Costa quer poucas mexidas. O problema é se Centeno sai

Tiago Petinga / Lusa

O primeiro-ministro António Costa

O primeiro-ministro não quer grandes alterações no próximo Governo ao nível de ministros e secretarias de Estado. Mas se Centeno sair, “teremos de fazer um Governo daquele que temos”.

Em equipa que ganha não se mexe: esta é uma máxima que tanto se aplica no futebol, como na estratégia que António Costa se prepara para usar na formação do seu Governo na próxima legislatura.

O primeiro-ministro tem consciência de que terá de fazer obrigatoriamente algumas alterações. Vieira da Silva, por exemplo, não está disponível para continuar à frente da pasta do Trabalho e Segurança Social. Além disso, há uma outra pedra no sapato chamada Mário Centeno, cujo futuro pode passar pela direção do FMI.

Se esta última hipótese se concretizar, irá abrir uma vaga numa pasta crítica de qualquer Governo. Aliás, Costa já admitiu que se perder o seu ministro mais popular, “evidentemente teríamos de fazer um governo diferente daquele que temos”.

Para esse cenário, o nome mais falado no PS (referido até por Marques Mendes no seu habitual comentário na SIC) é o de Elisa Ferreira, atualmente no Banco de Portugal, mas que também é hipótese para a Comissão Europeia, segundo avança o Expresso.

Apesar de algumas mexidas cirúrgicas mas inevitáveis, Costa tem a equipa estabilizada desde a última remodelação, quando lançou novos ministros para a Saúde (Marta Temido), Economia (Pedro Siza Vieira, que já era ministro-adjunto), Infraestruturas (Pedro Nuno Santos), Planeamento (Nelson de Souza), Cultura (Graça Fonseca) e Assuntos Parlamentares (Duarte Cordeiro).

As listas de candidatos a deputados apresentadas pelo PS esta semana evidenciam a importância que o primeiro-ministro dá à manutenção de boa parte das peças do seu Executivo. Tal como o Expresso havia adiantado, quase metade dos 62 atuais membros do Governo são candidatos à Assembleia da República: são 27 os governantes nas listas, entre o primeiro-ministro, 12 ministros e 14 secretários de Estado.

Ainda assim, isto não significa que sejam apenas estes os governantes que António Costa conta repescar para o seu futuro Governo. Segundo o semanário, há o exemplo de Duarte Cordeiro que não quis integrar a lista de Lisboa, mas está disponível para continuar no Governo (só não tenciona ser deputado).

Pedro Siza Vieira, que só integrou o Executivo a meio do mandato, também não é candidato ao Palácio de São Bento, mas está no Governo para ficar, adianta ainda o Expresso.

No entanto, a regra é os ministros entrarem nas listas – e até Centeno marca presença, como 5.º em Lisboa, apesar das dúvidas em relação ao futuro do governante.

Na mesma lista surgem ainda Mariana Vieira da Silva, Graça Fonseca e João Gomes Cravinho, para além de António Costa como número 1. Pelo Porto concorrem João Matos Fernandes e Ana Paula Vitorino, enquanto Eduardo Cabrita surge na lista de Setúbal, Pedro Nuno Santos na de Aveiro, Tiago Brandão Rodrigues na de Vila Real e Capoulas Santos por Évora. Augusto Santos Silva concorre pelo círculo de fora da Europa e Marta Temido estreia-se como candidata encabeçando Coimbra.

De acordo com o matutino, há outras duas escolhas que significam apostas pessoais de Costa em protagonistas a quem augura futuro político: as secretárias de Estado Alexandra Leitão (Educação) e Ana Mendes Godinho (Turismo), que encabeçam as listas de Santarém e da Guarda, respetivamente.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Motorista de autocarro em morte cerebral depois de agressões de passageiros em França

Um motorista de autocarro foi declarado em morte cerebral esta segunda-feira, em França, depois de ter sido agredido no domingo por passageiros a quem recusou a entrada no transporte público. No domingo à noite, um motorista …

Erro de laboratório origina 20 casos em dois clubes da Liga búlgara

Vinte pessoas estão infetadas com o novo coronavírus, após um futebolista com covid-19 ter participado no duelo entre o Cherno More e o Tsarko Selo, da Liga búlgara, devido ao erro de um laboratório, foi …

Soleimani foi assassinado de forma "ilegal e arbitrária", considera perita da ONU

A relatora especial da ONU, Agnes Callamard, considera que os Estados Unidos não apresentaram provas suficientes para justificar o ataque. Uma especialista da ONU concluiu que o general iraniano Qasem Soleimani, morto num raide norte-americano …

Bolsonaro infetado com covid-19

A imprensa brasileira confirmou, esta terça-feira, que o Presidente Jair Bolsonaro está infetado com covid-19. O Presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, testou positivo à covid-19. De acordo com a Globo, a informação foi avançada pelo próprio, …

Costa avisa que vem aí a "fase mais crítica" dos incêndios e pede prevenção

O primeiro-ministro participou numa reunião de acompanhamento e monitorização sobre prevenção e combate a fogos florestais e advertiu, esta terça-feira, que Portugal entra agora na fase mais crítica. Esta terça-feira, o primeiro-ministro advertiu que Portugal entra …

"Fracasso" no combate à covid-19. Diretora de Saúde de Israel demite-se

Siegal Sadetzki, diretora dos serviços públicos do Ministério da Saúde de Israel, denunciou o "fracasso" das autoridades em retardar a propagação da covid-19 no país, apresentando a sua demissão. Uma responsável do Ministério da Saúde de …

Quase 900 professores vão entrar nos quadros do Ministério da Educação

Quase 900 professores vão entrar nos quadros do Ministério da Educação, no âmbito do concurso externo imposto ao Estado pela União Europeia. Mais de 800 professores passaram a integrar os quadros do Ministério da Educação através …

Após saída do primeiro-ministro, Macron faz remodelação governamental e muda ministros-chave

O Presidente francês Emmanuel Macron aproveitou a mudança de primeiro-ministro para levar a cabo uma profunda remodelação do seu Governo. Anunciada na segunda-feira, a grande mudança é o novo ministro do Interior, Gérald Darmanin, até …

Marcelo promete ir todas as semanas ao Algarve para "puxar pelo turismo"

O Presidente da República disse esta segunda-feira, no Algarve, que é necessário “olhar para a frente e lutar” para o turismo na região superar as perdas causadas pela exclusão de Portugal do corredor aéreo com …

Portugal sabe a 27 de julho se entra nos corredores aéreos do Reino Unido

A reavaliação da lista de países isentos de quarentena nas chegadas ao Reino Unido, da qual Portugal foi excluído devido aos surtos de covid-19, vai ser feita a 27 de julho, revelou esta segunda-feira o …