Covid-19 deixa 340 mil empregos em risco. Taxa de desemprego poderá duplicar

José Sena Goulão / Lusa

Caso não existam fortes apoios do Governo português e da União Europeia, a crise económica desencadeada pelo novo coronavírus (Covid-19) pode deixar cerca de 340 mil pessoas sem emprego até ao fim do ano.

Os números são avançados esta terça-feira pelo Correio da Manhã, que dá conta que este cenário pode fazer com que a taxa de desemprego em Portugal atinja os 15% – valor alcançado em Portugal após a crise das dívidas soberanas em 2012 e 2013.

Dados da Pordata, citados pelo matutino, dão conta que aa taxa de desemprego no ano da intervenção da troika (2011) era de 12,7% (688 mil), um ano depois esse indicador tinha subido para 15,5% (835 mil pessoas sem trabalho) e em 2013 para 16,2% (855 mil).

Atualmente, a taxa de desemprego em Portugal está fixada em 6,9%, segundo dados de janeiro de 2020. A média europeia está fixada em 7,4%. Contas feitas, o surto da Covid-19 pode fazer duplicar a taxa de desemprego no país.

Economistas ouvidos pelo Correio da Manhã consideram por isso que é extremamente importante que exista uma forte ajuda europeia e governamental às empresas e aos trabalhadores, visando proteger a economia e os postos de trabalho.

“As entidades patronais estão já a despedir os trabalhadores com contratos precários. É preciso não esquecer que temos mais de 500 mil pessoas com contratos nessas condições”, disse ao CM o economista Eugénio Rosa, que publicou recentemente um estudo sobre o impacto económico do coronavírus no país sob o título “A situação da Economia Portuguesa e a sua capacidade para suportar as consequências da crise causada pelo Covid-19”.

“A crise que pode gerar-se, se não existirem apoios substanciais, pode ser mais grave do que a registada em 2008“, afirmou o economista.

Eugénio Rosa recorda ainda que o turismo, um dos motores da economia portuguesa, será um dos setores mais afetados com esta pandemia. “Em 2019, 31,8% das exportações portuguesas foram serviços e a grande maioria era constituída por receitas do turismo (18 431 milhões)”, começa por recordar o economista no seu estudo.

“O turismo, e todas as empresas e trabalhadores ligados a ele (companhias áreas, hotéis, restauração ou alojamento), é um dos setores mais afetados pela crise do coronavírus”.

Também Carlos Pereira da Silva, professor do Instituto Superior de Economia e Gestão, não tem dúvidas de que a taxa de desemprego sofrerá bastante com este surto se não forem tomadas medidas. “Não há dúvidas de que o desemprego vai superar os 15%“.

“Vai existir uma rutura enorme na produção. O Produto Interno Bruto vai decrescer nos próximos dois ou três trimestres. Se não existirem estímulos económicos e financeiros muito fortes, vamos passar de um estado de recessão para um estado de depressão, o que é gravíssimo”, rematou o especialista ouvido pelo CM.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. E se for só 340 mil não será mau. Se isto se prolongar os despedimentos serão em massa. O Estado tem de pensar se quer contribuir em parte (através de lay off financiado em parte pelo Estado) ou se quer assumir a totalidade pelo subsídio de desemprego.

  2. Agora é que se vai saber os verdadeiros números do desemprego em Portugal, quem têm vindo a ser deturpados desde 2011.

    Portugal, o país onde o trabalho é negado ao cidadão em que até para empregado de balcão se entra por cunha.

  3. Agora é que se vai ver o que vale o ilusionista Centeno. Até aqui eram só flores com os rios de dinheiro que corriam para os cofres do Estado. Agora vai-se ver o que realmente vale este gajo.

RESPONDER

Sporting 2-2 Belenenses SAD | Líder salva virgindade nos descontos

A Belenenses SAD esteve a segundos de cumprir a promessa de Petit, que na antevisão da partida apontava para a primeira derrota do Sporting. Os “azuis” estiveram a vencer por 2-0, graças a uma eficácia …

Quatro anos depois, Danny recuperou a sua prancha. Estava a 2700 quilómetros

Um surfista australiano recuperou a sua prancha quatro anos depois de a ter perdido. Estava a 2700 quilómetros do sítio onde a tinha visto pela última vez. Danny Griffiths, um surfista habituado a ondas grandes, perdeu …

Os astronautas precisam de um frigorífico. Engenheiros trabalham num que funciona de "cabeça para baixo"

Para que os astronautas façam longas missões à Lua ou a Marte, precisam de um frigorífico, mas estes eletrodomésticos não são projetados para funcionar em gravidade zero. Os astronautas precisam de frigoríficos para as missões prolongadas …

A maior "cidade-fantasma" da China voltou a florescer (graças à educação)

Kangbashi, na Mongólia Interior, é considerada há muitos anos a maior "cidade-fantasma" da China. Agora, tem muito a agradecer a uma jogada inesperada, mas muito eficaz: o setor da Educação. Há alguns anos que Kangbashi, uma …

Carro da Tesla ajuda o FBI a capturar homem suspeito de atear fogo em igreja

As câmaras de um Tesla ajudaram as autoridades a prender um homem suspeito de atear fogo numa igreja na cidade de Springfield, no estado de Massachusetts. A congregação foi atacada mais de uma vez em …

Destemida e aventureira. Com apenas 18 anos, Simone Segouin ajudou a França a derrotar os nazis

Quando tinha apenas 18 anos, Simone Segouin juntou-se à Resistência Francesa para capturar as tropas nazis, sabotar os planos alemães e lutar contra o fascismo no seu país. Apesar de ter abandonado a escola bastante cedo, …

Orgulho e ciúmes. Corrida armamentista entre Coreias coloca ambiente de paz em risco

A relação entre a Coreia do Norte e a Coreia do Sul é conhecida por ser bastante conturbada, sendo que nos últimos anos já ocorreram alguns incidentes entre os países. Agora, as duas nações peninsulares …

"Estória mal contada": a saída de João Marques do Famalicão

Perto do final do campeonato feminino de futebol, o treinador das candidatas ao título abandona o emblema minhoto. Provavelmente porque vai liderar outra equipa minhota. Adeptos não gostaram. A Liga BPI, a primeira divisão nacional feminina …

Livre cede lugares à IL e ao Volt. Vasco Lourenço fala em "chicana política"

O Livre cedeu, esta quarta-feira, quatro lugares da sua comitiva no desfile que assinala o 25 de Abril à Iniciativa Liberal e ao Volt Portugal, depois da comissão promotora os ter informado de que não …

Pena de morte diminuiu. Execuções globais atingem o número mais baixo numa década

Globalmente, foram executadas 483 pessoas em 2020, o número mais baixo registado pela Amnistia Internacional (AI) numa década, marcando uma redução de 26% em relação a 2019 e 70% comparativamente a 2015. Segundo um artigo da …