Cientistas descobrem por engano que antibiótico antigo pode tratar Parkinson

Tim Proctor / Flickr

A doxiciclina é um antibiótico usado no tratamento de infeções causadas por certos tipos de bactérias e protozoários

A doxiciclina é um antibiótico usado no tratamento de infeções causadas por certos tipos de bactérias e protozoários

Um antibiótico usado há mais de meio século contra infecções bacterianas pode ajudar no tratamento da doença de Parkinson.

Segundo um estudo publicado este mês na revista Scientific Reports, o antibiótico doxiciclina pode ser indicado em doses mais baixas para tratar a doença degenerativa, porque reduz a toxicidade de uma proteína chamada α-sinucleína, que danifica as células do sistema nervoso central.

A morte dos neurónios dopaminérgicos, produtores do neurotransmissor dopamina, está relacionada com sintomas de Parkinson, como tremores, lentidão de movimentos voluntários e rigidez. Não há actualmente medicamentos capazes de impedir que esse processo degenerativo progrida.

A pesquisa contou com apoio da Fundação FAPESP, de São Paulo, no Brasil, e com a participação de três cientistas brasileiros vinculados à Universidade de São Paulo (USP): Elaine Del-Bel, da Faculdade de Odontologia de Ribeirão Preto (FORP), Leandro R. S. Barbosa e Rosangela Itri, ambos do Instituto de Física (IF), na capital.

“Temos dados animadores de experiências em cobaias, e uma grande esperança de que o efeito neuroprotetor também possa ser observado em pacientes humanos. Tal tratamento poderia impedir a evolução da doença de Parkinson e, portanto, pretendemos iniciar em breve um ensaio clínico”, disse Elaine Del-Bel em entrevista à Agência FAPESP.

A descoberta aconteceu há cinco anos, quando Marcio Lazzarini, ex-aluno de Del-Bel, realizava um pós-doutoramento no Max Planck Institute of Experimental Medicine, na Alemanha.

Para estudar possíveis alternativas terapêuticas contra o Parkinson em cobaias, a equipa recorreu na altura a um modelo consagrado para induzir nos animais uma condição semelhante à doença humana.

O método consiste em administrar uma neurotoxina – a 6-idroxidopamina (6-OHDA) – que causa a morte dos neuónios dopaminérgicos.

“Para nossa surpresa, dos 40 animais que receberam a 6-OHDA, apenas 2 desenvolveram sintomas de parkinsonismo, enquanto os restantes permaneceram saudáveis“, explica o cientista.

“Uma técnica do laboratório percebeu que eles tinham sido alimentados por engano com uma ração que contém doxiciclina. Começámos então a investigar a hipótese de que a substância poderia ter protegido os neurónios”, contou Del-Bel.

A equipa repetiu a experiência e acrescentou um segundo grupo de animais, que, em vez de receber a doxiciclina através da ração, foi tratado com injecções do antibiótico.

“Foi um sucesso nos dois casos. Publicámos os resultados na revista Glia, em 2013, sugerindo que, em doses sub-antibióticas, a doxiciclina poderia ter um efeito anti-inflamatório, protegendo os neurónios dopaminérgicos”, contou Del-Bel.

1 COMENTÁRIO

  1. Bom trabalho pela descoberta espero eu que venhe dar satisfatórios ao humanos, uma vez o estudo foi feito no laboratório com cobaias.

RESPONDER

O presidente do PSD, Pedro Passos Coelho

Passos não metia "uma rolha na boca" a quem o criticava

"É esta a Democracia praticada por quem está este domingo no Governo, uma Democracia limitada e mais pobre", salientou o ex-primeiro-ministro. O líder do PSD, Pedro Passos Coelho, afirmou este domingo que quando estava no Governo …

-

SpaceX aborta lançamento de foguete Falcon 9 no último instante

A empresa aeroespacial norte-american SpaceX suspendeu este domingo, no último minuto, o lançamento de um foguete na estação espacial Kennedy, da agência espacial norte-americana NASA, devido a "um problema no sensor". O lançamento do foguete Falcon …

O alpinista suíço Ueli Steck

Alpinista suíço Ueli Steck morre em acidente no Evereste

O alpinista suíço Ueli Steck, de 40 anos, morreu hoje num acidente de alpinismo perto do Monte Evereste, no Nepal, informaram os organizadores da expedição. O alpinista Ueli Steck morreu no campo 1 do Monte Nuptse. …

O presidente dos EUA, Donald Trump

Trump vai tomar “grande decisão” sobre Acordo de Paris nas próximas duas semanas

O Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, afirmou este sábado, ao cumprir 100 dias na Casa Branca, que vai tomar “uma grande decisão” sobre o Acordo de Paris relativo às alterações climáticas “nas próximas duas …

goalpoint-braga-sporting-liga-nos-201617-1068x522

Braga vs Sporting | Bas Dost arrasa em jogo de loucos

O Sporting levou a melhor sobre o Sp. Braga, ao vencer por 3-2 na Pedreira, num jogo com uma segunda parte de loucos e quatro golos, num total de cinco. Os “leões” dominaram na posse …

-

"Logan" vai ter uma versão a preto e branco

James Mangold, o realizador de Logan, anunciou esta sexta-feira que o filme vai ter uma versão especial a preto e branco. Recorrendo à rede social Twitter para dar a novidade, Mangold indicou o dia 16 de …

Mergulhadores das forças especiais Navy Seals nadam de regresso ao submarino USS Michigan após uma operação

Coreia promete destruir em "pedaços de metal fundido" o submarino nuclear americano

O submarino USS Michigan da Marinha dos EUA, que chegou este sábado ao porto sul-coreano de Busan, pode ter um “final triste”, se Washington tiver alguma "atitude provocatória". Num artigo para o portal norte-coreano Uriminzokkiri, "Compatriotas …

O ministro das Finanças, Mário Centeno

Regras do Fundo de Resgate não permitem redução do juro proposta por PS/BE

Uma redução da taxa de juro dos empréstimos europeus concedidos no programa de resgate, conforme propõem PS e Bloco de Esquerda, não é permitida pelas regras do Fundo Europeu de Estabilidade Financeira (FEEF), segundo fonte …

A ativista argentina Taty Almeida, militante da organização Madres de Plaza de Mayo

"Quem lhe falta?": Mães da Praça de Maio completam 40 anos de luta pela memória e pela vida

No dia 30 de abril de 1977, em plena ditadura militar na Argentina, 14 mulheres reuniram-se na Praça de Maio, em frente à sede do governo em Buenos Aires, para protestar pelos seus filhos desaparecidos, …

-

Afinal, os teóricos da conspiração podem ser apenas solitários

Se tivesse que descrever um teórico da conspiração, provavelmente pensaria numa pessoa maluca, que “não bate bem da cabeça”, certo? Errado. Segundo um estudo recentemente publicado no Journal of Experimental Social Psychology, os teóricos da …