CGD não consegue penhorar casa de luxo de Berardo. Está em nome de empresa

Manuel de Almeida / Lusa

A Caixa Geral de Depósitos não conseguiu penhorar a casa de luxo onde Joe Berardo vive, em Lisboa. É um T5 na Avenida Infante Santo, avaliado em 1,85 milhões de euros.

A notícia é avançada pelo Correio da Manhã. De acordo com o jornal, o imóvel foi comprado pelo empresário em 1999 mas foi vendido em finais de 2008 a uma empresa da qual Berardo é presidente do conselho de administração – mas não acionista. A compra foi feita pouco depois da falência da Lehman Brothers nos EUA, que marcou o início da crise financeira.

O empresário vai esta sexta-feira à comissão de inquérito da Caixa Geral de Depósitos (CGD) para dar explicações sobre os créditos que recebeu do banco público e que estiveram na origem de um dos principais “buracos” que obrigaram à recapitalização recente da instituição.

O investidor deve cerca de 300 milhões de euros ao banco público, cerca de um terço do total de dívidas que têm em incumprimento nos principais bancos nacionais, que vão avançar para uma investida judicial conjunta para tentar recuperar algum valor.

Segundo o Jornal Económico, também esta sexta-feira, os bancos vão tentar penhorar 100% da coleção de obras de arte de Berardo – não apenas 75% – como vinha sendo noticiado. CGD, BCP e Novo Banco querem reaver créditos em torno de mil milhões de euros através da execução de penhores dos títulos da Associação Coleção Berardo, proprietária das obras de arte que foram cedidas ao Estado.

Este imóvel, em particular, está em nome da Atram – Sociedade Imobiliária, empresa da qual Berardo é o presidente do conselho de administração. Mas o empresário não é acionista direto da empresa. A titularidade passou de Berardo para a empresa, em 2008, no âmbito de uma “entrada para aumento de capital da sociedade”, segundo a Conservatória do Registo Predial de Lisboa.

Segundo a caderneta predial, o apartamento de Berardo corresponde a um T5: tem uma área bruta privativa de 430 metros quadrados e uma área bruta dependente de 65 metros quadrados. O Fisco atribuiu ao imóvel, em 2017, um valor patrimonial tributário, para efeitos de IMI, de 570 mil euros.

Se não for capaz de ir buscar o imóvel, o banco público vai tentar penhorar os salários de Berardo, pagos pela Atram, intenções que o advogado de Berardo diz desconhecer.

ZAP //

PARTILHAR

9 COMENTÁRIOS

  1. Se esse Sr. não tinha bens em seu nome como lhe foram concedidos tantos créditos e de quantias tão avultadas? A banca quando concede créditos não deve assegurar-se que pode fazê-lo, não exige mil e uma garantias? Pois então, se os decisores da banca não tomaram, como deviam, as devidas cautelas, proponho que sejam a pagar as dívidas pagar, dos seus prórpiros bolsos, daquele em quem confiaram. Também a ganharem como ganham e com as benesses e mordomias que têm certamente não será um grande sacrifício para esses decisores da alta roda. Agora, quem não pode pagar as dívidas desse Sr. Berardo, e de quaisquer outros mafiosos, é o Estado com o erário público, que é dinheiro de todos nós, e não falat onde empregá-lo BEM! Esquecia de dizer que se a Lei – que é elaborada pelos políticos, é bom que se sublinhe – não permitir obrigar esse e outros Srs mafiosos a entregarem o que devem, então é porque está na hora de mudarem a Lei. Assim é que não pode continuar!

    • Na verdade, não importa. Não sendo ele, não se pode penhorar pelas suas dívidas.
      Ele até paga a renda mensal…..
      Ou se calhar o T5 é emprestado. Onde é que eu já ouvi isto??????

  2. mas está tudo doido? se o imóvel entrou “para aumento e capital da empresa” necessariamente que, pelo menos nessa data, era acionista (quem entra com o capital…)

  3. Se calhar também é de um “amigo”…. Eu acho que importa saber saber a história toda.

    Acho que se deve procurar saber e provar se houve fraude nestas transferências de propriedade de bens.

Responder a rahul Cancelar resposta

Conselho da Europa teme que polícia de Malta tenha “recusado provas” no caso da jornalista assassinada

Daphne Galizia era jornalista, acompanhava casos de corrupção no país e foi assassinada há dois anos. Pieter Omtzigt, relator do Conselho da Europa responsável pelo caso, diz que a abordagem da polícia e dos …

Itália quer mudar sede da final da Liga dos Campeões

A Itália quer que a final da Liga dos Campeões deste ano, marcada para o Estádio Olímpico Atatürk Olympic, mude de sede. Os últimos dias não têm sido fáceis para a UEFA. Depois dos incidentes racistas …

CNN coloca broa portuguesa entre os 50 melhores pães do mundo

A propósito das celebrações do Dia Mundial do Pão, que se celebra esta quarta-feira, a CNN fez uma lista com os 50 melhores pães do mundo e um deles é a broa portuguesa. A broa conhecida …

CP lança nova campanha: Lisboa-Porto por cinco euros e mais descontos até 80%

Há 10.300 bilhetes a custos muito reduzidos, anunciou a CP – Comboios de Portugal esta terça-feira. A nova campanha garante viagens nos comboios de longo curso Alfa Pendular e Intercidades “com 80% de desconto”, abrangendo …

"Níveis recorde". Glaciares suíços perderam 10% do seu volume nos últimos cinco anos

Os glaciares suíços perderam 10% do volume nos últimos cinco anos, a maior redução em cem anos, alertou esta terça-feira a Academia Suíça das Ciências. A Academia baseia-se nas medições feitas pelos peritos do painel intergovernamental …

Caso BPN. Relação condena dois dos absolvidos e agrava penas a outros dois

O Tribunal da Relação de Lisboa condenou esta quarta-feira dois dos três arguidos absolvidos no processo principal da falência do BPN, Ricardo Oliveira e Filipe Nascimento, e agravou as penas a dois dos 12 arguidos …

Operação Éter. Hermínio Loureiro entre as dezenas de autarcas arguidos

Hermínio Loureiro, ex-presidente da Câmara de Oliveira de Azeméis, está entre as dezenas de atuais e antigos autarcas que foram constituídos arguidos no âmbito da Operação Éter. Este processo levou à prisão preventiva do antigo presidente …

Proteção Civil quer que bombeiros voltem a ser obrigados a usar cinto de segurança

A estrada mata mais bombeiros do que os incêndios. Por isso, a Autoridade Nacional de Emergência e Proteção Civil criou um grupo específico para analisar o problema. Rui Ângelo, chefe da Divisão de Segurança, Saúde e …

Estratégia prevê rede de bancos de leite materno e revisão das licenças para amamentar

A ENALCP apresentada esta quarta-feira prevê a criação de uma rede nacional de bancos de leite materno e a revisão dos diretos de parentalidade. Ambientes favoráveis deverão ser também revistos. A Estratégia Nacional para a Alimentação …

DGS aconselha grávidas e bebés vegetarianos a tomarem suplementos

A Direção-geral da Saúde recomenda suplementos de vitaminas e minerais para bebés e grávidas com alimentação vegetariana e lembra que a dieta não omnívora no primeiro ano de vida deve estar sempre sob supervisão médica. "A …