado na revista científica Nature, que cita virologistas dos Estados Unidos, onde se ensaia, em Seattle, uma vacina em 12 pessoas saudáveis.

“Não sabemos assim tanto sobre a imunidade a este vírus”, assinalou o imunologista da Universidade de Washington Michael Diamond. O virologista Stanley Perlman, da Universidade de Iowa, realçou que as pessoas podem ficar infetadas com o novo coronavírus mesmo se tiverem concentrações elevadas de anticorpos contra este tipo de vírus, que causa infeções respiratórias como pneumonia.

A vacina que está a ser testada em Seattle visa capacitar o sistema imunitário para produzir anticorpos que reconheçam e bloqueiem a proteína que o coronavírus SARS-CoV-2 usa para entrar nas células humanas. Para Michael Diamond, especialista em imunologia viral, uma vacina assim concebida pode não chegar.

Os especialistas sugerem que uma vacina eficaz contra o novo coronavírus poderá ter que estimular o corpo a gerar anticorpos que bloqueiem outras proteínas virais ou fazer com que as células T (células que defendem o organismo contra agentes infecciosos) reconheçam o SARS-CoV-2 e matem as células que foram infetadas.

Num teste com ratos e porquinhos-da-índia, uma vacina desenvolvida pela farmacêutica Inovio induziu a produção de anticorpos e células T contra o novo coronavírus. Face aos resultados obtidos, o laboratório prepara-se para avançar com um ensaio clínico em abril.

O cientista Peter Hotez, da Universidade Baylor, considera que potenciais vacinas devem ser testadas primeiro em animais para se perceber, com segurança, a sua eficácia: por exemplo, se houve uma melhoria dos sintomas associados à infeção pelo novo coronavírus. Por vezes, acontece que pessoas vacinadas desenvolvem uma forma mais severa de uma infeção, depois de infetadas por um vírus, do que as pessoas que não estavam vacinadas.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da Covid-19, infetou mais de 235 mil pessoas em todo o mundo, das quais mais de 9.800 morreram. Das pessoas infetadas, mais de 86.600 recuperaram da doença.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Covid-19 já matou mais no Reino Unido do que os bombardeamentos alemães da II Guerra

A pandemia de covid-19 já matou mais pessoas no Reino Unido do que os bombardeamentos alemães durante a II Guerra Mundial. O novo coronavírus oriundo da China já matou cerca de 50.000 pessoas em território …

Estudo mostra que os cães querem mesmo resgatar os seus donos do perigo

Um novo estudo mostra que os nossos amigos de quatro patas querem realmente salvar-nos em momentos de aflição, mas desde que saibam como o fazer. De acordo com o site Science Alert, os investigadores reuniram 60 cães …

Derek Chauvin foi detido, mas os precedentes mostram que o polícia pode sair impune

Derek Chauvin, o polícia responsável pela morte de George Floyd, foi detido e aguarda a sua primeira audiência. No entanto, há precedentes que sugerem que o agente pode sair impune. Derek Chauvin tem a sua primeira …

Cientistas encontram dois fragmentos do meteorito de Barcelona

Cientistas espanhóis encontraram dois pequenos fragmentos do chamado meteorito de Barcelona, que caiu, há mais de 300 anos, no dia de Natal. No dia 25 de dezembro de 1704, um meteorito rasgou os céus e caiu …

"Pressionaram-me para o denunciar". Higuita recorda amizade com Escobar

A relação de amizade entre René Higuita e Pablo Escobar levou a que o ex-futebolista fosse seguido pelas autoridades. A polícia chegou a pressioná-lo para denunciar Escobar. O antigo internacional colombiano René Higuita é provavelmente uma …

George Floyd. Portugal junta-se às manifestações mundiais contra o racismo

Cinco cidades portuguesas juntam-se hoje à campanha de solidariedade mundial contra o racismo, associando-se à luta pela dignidade humana na sequência da morte, a 25 de maio, do afro-americano George Floyd, sob custódia da polícia …

Covid-19. México investiga mercado negro de atestados de óbito falsos

As autoridades da Cidade do México anunciaram que estão a investigar um suposto mercado negro de atestados de óbito relacionado com a covid-19, no dia em que o país registou 625 mortes nas últimas 24 …

Astrónomos descobrem "réplica" do Sol e da Terra a três mil anos-luz

O que diferencia esta descoberta de outros exoplanetas parecidos com a Terra é que a sua estrela tem uma semelhança impressionante com o nosso Sol. Entre os dados da missão Kepler, uma equipa de investigadores identificou …

Sem romarias e festas, milhares de famílias estão a entrar em falência

Milhares de famílias cujo rendimento depende das romarias e festas populares estão a atravessar sérias dificuldades económicas. Os prejuízos ultrapassam os 50 milhões de euros. A suspensão das festas populares e romarias religiosas em todo o …

Corpo de Maria Velho da Costa ficou 11 dias na morgue. Filho critica MP e fala em "massacre psicológico"

Os restos mortais da escritora Maria Velho da Costa, que faleceu a 23 de Maio, ficaram no Instituto de Medicina Legal, em Lisboa, durante 11 dias, sem que a família tivesse conhecimento de que já …