António Costa prefere contratar funcionários públicos a aumentar salários

Mário Cruz / Lusa

O secretário-geral do PS, António Costa

O primeiro-ministro admite discutir “no momento próprio” propostas de aumentos salariais na função pública, mas prefere usar eventuais folgas orçamentais a contratar funcionários públicos.

Esta posição contraria as pretensões dos parceiros do PS no apoio parlamentar ao Governo minoritário (PCP, BE e PEV), mas António Costa admite que, para o Orçamento do Estado de 2019, é necessário encontrar equilíbrios entre as várias posições, prometendo, porém, que continuarão a ser descongeladas as carreiras na função pública.

Vamos ter de conseguir um equilíbrio entre aquilo que é a recuperação de rendimentos, que vai ter de prosseguir para os funcionários como para todos os portugueses, e preencher muitas carências que há na administração”, afirma, em entrevista ao Diário de Notícias, referindo-se ao aumento de 350 milhões previstos no Programa de Estabilidade de aumento de despesa com o conjunto da administração pública.

De resto, o chefe do Executivo lembra que, nos últimos anos, quem ganha o salário mínimo teve ganhos de 15%, assim como houve “uma redução muito significativa da carga fiscal sobre os rendimentos do trabalho”, um “aumento das prestações sociais complementares e dos abonos de família”.

Quanto aos aumentos na função pública, acrescenta, “é um tema que será discutido seguramente na negociação no momento próprio” – uma evolução relativamente ao ministro das Finanças que, numa reunião da concertação social, afastou esse cenário, na versão apresentada pelos sindicatos.

Numa resposta às reivindicações de comunistas e bloquistas, de maior investimento nos serviços de saúde, educação ou transportes, Costa diz que, para PCP e BE, a redução da dívida era também uma prioridade e faz uma advertência.

Se voltássemos a aumentar o défice aumentávamos a dívida e voltávamos a pagar mais juros e em vez de termos mais dinheiro para investir nos serviços públicos estávamos a dar mais dinheiro à banca para pagar os juros da dívida”, sintetiza.

Neste capítulo de investimento, recorda as contas dos últimos três anos com o Governo minoritário do PS, com o apoio da esquerda que resultou num aumento da despesa em 700 milhões de euros por ano no Serviço Nacional de Saúde, com mais 800 pessoas a trabalhar nesta área, ou ainda com “mais quatro mil professores no sistema educativo”.

Na segunda parte da entrevista ao DN, António Costa aborda ainda temas europeus, afirmando que, por vezes, se diaboliza “excessivamente a posição da Alemanha”, havendo “outros países que têm posições muitíssimo mais difíceis”.

Já sobre o presidente francês, Emmanuel Macron, António Costa afirma que “tem representado uma grande força de energia para a Europa” e, inclusive, “ajudado muito a Comissão Europeia no debate sobre o futuro da Europa”, além de dar “grande força a muitas das ideias” como as que “Portugal vinha defendendo sobre a reforma da zona euro”.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Lixo espacial cadente iluminou os céus na Austrália

Na sexta-feira passada, pedaços de lixo espacial de um foguetão russo iluminaram os céus na Austrália. Os especialistas dividem-se na possibilidade de bocados dele caírem na Terra. Na sexta-feira passada, num final de tarde como tantos …

Cientistas criaram uma borracha que até rasga (mas concerta-se sozinha)

Investigadores da Universidade Flinders, na Austrália, desenvolveram um novo tipo de borracha que consegue regenerar sozinha. A equipa de investigadores da universidade australiana criou um novo tipo de borracha e um catalisador que, em conjunto, podem …

Dez anos depois, voltou a ser avistado um guepardo do noroeste africano

Naturalistas na Argélia filmaram um guepardo do noroeste africano, uma subespécie listada na Lista Vermelha da União Internacional para a Conservação da Natureza (IUCN) como estando em "perigo crítico", pela primeira vez em dez anos. De acordo …

NASA dedica novo telescópio a Nancy Grace Roman, a "mãe" do Hubble

A NASA renomeou o telescópio Wide Field Infrared Probing Telescope (WFIRST) em homenagem a Nancy Grace Roman, a mãe do Hubble. A NASA batizou o seu telescópio espacial de última geração, atualmente em desenvolvimento, - o …

Guitarrista dos Queen teve um ataque cardíaco que o deixou às portas da morte

Brian May, guitarrista dos Queen, sofreu um ataque cardíaco que o deixou às portas da morte, anunciou o próprio músico, de 72 anos. May partilhou um vídeo no Instagram no qual conta todo o episódio. Tudo …

"Missão Tianwen". China planeia lançar sonda para Marte em julho

A China planeia lançar uma sonda e um pequeno robô de controlo remoto para Marte, em julho, na sua primeira missão ao Planeta Vermelho, anunciou esta segunda-feira a agência responsável pelo projeto. "O nosso objetivo era …

Bairros de lata são incubadoras de covid-19, mas ninguém ajuda os milhões que lá vivem

Bairros de lata, como as favelas, são consideradas incubadores de covid-19. No entanto, pouca atenção lhes tem sido dada na resposta à pandemia. Tendo devastado algumas das cidades mais ricas do mundo, a pandemia do novo …

Morreu Saturn, o jacaré que sobreviveu a um bombardeamento da II Guerra (e que se diz que pertenceu a Hitler)

Saturn, um jacaré norte-americano de 84 anos, morreu esta sexta-feira no jardim zoológico de Moscovo, na Rússia, anunciou a instituição na sua conta de Facebook, dando conta que o animal morreu de velhice. O réptil …

Antiviral Remdesivir pode ser eficaz no combate à covid-19

O antiviral Remdesivir é eficaz contra a covid-19 caso seja administrado antes dos pacientes necessitarem de ventilação mecânica, indica um ensaio internacional com este medicamento, coordenado pelo Hospital Can Ruti, em Badalona, Barcelona, Espanha. Segundo um …

Há uma misteriosa ilha em Nova Iorque que quase ninguém pode visitar (e está abandonada)

A menos de 1,6 quilómetros de Manhattan, em Nova Iorque, localiza-se uma misteriosa ilha abandonada há mais de meio século. É preciso ter autorização do New York City Department of Parks and Recreation para visitar …