Surto junto à fronteira com a Rússia e novos casos em Wuhan fazem China temer segunda vaga

Wu Hong / EPA

Um novo surto ainda não detetado numa cidade perto da fronteira com a Rússia e o aparecimento de novos casos em Wuhan estão a fazer a China temer uma nova onda de casos de covid-19.

Na edição desta segunda-feira, o britânico The Guardian destacou a preocupação do país que, no último domingo, registou o maior aumento de casos em duas semanas, uma semana depois de ter classificado todas as regiões como de baixo ou médio risco.

Este domingo, Shulan, uma cidade perto das fronteiras com a Rússia e a Coreia do Norte, foi classificada de alto risco, depois de vários casos relacionados com uma mulher que não tinha qualquer histórico conhecido de viagem ou exposição ao vírus.

Mas este não é, segundo o The Guardian, o único sinal alarmante. No domingo, a comissão nacional de saúde registou 17 novos casos. Apesar de o número ser muito pequeno, ainda assim é o segundo dia seguido em que o aumento é de dois dígitos. Além disso, é o valor mais alto em duas semanas.

Destes 17 casos, cinco foram transmitidos localmente em três províncias que fazem fronteira com a Rússia ou com a Coreia do Norte – três em Jilin, um em Heilongjiang e outro em Liaoning. No caso de Jilin, os três novos casos surgiram na cidade de Shulan.

As autoridades chinesas já impuseram quarentena aos cidadãos e o encerramento temporário dos locais públicos da cidade. Segundo o Observador, também os transportes públicos foram encerrados e os táxis não podem sair de Shulan. As autoridades chinesas acreditam que houve 290 pessoas que tiveram contacto próximo com infetados.

A preocupação em Shulan também está relacionada com a origem daquele que parece ser um novo surto, uma vez que a comissão de saúde da província diz que o primeiro caso registado foi uma mulher que não viajou para fora da província, nem apresenta qualquer historial de contacto com pessoas que vieram de províncias afetadas ou do exterior do país.

Ainda assim, na cidade de Wuhan também foram registados cinco novos casos este domingo. Novamente, apesar de não ser um número preocupante, é o maior número de novos casos em quase dois meses.

A China registou, até agora, um total de 82.918 casos positivos, dos quais 78.144 foram curados. Existem apenas 141 casos ativos no país.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Enquanto não perceberem que o vírus é também transportado pelos animais, insectos inclusive, andamos a chover no molhado.
    Fechar tudo e fugirmos todos para casa não resolve o problema, em vez disso cria outros ainda piores.
    Apenas precisamos de ter procedimentos de protecção dos mais vulneráveis, especialmente para evitar muitos adoecer em simultâneo, o que rebentaria com os serviços de saúde.

RESPONDER

Twitter pede aos utilizadores para serem simpáticos (e pensarem duas vezes antes de responder)

O Twitter vai começar a pedir aos utilizadores que repensem os conteúdos das suas respostas, através de uma mensagem de alerta. O objetivo é evitar mensagens ofensivas. A rede social Twitter vai passar a solicitar aos …

Suspensas marchas populares em Lisboa

As marchas populares em Lisboa, que decorrem em junho, foram suspensas "tendo em conta o atual contexto pandémico e devido às restrições de saúde pública que ainda se mantêm", anunciou esta quinta-feira a Câmara Municipal …

CDS-PP quer manter corridas de touros na RTP e contrariar a “política de gosto”

A bancada parlamentar do CDS-PP questionou hoje o Governo sobre o eventual fim das transmissões televisivas de corridas de touros nos canais públicos da RTP, mostrando-se contra a “tutela política” a ditar “uma política de …

Cabeceiras de Basto recua no desconfinamento. Quatro concelhos podem agora avançar

A ministra Mariana Vieira da Silva apresentou um quadro geral da situação em Portugal e revela que há um concelho que vai recuar no desconfinamento: Cabeceiras de Basto. A ministra de Estado e da Presidência acrescentou …

Aeroporto no Montijo pode levar à perda das principais áreas de alimentação das aves migratórias

Caso o Montijo venha mesmo a receber um novo aeroporto, poderá levar à perda de até 30% das principais áreas de alimentação das aves migratórias que passam o Inverno no estuário do Tejo. A conclusão está …

Príncipe de Liechtenstein acusado de matar Arthur, o maior urso da Roménia

Grupos ambientalistas acusaram um príncipe da família real de Liechtenstein de matar o maior urso da Roménia, violando a proibição da caça de grandes carnívoros. Em comunicado citado pelo jornal britânico The Guardian, a ONG romena …

França e Reino Unido mobilizam navios para Jersey e aumentam a tensão no Canal da Mancha

A Marinha francesa respondeu esta quinta-feira ao envio de dois navios-patrulha britânicos para Jersey, na véspera, e mobilizou as suas próprias embarcações militares para as imediações da ilha, contribuindo, dessa forma, para o aumento da …

Governo aprova a criação da tarifa social de internet. Preço ainda vai ser definido

O Governo aprovou esta quinta-feira, em Conselho de Ministros, a criação de uma tarifa social de acesso a serviços de internet em banda larga, conhecida como tarifa social de internet, anunciou o ministro de Estado …

Cerca sanitária em Odemira diminuiu casos para menos de metade, garante Governo

O ministro da Administração Interna salientou hoje que a cerca sanitária em Longueira-Almograve e São Teotónio permitiu baixar os casos de infeção por covid-19 em Odemira para menos de metade e acusou a direita de …

Joshua Wong condenado a mais dez meses de prisão por participar em vigília que lembrava "massacre de Tiananmen"

O ativista de Hong Kong Joshua Wong foi condenado a dez meses de prisão por participar em 4 de junho de 2020 numa vigília para lembrar o chamado "massacre de Tiananmen", que Pequim não reconhece. A …