Coreia lançou míssil “ultra-preciso” (e promete uma prenda maior aos EUA)

(dv) KNS / KCNA

O líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un

O líder da Coreia do Norte, Kim Jong-un

A Coreia do Norte confirma que lançou, com sucesso, um míssil balístico de alta precisão e avisa os EUA que pode contar com uma “prenda ainda maior”.

Kim Jong-un, o líder norte-coreano, destaca que o lançamento deste míssil balístico de tipo Scud é “capaz de realizar um ataque ultra-preciso“, conforme avança a agência sul-coreana Yonhap, com base em dados da Agência Telegráfica Central da Coreia do Norte (KCNA).

O míssil terá percorrido cerca de 450 quilómetros e terá caído em águas da Zona Económica Exclusiva (ZEE) do Japão.

A KCNA refere que o projéctil “atingiu correctamente o alvo planeado, com um desvio de sete metros”.

O lançamento já provocou reacções preocupadas das autoridades do Japão, nomeadamente do primeiro-ministro Shinzo Abe que destaca que o país “não tolerará as contínuas provocações da Coreia do Norte” que insiste em “ignorar as repetidas advertências da comunidade internacional”.

Mas é precisamente o tom de provocação que os norte-coreanos mantêm, com Kim Jong-un a prometer que vai enviar uma “prenda ainda maior” para os EUA.

A KCNA refere que o líder norte-coreano supervisionou pessoalmente o teste com o míssil de alta precisão e que ordenou o desenvolvimento de armas ainda mais potentes e perigosas.

“Sempre que as notícias da nossa valiosa vitória forem divulgadas, os Yankees ficarão preocupados e os gangsters do exército de marionetas da Coreia do Sul ficarão mais e mais desanimados”, refere Kim Jong-un, segundo citação da KCNA.

A postura da Coreia do Norte, que insiste na realização de testes com mísseis balísticos, aumenta a tensão na região para o nível mais elevado dos últimos anos.

E do lado dos EUA, Donald Trump também contribui para o crescer da animosidade. Durante a cimeira do G7, o presidente norte-americano falou da Coreia do Norte como um “problema mundial”, garantindo que será “resolvido”.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

5 COMENTÁRIOS

  1. Muitos Estados estão nas mãos de psicopatas. Ditaduras cada vez mais omnipresentes de forma insidiosa ou categórica, são uma bomba relógio para originar uma guerra Mundial. Estou convicto que é o que se está a fomentar .

  2. Leave north korea in peace. Porque temos de ser todos iguais e viver num mundo onde impera o capitalismo selvagem? Porque será que os american são sempre os bonzinhos nas histórias de cowboys, eu até gosto mais dos indios. A ignorância é um mal pior que uma doença que irá aniquilar a humanidade. A história do homem está cheia de lições mas ninguem quer aprender ou muito poucos aprendem com essas histórias que são lições.
    Leave North Korea, Iran and Siria in peace. They have the right of walk their own way.

  3. O mundo está um barril de pólvora, pronto a explodir, não é só a Coreia do Norte, é a Russia com a Ucrâniaa a Siria, o Brasil a Venezuela o mundo está todo em ebulição só falta quem acenda o fósforo depois disso Deus nos ajude porque o mundo nunca mais será o mesmo

RESPONDER

Ministra da Saúde alerta para continuidade de “três ameaças” da pandemia

A pandemia de covid-19 em Portugal continua a apresentar “três ameaças” apesar das medidas de restrição em vigor, adiantou hoje a ministra da Saúde, reservando o anúncio de eventuais medidas de desconfinamento para quinta-feira. Em declarações …

Portugal está "em condições invejáveis" de produzir hidrogénio verde, diz ministro do ambiente

"Estamos mesmo em condições invejáveis de sermos um grande produtor de hidrogénio verde", assegurou o ministro do ambiente e da ação climática, João Pedro Matos Fernandes, no terceiro de quatro debates do Expresso e da …

Biólogo defende que pandemia pode ter nascido de "erro honesto" em laboratório chinês

Professor de Princeton defende que não é possível descartar a possibilidade de que a pandemia tenha começado com uma fuga acidental num laboratório de virologia de Wuhan. A origem da pandemia de Covid-19 continua por apurar …

Israel reabre restaurantes e universidades após vacinar mais de metade da população

Israel, um dos países mais vacinados do mundo contra a covid-19, iniciou a terceira fase do desconfinamento, depois de o governo ter aprovado novas medidas que passaram a ser adotadas no domingo. Segundo avançou o Expresso, …

Mais 25 mortes e 365 novos casos nas últimas 24 horas

Os dados atualizados da Direção-Geral da Saúde (DGS) indicam que Portugal registou, nas últimas 24 horas, 25 mortes e 365 novos casos de covid-19. O boletim epidemiológico desta segunda-feira mostra que mantém-se a tendência de …

Ministra da Presidência lembra que desconfinamento será sempre "faseado e lento"

A ministra de Estado e da Presidência afirmou, este domingo, que o plano de desconfinamento será sempre "faseado e lento", dependendo da atuação do país e dos números concretos de cada momento. Em entrevista à SIC …

"Salam, salam, salam." Papa deixa Iraque após visita de três dias ao país

Terminou, esta segunda-feira, a visita de três dias do Papa Francisco ao Iraque. No fim da última missa que celebrou, disse em árabe: "Salam, salam, salam" (Paz, paz paz). O Papa Francisco deixou, esta segunda-feira, o …

Polícia filipina matou nove pessoas associadas a "grupos terroristas comunistas"

A polícia filipina apoiada por militares matou nove pessoas durante o fim de semana numa série de operações contra suspeitos de insurreição comunista, tendo as autoridades dito que os suspeitos dispararam primeiro, críticos dizem que …

Biden assina decreto para facilitar acesso ao voto. Plano de estímulo económico é "passo gigantesco"

O Presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, assinou um decreto para facilitar o acesso dos norte-americanos ao voto, uma medida inserida nas comemorações do 56.º aniversário do “Domingo Sangrento”, ocorrido em 1965 no Alabama. Segundo a …

Estrangeiros barrados no aeroporto vão ter advogado. Medida estava prevista na lei há 14 anos

Os estrangeiros barrados à entrada em Portugal nos aeroportos nacionais vão ter apoio jurídico de um advogado. Esta medida estava prevista na lei há 14 anos. Depois de um acordo entre o Serviço de Estrangeiros e …