CGTP repudia críticas às celebrações e garante que regras foram cumpridas

António Cotrim / Lusa

Simpatizantes da CGTP-IN, em Lisboa, durante as comemorações do 1.º de Maio de 2020

A CGTP-IN repudiou as críticas às comemorações do 1.º de Maio, assegurando que todas as regras do distanciamento sanitário e de proteção da saúde foram cumpridas e que apenas exerceram um direito conquistado no 25 de Abril.

Não houve proximidade entre trabalhadores, nem o habitual convívio, mas apenas o exercício de um direito que conquistámos em Abril de 1974 e do qual não abdicamos”, afirma em comunicado a Confederação Geral dos Trabalhadores Portugueses – Intersindical Nacional (CGTP-IN).

Relativamente às críticas feitas por partidos políticos e outras entidades às celebrações do Dia do Trabalhador, na Alameda D. Afonso Henriques, em Lisboa, a CGTP diz repudiar “veementemente o exercício persecutório aos que ousam lutar usando o espaço público”.

Para a estrutura sindical, “tal ação não é compatível com a democracia”: “os direitos, nomeadamente os direitos coletivos dos trabalhadores, não estão suspensos e nas iniciativas realizadas foram garantidas todas as normas de proteção da saúde e distanciamento sanitário, como aliás foi publicamente constatado por todos”.

“Aliás, esta campanha, que também já tinha sido tentada nas comemorações do 25 de Abril, tem como objetivo tentar impedir a luta e as ações em defesa dos direitos e interesses dos trabalhadores não só no 1º de Maio mas também no futuro”, sustenta no comunicado.

Para a CGTP, o Dia do Trabalhador foi “um exemplo do exercício de um direito arduamente conquistado”, porque não só cumpriram todas as regras, como exigiram “a efetivação de todas as normas de proteção individual e coletiva para todos os que continuam a trabalhar e para aqueles que vão retomar a sua atividade brevemente”.

“Não pudemos realizar as manifestações que teriam a participação de centenas de milhares de trabalhadores, nem realizamos qualquer ação nacional”, observa.

Quanto às críticas de terem chegado manifestantes de fora de Lisboa em autocarros, numa altura em que é proibida a circulação entre concelhos, a CGTP refere que os participantes se deslocaram de “pontos da Área Metropolitana, em transporte individual ou em autocarros cuja lotação não ultrapassou um terço da capacidade“, usando todos equipamentos de proteção individual.

“As iniciativas que a CGTP-IN realizou no 1.º de Maio em 24 localidades deram voz aos milhões de trabalhadores que em Portugal estão a sofrer as consequências das opções e desequilíbrios das medidas decididas no plano económico e social, que estão a ser brutalmente agravadas no quadro do surto epidémico e da necessidade de encerramento de algumas atividades e confinamento de grande parte dos trabalhadores e da população”, salienta.

A central sindical criticou ainda que “há setores” da sociedade que “procuram no surto epidémico a justificação para o regresso ao passado, para a reintrodução do totalitarismo, de mordaças e do unanimismo como única forma de pensar e estar”.

// Lusa

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. Será que a CGTP se acha a única entidade defensora dos ideais de Abril e da defesa do povo trabalhador? Será que a UGT, porque (e muito correctamente) comemorou o 1º de Maio via redes sociais, pretende o regresso ao passado? Será que o Dr Vital Moreira é um antí-democrático pelo facto de se ter manifestado contra este tipo de realizações? Tenham Juízo nessas cabeças que só conseguem ver para um lado. Foram beneficiados por uma escandalosa e incompreensível excepção que só mostrou aos portugueses o quanto certos sectores da política fazem para agradar a certas clientelas. Portugueses de primeira e portugueses de segunda é o resultado deste tipo de atitudes e contra isso eu hei-de sempre opor-me. Não venham agora feitos coitadinhos, queixarem-se por estarem a ser apontados como favorecidos, num país que, na mesma altura proibia os portugueses (excepto os da CGTP) de se deslocarem para fora do concelho de residência. E mesmo que não gostem do termo e que me perdoe o presidente da Assembleia da República, ISTO É UMA VERGONHA

    • A UGT comemorou nas redes sociais porque não têm sócios e precisam de fingir que estão vivos! Alguma vez a UGT conseguia organizar um evento impecável como este? Vão sonhando!

Cientistas descobrem os defeitos dentários que apodrecem os dentes

Os resultados deste novo estudo contribuem para o desenvolvimento de novos tratamentos para as cáries dentárias. Os investigadores capturaram o esmalte num detalhe sem precedentes. Uma equipa de investigadores está muito perto de descobrir aquilo que …

Balões da Google já "espalham" Internet nas vilas remotas do Quénia

Em 2013, surgiu a ideia de enviar balões para o Espaço próximo para conectar pessoas em locais do mundo sem Internet. A ideia, que parecia uma loucura, já é realidade. Depois de uma longa série de …

Descoberta nova espécie de dinossauro carnívoro em Portugal

Um novo género e espécie de dinossauro carnívoro terópode, cujos fósseis foram escavados em arribas dos concelhos de Torres Vedras e da Lourinhã, foi agora descrito na revista internacional "Journal of Vertebrate Paleontology" por paleontólogos …

The Crown. Afinal, vem aí uma sexta temporada

Peter Morgan, criador, produtor e argumentista de The Crown, anunciou esta quinta-feira (9), através do Twitter da plataforma de streaming Netflix, que a série britânica terá uma sexta temporada. “Quando começamos a discutir as histórias da …

Observatório Gaia revoluciona o rastreamento de asteroides

O observatório espacial Gaia da ESA é uma missão ambiciosa que tem o objetivo de construir um mapa tridimensional da nossa Galáxia, fazendo medições de alta precisão de mais de mil milhões de estrelas. No entanto, …

Tempestades de relâmpagos mataram 147 pessoas na Índia em apenas 10 dias

Tempestades de relâmpagos mataram 147 pessoas no estado de Bihar, no norte da Índia, no espaço de dez dias, noticia a AFP, que escreve que os números podem aumentar nos próximos tempos devido às alterações …

Investigação portuguesa descobriu 14 espécies marinhas com potencial para produção de antibióticos

Uma investigação conjunta da Universidade de Aveiro e da Universidade Católica descobriu 14 novas espécies e um género de fungos marinhos, com potencial para produção de antibióticos, revelou esta segunda-feira fonte académica. "Neste momento, estão a …

Impossíveis de cumprir. Directores preocupados com novas regras para as escolas

As orientações da Direcção Geral de Saúde (DGS) para as escolas com vista ao regresso das aulas presenciais, em Setembro, estão a preocupar os directores dos estabelecimentos de ensino. Isto porque as consideram impossíveis de …

Homicídios disparam na maioria das cidades norte-americanas durante a pandemia

O número de homicídios cometidos em solo norte-americano disparou na maioria das cidades do país na primeira metade de 2020, comparativamente com o mesmo período do ano passado, revela uma investigação do New York Times. …

Investigadores desenvolvem robô-cientista (e já descobriu um novo catalisador)

Uma equipa de cientistas da Universidade de Liverpool, no Reino Unido, construiu um robô-cientista móvel inteligente, que realiza experiências sem ajuda humana. O novo robô-cientista toma decisões sozinho e já descobriu um novo catalisador. Segundo a …