Vem aí a Libra, a nova moeda do Facebook (e tem dedo português)

A nova criptomoeda vai chamar-se Libra, de acordo com o anúncio formal do grupo de empresas liderado pela companhia Facebook, nos Estados Unidos.

“A ideia é simplificar o mais possível as transações financeiras para todas as pessoas do mundo, onde quer que vivam, tenham ou não uma conta bancária”, disseram fontes da empresa Facebook a principal impulsionadora da Libra e que tem como base de funcionamento uma tecnologia própria: blockchain.

Há vários dias que se especulava que as empresas envolvidas no projeto preparavam o anúncio sobre a criação da nova criptomoeda sendo que o anúncio realizado esta terça-feira especifica que a “Libra não vai depender diretamente da companhia do norte-americano Mark Zuckerberg.

A criptomoeda vai ser gerida, de acordo com o plano anunciado, por um consórcio de empresas agrupadas sob a direção da Associação Libra, com sede em Genebra, Suíça. As empresas que são designadas como “membros fundadores” incluem as companhias Facebook, Visa, Mastercard, Vodafone, Paypal, eBay, Spotify, Uber, Lyft, Booking Holdings, a firma argentina de comércio eletrónico Comércio Libre, entre outras.

Este consórcio vai ter dedo português na sua fundação: a empresa de José Neves vai juntar-se à equipa como membro fundador, confirmou a Farfetch ao ECO. “A Libra Association será responsável por operar e desenvolver a Libra Blockchain, que será segura, escalável e fiável. Vai suportar um conjunto de usos de negócio assim como uma moeda digital. A Farfetch vai participar ativamente no processo técnico, arquitetural e de desenvolvimento operacional da Libra Association como um dos seus membros fundadores”, explica.

“Para que uma divisa global tenha êxito não pode estar sob o controlo de apenas uma entidade e muito menos por uma entidade comercial como a Facebook, que vai ter voz na associação assim como todos os outros membros. Nem mais nem menos”, disseram as fontes da rede social.

Para levar a cabo a integração da criptomoeda nos serviços das várias empresas envolvidas, a firma Menlo Park, com sede na Califórnia, Estados Unidos, vai criar a subsidiária financeira – Calibra – que vai depender apenas da empresa Facebook.

O primeiro produto da Calibra vai ser uma carteira digital para criptomoedas Libra acessível inicialmente através das plataformas digitais WhatsApp e Messenger e que são propriedade da Facebook.

ZAP //

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

Novo lay-off é para "aguentar o emprego e as empresas" (mas agrava cortes dos trabalhadores)

O novo regime de lay-off anunciado pelo Governo, para apoiar as empresas com "perdas mais significativas", nomeadamente na área do turismo, visa "aguentar o emprego e as empresas", segundo o ministro da Economia, Siza Vieira, …

Jornal "The Guardian" sugere que Portugal é um país racista e compara Ventura a Bolsonaro

O jornal britânico "The Guardian" noticiou, esta segunda-feira, alguns dos mais recentes acontecimentos racistas que têm ocorrido no país, afirmando no seu título que "Portugal regista um aumento da violência racista com ascensão da extrema …

Jornal Washington Post declara apoio a Biden e quer afastar "o pior presidente dos tempos modernos"

O jornal de referência Washington Post declarou esta segunda-feira o seu apoio ao candidato democrata à presidência dos EUA, Joe Biden, para derrotar o republicano Donald Trump, que considera “o pior Presidente dos tempos modernos”. No …

Portugal não recorrerá aos empréstimos do fundo de recuperação da UE

O primeiro-ministro António Costa salientou esta terça-feira que Portugal "recorrerá integralmente" aos cerca de 15,3 mil milhões de euros em subvenções que poderá receber do fundo de recuperação europeu, mas adiantou que não utilizará a …

Isabel dos Santos impugna nacionalização da Efacec

A empresária angolana Isabel dos Santos avançou com uma ação para impugnar a nacionalização da Efacec, decisão que foi anunciada pelo ministro da Economia, Pedro Siza Vieira, no início de julho. Numa nota enviada às …

Brexit. Na nona e última ronda, Von der Leyen está convencida de que acordo é possível

A União Europeia (UE) e o Reino Unido voltam esta terça-feira às negociações, na nona e última ronda para sair do impasse em questões como as pescas e concorrência e chegar a um acordo de …

Fundo de Resolução deve ser analisado com rigor, diz BCP. Presidente do banco defende moratórias

O presidente da Comissão Executiva do Millennium BCP, Miguel Maya, disse na segunda-feira que o tema do financiamento do Fundo de Resolução deve ser analisado com o "máximo cuidado e rigor", afirmando não ter nenhuma …

Falhas nas escolas: Falta de funcionários, alunos reprovados e Internet lenta condicionam resultados

Dois em cada três estudantes portugueses frequentam escolas onde os diretores apontam a falta de pessoal não docente como um dos fatores que condiciona a capacidade de ensinar. Chumbos ou Internet lenta também são condicionantes …

Há pontos de contacto e linhas vermelhas na relação amor-ódio que desenha o futuro do OE2021

O PCP foge por entre os dedos, o Bloco de Esquerda está cheio de dúvidas e o PSD é o terceiro interveniente à espera de intervir. A viabilização do Orçamento do Estado para 2021 é …

PS recuou e cedeu ao PSD na residência alternada dos filhos de pais separados

O PS e o PSD chegaram a um acordo no âmbito da residência alternada dos filhos de pais separados, de modo a que este regime passe a constar da Lei. Contudo, ao contrário do que …