Computadores da PSP não têm acesso a base de dados de criminosos

Tiago Petinga / Lusa

Milhares de computadores da PSP estão sem acesso ao Sistema Estratégico de Informações (SEI), que permite controlar e gerir toda a atividade operacional diária da polícia, incluindo registos de ocorrências e identificação de suspeitos.

O Jornal de Notícias avança esta sexta-feira que a situação se mantém desde abril, altura em que o sistema sofreu a sua última atualização. Por serem demasiado antigos, milhares de computadores não conseguem suportar a nova versão do programa. Segundo o jornal, o Governo diz estar a trabalhar numa solução.

A denúncia foi feita pelo próprio diretor nacional adjunto da PSP, na quinta-feira, em Viana do Castelo, durante as comemorações do 143.º aniversário do comando distrital. Magina da Silva garantiu que o problema será resolvido até ao final do ano através da compra de novo equipamento informático. No entanto, os sindicatos de polícia já alertavam para esta situação há mais de um ano.

A polícia continuou a funcionar com maior ou menor dificuldade”, disse, sublinhando que cada vez mais “os processos produtivos e métodos de trabalho são baseados em redes informáticas e bases de dados”.

“Tudo o que escrevemos e todo o expediente que produzimos é feito digitalmente numa rede que é o SEI e, obviamente, temos de ter máquinas para as mais diversas tarefas quotidianas”, disse o diretor nacional adjunto da PSP.

O presidente da Associação Sindical dos Profissionais da Polícia (ASPP/PSP), Paulo Rodrigues, congratulou-se com o facto de já haver data para resolver o problema, mas também deixou críticas ao Governo por não ter antecipado o ”blackout informático” que há três meses complica o trabalho da polícia de segurança pública.

Ao JN, o Ministério da Administração Interna diz que atualmente “decorrem procedimentos de aquisição no âmbito da modernização tecnológica das forças de segurança” e que, em 2019, o investimento previsto é de “5,5 milhões de euros em equipamento”.

De acordo com o Observador, em junho de 2018, Paulo Rodrigues já tinha alertado para este problema. Na altura, o sindicalista sustentou que o problema estava a colocar em causa o trabalho quotidiano dos polícias, principalmente na zona de Lisboa, existindo esquadras onde apenas o computador do comandante tinha acesso ao Sistema Estratégico de Informação.

Segundo o presidente do maior sindicato da PSP, mais de metade dos computadores da Polícia estavam obsoletos e os que não estavam “não tiveram o software atualizado o que condiciona o acesso ao SEI”.

ZAP //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Isto é inacreditável. Como é que é possível ainda ter plataformas como aparentemente é esta da polícia que não correm em browser? Só prova o nível de incompetência dos responsáveis de IT nas instituições governamentais deste país!

Depois da polémica, Hank Azaria deixa de dar voz a Apu dos "Simpsons"

O ator que dá voz à personagem indiana Apu Nahasapeemapetilon, da série "Os Simpsons", anunciou que vai deixar de o fazer, depois de vários anos de polémica. Segundo a BBC, Hank Azaria anunciou, este fim-de-semana, que …

"Parasite" vence prémio principal do Sindicato dos Atores dos EUA

O filme do realizador sul-coreano Bong Joon-ho venceu, no domingo, o prémio mais importante do Sindicato dos Atores dos Estados Unidos (SAG), tornando-se o primeiro filme em língua estrangeira a receber tal distinção. A comédia negra …

Cientistas criam método inovador para tratamento de lesões agudas da pele

Investigadores do Centro de Neurociências e Biologia Celular (CNC) de Coimbra desenvolveram um método “inovador e sensível à luz”, que poderá ser útil no tratamento de lesões agudas da pele. Um grupo de investigadores do CNC …

Elon Musk quer enviar 10 mil pessoas a Marte até 2050

O CEO da Space X, Elon Musk, quer construir cem naves por ano e levar pelo menos dez mil pessoas a Marte até 2050, embora os protótipos das naves espaciais Starship ainda estejam sujeitos a …

Como será um iPhone daqui a um milhão de anos? Artista mostra o impacto de lixo eletrónico

https://vimeo.com/386000590 A exposição The World After Us: Imaging techno-aestethic futures tem instalações onde se pode ver a natureza a tomar conta de telemóveis, computadores, tablets e outros dispositivos, mostrando que dificilmente se desintegrarão nos próximos anos. Os …

Marca japonesa acusada de apropriação cultural por perucas de modelos

A marca japonesa Comme Des Garçons foi acusada de apropriação cultural devido às perucas usadas pelos seus modelos caucasianos num desfile na Paris Fashion Week, em França. De acordo com a BBC, as perucas com tranças …

Índia suspende a construção da primeira linha do comboio ultra-rápido Hyperloop

As autoridades estatais do estado indiano de Maharashtra decidiram suspender a construção da primeira linha do comboio ultra-rápido Hyperloop, que iria ligar as movimentadas cidades de Bombaim e Pune. O Governo local decidiu não avançar para …

Regina Duarte inicia "período de testes" na Secretaria da Cultura do Brasil

A atriz brasileira afirmou, esta segunda-feira, que iniciou um "período de testes" na Secretaria Especial da Cultura, pasta que foi convidada a liderar após a exoneração de um governante que parafraseou um discurso nazi. "Nós vamos …

Malásia devolve 150 contentores ilegais de lixo a países desenvolvidos

As autoridades da Malásia anunciaram, esta segunda-feira, que devolveram 150 contentores ilegais de lixo para os seus países de origem e afirmaram que não se querem tornar num "aterro sanitário" dos países desenvolvidos. Os países da …

Vietname contorna Huawei ao desenvolver tecnologia própria para o 5G

O maior grupo de telecomunicações do Vietname vai implementar este ano o 5G com recurso à sua própria tecnologia, contornando os chineses da Huawei, num sinal das implicações geopolíticas da rede de quinta geração. A empresa …