Cidade turca com 12.000 anos prestes a ser devorada por água de uma barragem

A cidade milenária de Hasankeyf, no sudeste da Turquia, tem 12 mil anos e já começou a desaparecer da face da Terra.

Localizado no Vale do Tigre, onde está localizado este sítio arqueológico, que abriga vestígios romanos, bizantinos, otomanos e otomanos, juntamente com quase duzentas aldeias, o enclave será submerso pela inundação da água da barragem de Ilisu, que tem levado ao abandono de seis mil pessoas das suas casas, quase todos curdos.

Os 12.000 anos da história de Hasankeyf já começaram a desaparecer, mas os monumentos foram movidos para salvar-se da chegada das águas, de acordo com a ABC. Por exemplo, o túmulo de Zeynel Bey, construído no século XV, representa os únicos vestígios arqueológicos da tribo Ak Koyunlu, que desenvolveu uma arte muito influenciada pela tradição persa. O Ak Koyunlu mantido uma presença significativa no que é hoje sudeste da Turquia, mas foram derrotados pelos otomanos.

Apesar da resistência de várias plataformas, além de ter sido reconhecido como um dos “7 Patrimónios Históricos mais Ameaçados da Europa”, o governo continuou com os seus planos de construir a barragem perto de Hasankeyf.

A grande maioria dos moradores já se resignou a ter que ver as casas e cavernas onde os seus ancestrais viviam inundadas. A dois quilómetros da atual Hasankeyf, foi construída uma nova cidade para onde se mudarão os moradores.

Durante mais de meio século, a ideia foi abandonada e retomada várias vezes até que a barragem foi finalmente construída. Em 2009, uma campanha internacional patrocinada por inúmeras personalidades turcas conseguiu que várias agências de crédito europeias retirassem o investimento, paralisando o projeto. Mas, em 2011, o governo turco regressou à carga com novos investidores, começando a trabalhar e construindo, do outro lado do rio, os prédios que alojarão os aldeões.

Segundo o Russia Today, a barragem, que faz parte do Projeto Anatólia do Sudeste (GAP), deve gerar cerca de 1.200 megawatts de eletricidade e adicionar 260 milhões de dólares por ano à economia turca. Estima-se que o nível da água começará a afetar Hasankeyf e as suas cidades vizinhas dentro de três meses e que estejam completamente submersas em abril de 2020.

Segundo o relato “ANF”, a Iniciativa Hasankeyf divulgou um comunicado chamado “Não é tarde demais para salvar Hasaknkeyf e o rio Tigre”, onde argumentou que este sítio e o vale do Tigre circundante “são tão importantes historicamente como Éfeso, Troy e Capadócia, e cumprem 9 dos 10 critérios da UNESCO para o local ser considerado Património da Humanidade”.

ZAP //

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Não é turca! Nem os turcos otomanos são sequer daquela zona, são invasores! Por essa razão, muitos deles estão-se nas tintas para estes vestígios. Nada lhes diz! Apenas algumas almas mais nobres lutam pelo patrimomio que pertence à Humanidade, como obtexto refere, coisa que não incomoda o governo islamita da Turquia para quem não existe Historia antes do islão. Além disso, o texto refere que afecta sobretudo populações curdas! Penso estar tudo dito.

    • Nem mais… Especialmente se recordarmos a acção dos turcos sobre o povo Arménio….

      Em todo o caso, desculpar-me-ão. Se formos preservar tudo e mais alguma coisa, qualquer dia não há espaço. E o facto de ficar submerso não implica necessariamente que desapareça. Deixa de estar acessível e à vista… E quiçá assim sobrevive…

Milhares de manifestantes impedem abertura do parlamento do Líbano

Milhares de manifestantes bloquearam esta terça-feira os acessos ao parlamento do Líbano, obrigando a adiar novamente a análise de várias leis, como a que prevê uma amnistia a quem tem impostos em dívida, contestada por …

Huawei quer implementar 5G no Brasil

O Presidente do Brasil afirmou na segunda-feira que a gigante das telecomunicações chinesa Huawei pretende instalar a tecnologia de quinta geração (5G) no país, mas rejeitou que tenha sido feita uma proposta. O anúncio foi feito …

Benfica lança OPA para controlar SAD. Ações valorizam 70%

As ações da Benfica SAD estavam a valorizar 70%, para os 4,70 euros, um dia depois da Sport Lisboa e Benfica SGPS ter lançado uma Oferta Pública de Aquisição (OPA) sobre 28,067% do capital da …

Califórnia processa empresa por promover cigarros eletrónicos com sabores para atrair jovens

A Califórnia, nos Estados Unidos (EUA), abriu na segunda-feira um processo contra a Juul, marca líder de cigarros eletrónicos, acusando-a de desenvolver uma estratégia de marketing focada na conquista de menores de idade para adquirir …

Luis Enrique volta a assumir o comando da seleção espanhola

O treinador vai reassumir as funções de selecionador de futebol de Espanha, que deixou para acompanhar a doença da filha, que faleceu em agosto com um cancro ósseo. Luis Enrique, de 49 anos, regressa aos comandos …

Governo suspendeu 18 obras na ferrovia consideradas prioritárias

A Infraestruturas de Portugal (IP) adiou e/ou atrasou ou 18 obras do setor ferroviário que estavam contemplados no programa Ferrovia 2020 e eram consideradas prioritárias. De acordo com o Jornal de Notícias, que avança a notícia …

Suspeito do roubo das pistolas Glock implicou Direcção da PSP (mas nunca foi interrogado sobre isso)

O polícia que está acusado do roubo das pistolas Glock da PSP insinuou, em conversas telefónicas, que haveria chefias da Direcção Nacional desta força policial envolvidas na prática do crime. Apesar disso, nunca terá sido …

O Natal traz emoções fortes. Viva-as intensamente

Quando o tempo frio faz as suas primeiras aparições, quase imediatamente alguém afirma “não tarda nada estamos no Natal”. De facto, a quadra natalícia é o grande prémio de consolação do Inverno: o motivo pelo qual …

Estádio para os Jogos Olímpicos concluído antes da data prevista

O estádio Nacional Japonês, sede dos Jogos Olímpicos e Paralímpicos de Tóquio de 2020, está concluído, a um mês da estreia oficial, informou esta terça-feira o organismo proprietário do complexo. De acordo com o Conselho de …

Suécia deixa cair investigação de violação contra Julian Assange

O Ministério Público sueco deixou cair a investigação de um caso de violação alegadamente cometido por Julian Assange, fundador do WikiLeaks, em 2010. "O Diretor Adjunto do Ministério Público, Eva-Marie Persson, decidiu hoje [terça-feira] descontinuar a …