Na China é proibido comprar a Bíblia pela Internet

O governo chinês proibiu a venda da Bíblia em livrarias online em todo o país, de modo a cumprir com as novas normas que exigem um controlo na literatura que não esteja de acordo com os “valores centrais do socialismo”.

Numa tentativa de controlar as práticas religiosas dos seus cidadãos, as autoridades chinesas ordenaram a retirada da Bíblia das livrarias online.

De entre as religiões maioritárias no país asiático, o cristianismo é a única cujo livro não pode ser adquirido pelos canais comerciais habituais, já que era considerado um texto “para distribuição interna”. Embora a Bíblia seja impressa no país asiático, somente as igrejas controladas pelo Estado têm o poder de distribuí-la e vendê-la nos seus espaços.

Segundo o El Mundo, isto fez com que a aquisição através de plataformas de venda na Internet tivesse um aumento significativo durante os últimos anos, uma alternativa que agora parece ter chegado ao fim.

A medida entrou em vigor na passada quinta-feira e, na sexta-feira, as principais lojas online do país já não tinham o livro sagrado à venda. Lojas como a Amazon ou a Taobao preferiram não comentar esta medida.

A política estabelece que as comunidades religiosas chinesas devem seguir a direção do partido comunista, praticar os valores centrais do socialismo e desenvolver e expandir a tradição chinesa.

Esta nova regulamentação vai ao encontro com um esforço de longa data do governo chinês de limitar a influência do cristianismo no país. Este reforço das regras é acompanhado também por um esforço de Xi Jinping de promover as religiões tradicionais, como o taoismo e o budismo.

As autoridades têm reforçado o controlo e vigilância sobre algumas religiões, nomeadamente o islamismo e o cristianismo, que viveram nos últimos anos numa campanha de demolição de cruzes, o encerramento de igrejas e prisão de alguns de seus líderes espirituais.

“Há uma tendência geral no presidente Xi Jinping de controlar mais estritamente a religião, especialmente o cristianismo”, disse William Nee, investigador da Amnistia Internacional, à CNN. “É um absurdo que o governo alegue promover a liberdade religiosa enquanto proíbe a venda da Bíblia”, acrescentou.

Esta medida surpreendeu muita gente, num momento em que Pequim e Vaticano estão em negociações para pôr fim à divisão histórica entre a Igreja Católica controlada pelo Estado chinês e a Igreja Clandestina que tem crescido no país.

Embora as negociações estivessem a progredir, ainda não houve acordo sobre questões tão importantes como quem é que irá deter o poder de nomear um bispo, uma condição que nenhuma das partes está disposta a renunciar.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. A China no seu melhor…
    Nem gosto do Trump. Mas ele tem razão em querer tirar poder (e deixar de darmos dinheiro) à China.

  2. Isto apenas revela a ignorância dos chineses em relação ao cristianismo, se soubessem um pouco mais veriam que o cristianismo tem mais a ver com o socialismo do que as religiões tradicionais chinesas.

Depois de um conselho nacional tenso, líder do CDS reúne-se com a bancada parlamentar

O líder do CDS vai reunir-se, esta quinta-feira, com os cinco deputados centristas para dialogarem sobre a articulação entre a direção e a bancada parlamentar. Tal como recorda o jornal Público, esta reunião de trabalho acontece depois …

Enquanto Flamengo afasta regresso de Jorge Jesus, o "Galo" vem ao ataque

O treinador benfiquista afasta o cenário de uma saída precoce do Estádio da Luz. O Flamengo rejeita o regresso de Jorge Jesus, enquanto o Atlético Mineiro manifesta o seu interesse. Jorge Jesus foi categórico: "Não vou …

"Ihor gritava como um cão atropelado". Seguranças contam nova versão em tribunal

O segurança Manuel Correia testemunhou esta quarta-feira que “ouviu gritos” de Ihor Homeniuk vindos de uma sala do SEF no aeroporto de Lisboa e que encontrou um dos inspetores com um pé em cima da …

Dos pés de Cancelo para a cabeça de Bernardo Silva. City ganha na Champions com um golo 100% português

Os internacionais portugueses João Cancelo e Bernardo Silva foram fundamentais para a vitória do Manchester City sobre o Borussia Monchengladbach (2-0), na primeira mão dos oitavos da Liga dos Campeões, com ação direta nos dois …

"População não interiorizou a gravidade da situação". Depois de Siza, Cabrita aponta o dedo aos portugueses

Num relatório sobre a aplicação do decreto do estado de emergência na segunda quinzena de janeiro, Eduardo Cabrita justifica o fecho das escolas e o fim das vendas ao postigo, culpando a população pelas decisões …

Esta época há menos 500 clubes. "É o drama absoluto", diz presidente da FPF

Esta época há menos 500 clubes em comparação com a temporada transata. O presidente da FPF, Fernando Gomes, classifica a situação de "drama absoluto". A pandemia de covid-19 e a consequente interrupção das competições foi um …

Psicólogos no recrutamento e mudanças na formação. IGAI quer acabar com discriminação na polícia

A Inspeção-Geral da Administração Interna (IGAI) quer envolver psicólogos no processo de recrutamento de novos polícias e rever os currículos de formação para acabar com práticas discriminatórias nas forças de segurança. As alterações no processo de …

Coleção de joias da era Viking é encontrada na Ilha de Man. É "excecionalmente rara"

Uma coleção de joias da era Viking foi encontrada na Ilha de Man, entre Inglaterra e a Irlanda, em novembro de 2020 e foi agora classificada como tesouro. Os especialistas acreditam que os artefactos, descobertos …

“As brasileiras são mercadoria". Professor da UP suspenso por comentários machistas e xenófobos nas aulas

Após uma denúncia que reuniu assinaturas de mais de uma centena de alunas, o professor auxiliar Pedro Cosme da Costa Vieira foi suspenso pelo período máximo de 90 dias, da Faculdade de Economia da Universidade …

Houve buzinão na Luz (mas sem "carinho"). Jesus culpa covid-19 pela crise do Benfica

Algumas dezenas de adeptos protestaram junto ao Estádio da Luz com um buzinão, entre gritos de "Rua Vieira" devido aos maus resultados do Benfica. Antes disso, Jorge Jesus tinha apelado a um "buzinão de carinho" …