Cidade belga pede desculpa por executar “bruxas” há 400 anos

A cidade belga de Lier está a pedir desculpas pelos crimes cometidos durante a caça às bruxas que vitimizou cerca de 60 mil pessoas em toda a Europa.

Na época da caça às bruxas, cerca de 60 mil pessoas foram mortas na Europa. As vítimas eram principalmente mulheres, mas alguns homens e crianças também sofreram.

Os perseguidores das alegadas bruxas tinham os seus próprios meios de decidir se o acusado era inocente ou não. Os testes locais incluíam “corte de capacete”, onde uma faixa de metal pontiaguda era apertada em torno da cabeça da vítima.

Cathelyne van den Blucke, uma mulher de 40 anos natural de Lier, na Bélgica, é exemplo da perseguição sofrida no século XVI. Van den Bluck foi acusada de bruxaria por duas mulheres, que se viram obrigadas a escolher entre denunciar alguém ou elas mesmas serem executadas.

De acordo com a VICE, depois de ser torturada, van den Blucke cedeu e admitiu ser uma bruxa e ter feito sexo com o diabo. Em 1590, a belga foi estrangulada e depois queimada na fogueira, assim como a sua mãe, igualmente acusada de bruxaria.

Ainda hoje, nesta cidade da região da Flandres, há uma pedra, chamada “a pedra da bruxa”, que marca o local onde van den Blucke e muitas outras mulheres foram executadas, escreve o site Visit Lier.

Agora, quatro séculos depois, a cidade de Lier pede desculpa pela morte de várias mulheres durante a caça às bruxas. O exemplo não é única e, ainda em dezembro, a igreja alemã veio a público pedir perdão pela perseguição levada a cabo há 400 anos.

“Embora já tenha passado muito tempo desde que alguém foi diretamente magoado por estes julgamentos, desculpas formais certamente são necessárias”, disse o vereador Rik Verwaest em declarações aos jornalistas locais, citado pelo De Standaard.

“Isto é um lembrete do perigo de ter um governo que é guiado por boatos e histeria, mas também que a coragem de uma pessoa pode fazer a diferença. Cathelyne [van den Blucke] recusou-se a mencionar outras ‘bruxas’ para se salvar, apesar de ter sido torturada”, acrescentou.

As autoridades locais planeiam fazer o seu pedido oficial de desculpas no dia 20 de janeiro, o aniversário da execução de van den Blucke.

Daniel Costa Daniel Costa, ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Da cidade belga de Lier aparece uma noticia interessante sobre uma avalancha de mortes produzidas por decisões de tribunais criados na época das Caças as Bruxas, onde foram executadas dezenas de milhares de mulheres por toda Europa. É um fato inusitado, pois ocorreu a 400 anos atrás e não se pode levar a juízo fatos ocorridos a centenas de anos passados. Porém, podem os governantes dos países envolvidos ou as cidades onde aconteceram crueldades nos julgamentos formularem um pedido de desculpas as vítimas do terror judiciário. Certo! Vem tarde, mas já se mostra um caso de perdão e arrependimento para tão hediondo crime contra a humanidade. Senhores Juízes do Tribunal Internacional de Haia, Vossos Meritíssimos Juízes prevaricaram em nunca aventar a possibilidade de levar tona tamanha brutalidade e punir os malfeitores de crimes tão hediondos, mesmo que simbolicamente, a fim de mostrar ao mundo a tirania praticada pela Justiça com o conluio de governos. Há pouco tempo atrás tivemos a condenação do tirano sérvio. Slobodan Milosevic, por crimes de extermínio , praticados pelo mesmo na Guerra da Bósnia-Herzegovina. Foi um extermínio criminoso e brutal praticado sob as ordens de uma fera terrível. Mas, vamos voltar ao passado e encontramos outra gigantesca perseguição religiosa de proporções tão cruéis quanto ao das Caças as Bruxas, quatrocentos anos atrás – A Inquisição. foi criado um Tribunal da Inquisição pelo Papa Inocêncio IV, isto mesmo, m genocídio respaldado pelo Império Romano Cristão. Na Espanha e por toda Península Ibérica, Portugal e suas colônias foram abrangidos pela fúria dos inquisidores. A Itália teve casos de doer o coração, como dizem as vítimas do Terror de Roma. Lá se foram Giordano Bruno e Galileo Galilei como renegadores da fé cristã. O Carrasco Tomás de Torquemada se lambuzou de sangue inocente. Se olharmos a figura do retrato do Tomás de Torquemada veremos uma caricatura de uma fera sanguinária e cruel. Quem foram os maiores sofredores: os renegados da fé mortos nas fogueiras da SANTA Inquisição ou os judeus nos Campos de Concentração Nazistas ou os muçulmanos da Guerra da Bósnia? O Tribunal Internacional de Haia julga os crimes praticados contra a Humanidade , eu concordo, somente os do tempo presente e o que passou, passou e não volta mais, diz a marchinha carnavalesca.É o que pensa joaoluizgondimaguiar – jlg.com@gmail.com

CGTP volta à rua com concentrações nos distritos e greves e plenários nas empresas

A CGTP vai voltar à rua pela valorização dos salários e do emprego e o respeito pelos direitos individuais e coletivos. A CGTP volta à rua com uma Jornada Nacional de Luta descentralizada para exigir melhores …

27 reúnem-se numa videocimeira para discutir restrições e a aceleração do processo de vacinação

Esta quinta-feira, os 27 reúnem-se virtualmente, numa cimeira coordenada, a partir de Bruxelas, pelo presidente do Conselho Europeu Charles Michel.  Segundo apurou a TSF, na videocimeira desta quinta-feira, os governos deverão reconhecer que a situação epidemiológica …

Em risco de perder a imunidade, Puigdemont fala em "pressão espanhola"

Carles Puigdemont, Toni Comín e Clara Ponsati estão em risco de perder imunidade. O ex-presidente do governo da Catalunha fala em "pressão espanhola" no Parlamento Europeu. O levantamento da imunidade de Carles Puigdemont e de dois …

Plano de desconfinamento a circular nas redes sociais é falso. Governo faz denúncia ao Ministério Público

Esta quinta-feira, começou a circular nas redes sociais um alegado plano de desconfinamento que teria início já no mês de março. O Governo já veio avisar que o documento é falso e vai fazer uma …

Carlos Carreiras diz que "Passos Coelho não é passado, é presente"

O presidente da Câmara de Cascais voltou a criticar a liderança do líder do PSD e, em sentido contrário, deixou rasgados elogios ao seu antecessor. Numa entrevista ao jornal Público e à rádio Renascença, Carlos Carreiras …

PSP diz que jovem que se gabou de violação no Instagram pode ter "fantasiado"

A Polícia de Segurança Pública (PSP) de Viseu afirma que "tudo leva a crer" que o jovem que assumiu, em direto no Instagram, ter violado uma rapariga estivesse a fantasiar. A PSP de Viseu identificou o …

Termina hoje o prazo para validar faturas para apresentar no IRS

Os contribuintes têm até esta quinta-feira para validar e verificar as faturas de 2020 no Portal e-fatura e que vão servir de base no cálculo das deduções no IRS. Há já vários anos que as deduções …

“Foi torturada”. Princesa Latifa escreve carta à polícia a pedir que investigue desaparecimento da irmã

Latifa escreveu à polícia britânica em 2019. O caso da sua irmã Shamsa, raptada em Inglaterra há mais de vinte anos, tem muitas semelhanças com o drama agora vivido pela princesa. A princesa Latifa, filha do …

Pelo menos oito mortos após golpe de Estado em Myanmar. ONG pedem embargo ao fornecimento de armas

Pelo menos oito pessoas morreram em Myanmar, como resultado da violência desencadeada após o golpe de Estado realizado pelos militares a 1 de fevereiro, segundo a Associação de Assistência aos Prisioneiros Políticos (AAPP). Até agora, o …

24 mil milhões até 2025 e 100% renovável até 2030. Eis o novo plano estratégico da EDP

A EDP apresenta esta quinta-feira o seu novo plano estratégico, comprometendo-se a investir 24 mil milhões de euros até 2025 na transição energética e anunciando o objetivo de até 2030 se tornar 100% verde. Na nota …