/

O maior susto do atual Governo? Em clima de tensão orçamental, Costa convoca reunião extraordinária no PS

Hugo Delgado / Lusa

O secretário-geral do PS e primeiro-ministro, António Costa

O secretário-geral do PS e primeiro-ministro, António Costa

As negociações decisivas para a aprovação do Orçamento do Estado decorrem esta semana, mas António Costa decidiu convocar um dos órgãos mais restritos do PS para uma reunião que não fazia parte do calendário. A Comissão Política reúne-se sexta-feira, à noite.

António Costa, secretário-geral do PS, convocou uma reunião extraordinária da Comissão Política do PS para esta sexta-feira à noite, avança o Observador. Da convocatória, consta a eleição da mesa da Comissão Política e a “análise da situação política”.

No PS, há quem relacione esta nova reunião com o clima de tensão orçamental. O diário escreve que se o impasse orçamental é o maior susto por que o Governo já passou, o primeiro sinal de “alerta” terá sido a perda da Câmara de Lisboa, numas autárquicas que o partido encarou com muita confiança.

Os estatutos do partido preveem “reuniões ordinárias” de dois em dois meses. O encontro da próxima sexta-feira foi convocado de forma extraordinária, o que significa que não faz parte da agenda.

De acordo com os mesmos estatutos, as reuniões ordinárias têm de ser convocada com 15 dias de antecedência, mas quando as deliberações que pretende tomar são urgentes ela tem de ser “extraordinária” e basta ao secretário-geral convocar o órgão com 48 horas de antecedência, que ainda pode ser redutível em caso de urgência.

A reunião acontece numa semana que poderá ser decisiva: o PS tem reuniões com os partidos da esquerda e o PAN, assim como com as deputadas não inscritas. Para já, os sinais que tem recebido não são animadores e pressupõem uma eventual crise política.

  ZAP //

Deixe o seu comentário

Your email address will not be published.