Costa não revela acordo à esquerda

Tiago Petinga / Lusa

No dia em que António Costa se reúne com a Comissão Política Nacional do PS, são muitos os membros do partido a querer saber as bases do acordo à esquerda, algo que o líder socialista parece não querer revelar, pelo menos, para já.

A Comissão Política Nacional vai reunir-se esta quinta-feira, às 21h30, e deverá discutir o acordo que António Costa está a construir com as forças políticas de esquerda, nomeadamente, o BE, o PCP e Os Verdes.

O secretário-geral do PS não deverá chegar à reunião com um acordo fechado, diz o jornal i, mas a noite de hoje será crucial, tendo o líder socialista de tornar claro aos membros do partido as bases deste possível acordo e o impacto que poderá ter se o levar para a frente.

As críticas por parte de alguns membros do partido também se poderão fazer ouvir, já que esta aproximação com os partidos de esquerda é um tema controverso para alguns.

É o caso de António Vitorino que diz “querer ver para crer” e de Fernando Medina, atual presidente da Câmara de Lisboa, que num artigo do Correio da Manhã, saudou a “clarificação” de Costa à saída de Belém, mas sublinhou que “está longe de ser completa”. Medina pede mesmo “os termos concretos do entendimento entre PS, PCP e BE”, sobretudo, no que diz respeito aos compromissos internacionais.

A intervenção mais aguardada parece ser a de Sérgio Sousa Pinto, que sempre se mostrou contra um acordo com o BE e PCP, dizendo mesmo que esta solução é uma “barafunda suicida”.

Por sua vez, em declarações à Renascença, Vera Jardim disse que “o problema é encontrar uma solução que não seja momentânea que dê viabilidade ao programa e ao Orçamento, mas que tenha anunciada uma crise política para daqui a dez ou onze meses”.

Porém, de acordo com o Público, António Costa não vai precisar de se preocupar com os deputados do PS denominados por “seguristas”, uma vez que até estes deverão respeitar a “orientação do partido nas votações essenciais” como, por exemplo, a moção de rejeição do programa do Governo da coligação, caso Passos seja indigitado como primeiro-ministro por Cavaco Silva.

Em declarações ao mesmo jornal, Eurico Brilhante Dias, deputado eleito do PS e membro do secretariado de Seguro, diz que está à espera para ver os próximos episódios.

“Eu não quero quebrar a disciplina de voto”, afirma o economista. “A única coisa que eu equaciono é olhar para os termos do acordo” que o líder socialista poderá ter com os partidos de esquerda.

Também o presidente da Federação Distrital de Santarém do PS, António Gameiro, não tem uma opinião definitiva. Questionado sobre se votaria contra um Orçamento proposto por um governo do seu partido, o deputado respondeu que “depende, mas em princípio não”.

Ainda não são conhecidas as bases deste possível acordo, até porque Costa não está disposto a fazê-lo, pelo menos, antes de se discutir na Assembleia o programa de governo da coligação.

Segundo o Diário de Notícias, o líder socialista quer que a discussão se centre no programa do PSD-CDS, evitando assim que as atenções se virem para o programa dos partidos de esquerda.

Relativamente a Cavaco Silva, as audiências em Belém com os partidos que elegeram deputados terminaram ontem mas o Presidente da República parece querer manter o silêncio. A decisão deverá fazer-se ouvir até ao final desta semana.

ZAP

PARTILHAR

8 COMENTÁRIOS

  1. Eu sei como foi feito o acordo, vejam lá:

    Costa: Ó pessoal como sabem eu perdi estas eleições e como bem lembram quando dei a facadinha amigável nas costas do Seguro disse que era porque ele tinha ganho por um pouquinho apenas e agora estou lixado…

    Catarina Martins: Ó Costa mas nós andámos aqui a chamar-vos nomes e a dizer que PS e coligação eram farinha do mesmo saco, vocês disseram que nós só criticávamos mas que nunca na vida conseguimos resolver um problema aos Portugueses, como vamos fazer para o Tuga não achar isto estranho?

    Costa: Isso não interessa rapariga, conta lá quantos cargos achas que valem os teus pontinhos…

    Costa para Jerónimo de Sousa: Boas grande companheiro, tantas vezes nos ofendemos, que tal fazermos agora algo diferente para variar?

    Jerónimo: É pá mas eu quero o escudo de volta, não quero fazer parte do Euro

    Costa: Ó Jerónimo agora amigo, qual a diferença de sermos pagos em escudos ou Euros? Esquece lá tudo o que andaste estes anos todos a dizer mal e diz-me quantos cargos valem os teus pontinhos, vamos mas é dar todos o dito por não dito que já se passaram 2 ou 3 semanas e já ninguém se lembra, com sorte o Benfica ganha e nós governamos isto

    Jerónimo: então e a coligação? não foram eles que ganharam?

    Costa: Esquece lá isso pá, se algum Português perceber isso tu ficas sem os teus lugares e eu sou despedido…

    Cenas do próximo episódio num teatro de comédia perto de si…

  2. A ordem natural das coisas fez com que fosse a coligação a tirar Portugal do ajustamento a que o desvario despesista do PS e credores nos obrigaram e em menos de 3 anos conseguiram! Ainda temos água pelos queixos!
    Não consigo é imaginar o “experiente ” pai dos convites ao FMI (3 vezes) governar naquelas condições! Sem pérolas…

  3. Acordo de viabilização do governo socialista e as negociações serão pontuais, conforme lhes der na real gana! Se não é indecoroso à vista de todos, então 20% dos votos estão apenas a empurrar o PS como pau mandado apenas para derrubar o governo da coligação independentemente de o não conhecerem! É esta a democracia carregada de ética e moral política…
    Admira estar a saltar do armário o ilustrado corte inglês Jhon Soress “abrilhantado” com pedradas do governo angolano de forma não menos reluzente! E depois, fins de carreira… O desaparecido das lides de há 10 anos e o desgastado nada pujante ex-regional dos Açores na bancada parlamentar… Viva o regime democrático e podserão escrever o que disse hoje à RTP-Respigado do Jornal i – ANTÓNIO BARRETO-Pordata: “solução de Costa não vai durar mais que um ano e meio e pode conduzir ao segundo resgate.”
    NOTA: A.Barreto -Partido Comunista (1963-1970);Partido Socialista (1974-1978); Movimento dos Reformadores (1978-1983) com Medeiros Ferreira; (parte da Aliança Democrática, 1979-1983); independente (1983-1987, incluindo uma passagem pelo Primeiro Movimento de Apoio Soares à Presidência);

RESPONDER

Covid-19 já matou mais no Reino Unido do que os bombardeamentos alemães da II Guerra

A pandemia de covid-19 já matou mais pessoas no Reino Unido do que os bombardeamentos alemães durante a II Guerra Mundial. O novo coronavírus oriundo da China já matou cerca de 50.000 pessoas em território …

Estudo mostra que os cães querem mesmo resgatar os seus donos do perigo

Um novo estudo mostra que os nossos amigos de quatro patas querem realmente salvar-nos em momentos de aflição, mas desde que saibam como o fazer. De acordo com o site Science Alert, os investigadores reuniram 60 cães …

Derek Chauvin foi detido, mas os precedentes mostram que o polícia pode sair impune

Derek Chauvin, o polícia responsável pela morte de George Floyd, foi detido e aguarda a sua primeira audiência. No entanto, há precedentes que sugerem que o agente pode sair impune. Derek Chauvin tem a sua primeira …

Cientistas encontram dois fragmentos do meteorito de Barcelona

Cientistas espanhóis encontraram dois pequenos fragmentos do chamado meteorito de Barcelona, que caiu, há mais de 300 anos, no dia de Natal. No dia 25 de dezembro de 1704, um meteorito rasgou os céus e caiu …

"Pressionaram-me para o denunciar". Higuita recorda amizade com Escobar

A relação de amizade entre René Higuita e Pablo Escobar levou a que o ex-futebolista fosse seguido pelas autoridades. A polícia chegou a pressioná-lo para denunciar Escobar. O antigo internacional colombiano René Higuita é provavelmente uma …

George Floyd. Portugal junta-se às manifestações mundiais contra o racismo

Cinco cidades portuguesas juntam-se hoje à campanha de solidariedade mundial contra o racismo, associando-se à luta pela dignidade humana na sequência da morte, a 25 de maio, do afro-americano George Floyd, sob custódia da polícia …

Covid-19. México investiga mercado negro de atestados de óbito falsos

As autoridades da Cidade do México anunciaram que estão a investigar um suposto mercado negro de atestados de óbito relacionado com a covid-19, no dia em que o país registou 625 mortes nas últimas 24 …

Astrónomos descobrem "réplica" do Sol e da Terra a três mil anos-luz

O que diferencia esta descoberta de outros exoplanetas parecidos com a Terra é que a sua estrela tem uma semelhança impressionante com o nosso Sol. Entre os dados da missão Kepler, uma equipa de investigadores identificou …

Sem romarias e festas, milhares de famílias estão a entrar em falência

Milhares de famílias cujo rendimento depende das romarias e festas populares estão a atravessar sérias dificuldades económicas. Os prejuízos ultrapassam os 50 milhões de euros. A suspensão das festas populares e romarias religiosas em todo o …

Corpo de Maria Velho da Costa ficou 11 dias na morgue. Filho critica MP e fala em "massacre psicológico"

Os restos mortais da escritora Maria Velho da Costa, que faleceu a 23 de Maio, ficaram no Instituto de Medicina Legal, em Lisboa, durante 11 dias, sem que a família tivesse conhecimento de que já …