Ciberterrorismo aproveita-se da “gadget generation” para crescer

O ciberterrorismo é uma atividade em “contínuo crescimento”, ameaça para a qual não existem, de momento, recursos suficientes de combate, concluíram os especialistas do assunto na X Conferência Internacional sobre Ciberterrorismo, em Baden, na Áustria.

“Não se dispõe de suficiente informação nem se conta com preparação suficiente para lutar contra o ciberterrorismo, que constitui uma ameaça para todos nós, principalmente porque é uma atividade em contínuo crescimento”, manifestou o politólogo italiano Niccoló Locatelli.

Os peritos indicaram a necessidade das sociedades, dos governos e dos organismos de segurança ativarem novos e mais eficazes mecanismos para combater a ameaça ciberterrorista, que normalmente se resume numa ação de terrorismo convencional, em que a rampa de lançamento é a própria rede.

O ciberterrorismo baseia-se num princípio de atuação muito simples, em que se aproveita o facto de hoje em dia toda a gente se liga à Internet, fazendo da rede uma prolongação da sua vida social e laboral, principalmente nas camadas da sociedade mais permeáveis às novas tecnologias – em geral, os mais jovens -, conhecida como ‘gadget people’.

Segundo o jornalista russo Vladimir Taller, a ‘gadget people’ ou geração ‘clip’ percebe a informação gerada na Internet como algo natural.

De tal maneira que muitas vezes não se dá conta do efeito negativo, quase “radioativo”, que a Internet tem estiver descontrolada ou desvirtuada, afirmou.

Taller acrescentou ser nesse contexto que o ciberterrorismo se move livremente, referindo-se à difusão de simples propaganda e à comunicação ou transmissão de elementos mais concretos, como por exemplo um manual para a elaboração de explosivos ou um ‘chat’ para o intercâmbio de ideias, funcionando como uma espécie de escola virtual de recrutamento.

Neste sentido, o finlandês Jarkko Jokkinen, assessor do departamento antiterrorista da Organização de Segurança e Cooperação na Europa (OSCE), defendeu a promoção de uma atuação “ampla” na questão da cibersegurança.

Jokkinen acrescentou que os terroristas – que, na chamada era digital, se podem classificar de ciberterroristas -, recorrem à rede para uma grande variedade de assuntos, que vão desde a difusão de propaganda para a captação e recrutamento de adeptos até ao financiamento das suas atividades.

A resposta, defendeu, passa por se atuar de uma maneira global, encerrando esses canais.

O Ciberterrorismo é transnacional

O ciberterrorista parte do suposto que o acesso à Internet é fácil, que o fluxo de informação na rede é pouco regulado – existindo apenas mecanismos de controlo – e, consequentemente, sabe que potencialmente conta com uma grande audiência em todo o mundo, com a qual pode comunicar de maneira virtual mantendo o anonimato, explicou Jokkinen.

Jokkinen chamou ainda à atenção para o facto de que em 1998, menos de metade das 30 organizações consideradas terroristas pelo Departamento de Estado norte-americano, dispunham de um suporte de propaganda na rede, enquanto atualmente todas têm, inclusive as mais pequenas.

O perito da OSCE acrescentou que basta recorrer a alguém com bons conhecimentos informáticos para materializar uma sucessão de ideias e mensagens.

“É prioritário que as agências nacionais de segurança investiguem o cibercrime e é fundamental que partilhem essa informação entre elas, visto que o cibercrime, assim como a própria Internet, é transnacional“, sublinhou Jokkinen.

Segundo os especialistas, é necessário reforçar conceitos como segurança cibernética, que sem menosprezar a liberdade de expressão e de informação inerentes a qualquer sociedade democrática, levem a uma situação de ‘ciberpeace’, entendida como o cenário oposto ao de guerra cibernética.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Pela primeira vez, os norte-americanos querem mais imigração - e não menos

Pela primeira vez, os norte-americanos querem ver aumentar a imigração no seu país, escreve o Business Insider citando uma sondagem da Gallup. De acordo com os números apresentados pelo jornal norte-americano, 34% dos cidadãos dos …

Porto 5-0 Belenenses | Segunda parte demolidora no Dragão

O FC Porto respondeu de forma categórica à vitória do Benfica sobre o Boavista por 3-1 na noite de sábado. Na recepção ao Belenenses, os “azuis-e-brancos” golearam por expressivos 5-0, com quatro golos a serem apontados …

Foi exposto o primeiro núcleo exoplanetário. Pode pertencer a gigante gasoso "planeta falhado"

Astrónomos da Universidade de Warwick descobriram o núcleo sobrevivente de um gigante gasoso em órbita de uma estrela distante, oferecendo uma visão sem precedentes do interior de um planeta. O núcleo, que é do mesmo tamanho …

As águas profundas provocam terramotos e tsunamis (e já se sabe como)

Uma nova investigação vincula diretamente o ciclo da água na Terra com a produtividade magmática e a atividade sísmica. A água (H2O) e outros elementos voláteis (como o CO2 e o enxofre) que circulam nas profundezas …

Cidade japonesa acaba de proibir a utilização de telemóveis enquanto se caminha

A cidade japonesa de Yamato acaba de aprovar uma proposta de lei que proíbe as pessoas de utilizarem telemóveis enquanto caminham. A cidade, localizada num subúrbio de Tóquio, entende que os telemóveis são um risco …

MIT apagou base de dados popular que ensinou IA a ser racista e sexista

O Instituto de Tecnologia de Massachusetts (MIT), nos Estados Unidos, viu-se obrigado apagar uma base de dados de treinamento de Inteligência Artifical (IA) depois de esta ensinar vários algoritmos a usar insultos racistas e sexistas. …

Escola Básica e fábrica de Paços de Ferreira encerradas, com nove casos positivos

A Escola Básica n.º 2 e a Fábrica de Lacados Abrelac, em Paços de Ferreira, Porto, foram encerradas após diagnosticados nove casos de covid-19 para “prevenção” e para “interromper as cadeias de transmissão”, disseram hoje …

Mais nove mortes e 328 casos confirmados em Portugal

Portugal regista hoje mais nove óbitos por covid-19, em relação a sábado, e mais 328 casos de infeção confirmados, dos quais 254 na região de Lisboa e Vale do Tejo, segundo os dados da Direção-Geral …

Cientistas criam miniatura de ondas de choque de supernovas (e quase desvendam um mistério)

Esta versão em miniatura das ondas de choque das supernovas pode ter ajudado os cientistas a chegar muito perto da resolução de um antigo mistério cósmico. Uma equipa de investigadores do Departamento de Energia do Centro …

Na Indonésia, são os recém-licenciados quem mais vai sofrer com o impacto económico da covid-19

A covid-19 continua a desacelerar a economia na Indonésia e pode causar graves impactos nos recém-licenciados que entram no mercado de trabalho pela primeira vez. Na Indonésia, o crescimento económico diminuiu para 2,97% durante o primeiro …