Na China é proibido comprar a Bíblia pela Internet

O governo chinês proibiu a venda da Bíblia em livrarias online em todo o país, de modo a cumprir com as novas normas que exigem um controlo na literatura que não esteja de acordo com os “valores centrais do socialismo”.

Numa tentativa de controlar as práticas religiosas dos seus cidadãos, as autoridades chinesas ordenaram a retirada da Bíblia das livrarias online.

De entre as religiões maioritárias no país asiático, o cristianismo é a única cujo livro não pode ser adquirido pelos canais comerciais habituais, já que era considerado um texto “para distribuição interna”. Embora a Bíblia seja impressa no país asiático, somente as igrejas controladas pelo Estado têm o poder de distribuí-la e vendê-la nos seus espaços.

Segundo o El Mundo, isto fez com que a aquisição através de plataformas de venda na Internet tivesse um aumento significativo durante os últimos anos, uma alternativa que agora parece ter chegado ao fim.

A medida entrou em vigor na passada quinta-feira e, na sexta-feira, as principais lojas online do país já não tinham o livro sagrado à venda. Lojas como a Amazon ou a Taobao preferiram não comentar esta medida.

A política estabelece que as comunidades religiosas chinesas devem seguir a direção do partido comunista, praticar os valores centrais do socialismo e desenvolver e expandir a tradição chinesa.

Esta nova regulamentação vai ao encontro com um esforço de longa data do governo chinês de limitar a influência do cristianismo no país. Este reforço das regras é acompanhado também por um esforço de Xi Jinping de promover as religiões tradicionais, como o taoismo e o budismo.

As autoridades têm reforçado o controlo e vigilância sobre algumas religiões, nomeadamente o islamismo e o cristianismo, que viveram nos últimos anos numa campanha de demolição de cruzes, o encerramento de igrejas e prisão de alguns de seus líderes espirituais.

“Há uma tendência geral no presidente Xi Jinping de controlar mais estritamente a religião, especialmente o cristianismo”, disse William Nee, investigador da Amnistia Internacional, à CNN. “É um absurdo que o governo alegue promover a liberdade religiosa enquanto proíbe a venda da Bíblia”, acrescentou.

Esta medida surpreendeu muita gente, num momento em que Pequim e Vaticano estão em negociações para pôr fim à divisão histórica entre a Igreja Católica controlada pelo Estado chinês e a Igreja Clandestina que tem crescido no país.

Embora as negociações estivessem a progredir, ainda não houve acordo sobre questões tão importantes como quem é que irá deter o poder de nomear um bispo, uma condição que nenhuma das partes está disposta a renunciar.

ZAP //

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. A China no seu melhor…
    Nem gosto do Trump. Mas ele tem razão em querer tirar poder (e deixar de darmos dinheiro) à China.

  2. Isto apenas revela a ignorância dos chineses em relação ao cristianismo, se soubessem um pouco mais veriam que o cristianismo tem mais a ver com o socialismo do que as religiões tradicionais chinesas.

Responder a Eu Cancelar resposta

Turista danifica escultura do século XIX enquanto posa para fotografia (e é apanhado pelas câmaras de vigilância)

A polícia italiana identificou um austríaco de 50 anos que danificou uma estátua do século XIX num museu em Itália, enquanto posava para uma fotografia. O incidente ocorreu no passado dia 31 de junho, segundo …

Covid-19: Brasil supera as 100.000 mortes

O Brasil ultrapassou hoje a barreira das 100.000 mortes associadas à covid-19, quase cinco meses depois da confirmação do primeiro óbito no país, indicam dados oficiais divulgados pelas secretarias regionais de Saúde. Segundo os mais recentes …

As vacas leiteiras têm relações complexas (que se alteram quando mudam de grupo)

Uma nova investigação levada a cabo por cientistas do Chile e dos Estados Unidos concluiu que as vacas leiteiras vivem em redes sociais complexas que se alteram quando estes animais são movidos para outros grupos.  Para …

Virgin Galactic quer desenvolver avião comercial supersónico (que promete superar a velocidade do som)

A Virgin Galactic vai aliar-se à Rolls-Royce para criar um avião comercial supersónico, ainda mais rápido do que o mítico Concorde. A empresa de turismo espacial Virgin Galactic anunciou uma parceria com a Rolls-Royce para desenvolver …

PayPal resiste à pandemia. Volume de pagamentos cresce 30% no segundo trimestre

O volume de pagamentos através do PayPal cresceu 30% no segundo trimestre. A empresa parece resistir à pandemia de covid-19, que abalou o setor das viagens, cujos pagamentos estão muitas vezes associados a meios eletrónicos. …

Quatro pessoas morreram nos Estados Unidos depois de beberem desinfetante para as mãos

Quatro pessoas morreram nos Estados Unidos depois de ingerirem desinfetante para as mãos à base de álcool, revelou um relatório do Centros de Controlo e Prevenção de Doenças (CDC) do país esta quarta-feira publicado. De …

Jim Hackett deixa a Ford após três anos de liderança

Ao fim de três anos como CEO da Ford, Jim Hackett será substituído por Jim Farley. Um mandato que fica marcado por problemas financeiros, de produção e pela morte dos três volumes e utilitários. O mandato …

Covid-19: Portugal tem mais 186 casos e quatro pessoas morreram desde sexta-feira

Portugal regista hoje mais quatro mortos e 186 novos casos de infeção por covid-19 em relação a sexta-feira, segundo o boletim diário da Direção-Geral da Saúde. De acordo com o relatório da DGS sobre a situação …

Versão americana da Eurovisão chega em 2021

O Festival Eurovisão da Canção — o maior espetáculo de entretenimento televisivo do mundo — vai chegar aos Estados Unidos no final do próximo ano. A novidade foi divulgada, esta sexta-feira (7), em comunicado oficial. A …

Contratações na TVI após apoios financeiros "suscitam preocupação"

O professor universitário e ex-ministro Miguel Poiares Maduro manifestou "preocupação" relativamente às contratações na TVI, da Media Capital, grupo que beneficia do apoio do Estado, através da compra antecipada de publicidade institucional. Em entrevista à Lusa, …