Deutsche Bank deverá pedir resgate como o do Lehman Brothers

Nils Bremer / Flickr

Sede do Deutsche Bank em Frankfurt, na Alemanha

A União Europeia deve preparar um plano de resgate e injectar 150 mil milhões de euros na banca europeia para evitar um “acidente”, alerta o economista chefe do Deutsche Bank, banco com problemas graves que faz soar os alertas de que pode vir aí nova crise financeira.

As palavras de David Folkerts-Landau, o economista chefe do Deutsche Bank, estão a ter repercussões por toda a Europa, sendo lidas como um claro sinal de preocupação, adivinhando-se que pode estar iminente mais uma crise financeira semelhante à de 2008, que envolveu o banco norte-americano Lehman Brothers.

“A Europa está bastante doente e precisa de começar a fazer frente aos problemas rapidamente ou vai haver um acidente“, avisa David Folkerts-Landau em declarações ao jornal alemão Die Welt citadas pelo espanhol El Confidencial.

O economista apela às autoridades europeias para que preparem um plano de resgate e a recapitalização do sistema bancário do Velho Continente com valores que podem chegar aos 150 mil milhões de euros.

“Não sou o profeta do fim do mundo, sou realista”, diz ainda Folkerts-Landau quando soam os alertas vermelhos também na banca italiana, onde já há uma operação de recapitalização pública em curso.

O próprio Deutsche Bank não está de boa saúde e, depois de ter chumbado nos testes de stress da Reserva Federal norte-americana, surge no topo da lista do FMI com os bancos que oferecem mais riscos sistémicos à estabilidade do sistema financeiro.

Tudo isto faz temer que venha aí uma segunda crise financeira semelhante à de 2008, após a falência do Lehman Brothers, cujos efeitos ainda hoje se fazem sentir por todo o mundo. Isto embora Folkerts-Landau diga no Die Welt que não espera que isso aconteça porque “os bancos estão muito mais estáveis hoje em dia e têm mais capital”.

Na semana passada, o FMI colocou o Deutsche Bank “entre os bancos globais de importância sistémica” (G-SIB), como aquele que “aparenta ser o maior contribuinte líquido para riscos sistémicos, logo seguido do HSBC e do Credit Suisse”, recomendando a sua “monitorização apertada”.

O semanário Sol relata que o FMI alerta a Alemanha de que precisa de reestruturar o seu sistema bancário, colocando a nação de Angela Merkel, a par de França, Reino Unido e EUA, como os países com “o maior risco de contágio dada a percentagem de perdas de capital que podem infligir em outros sistemas bancários”.

No ano passado, o Deutsche Bank teve o pior resultado da sua história com prejuízos de 6.700 milhões de euros e para este ano, não se prevêem lucros, conforme já alertou o presidente do banco.

ZAP

PARTILHAR

12 COMENTÁRIOS

  1. Caro ZAP. Assim não dá! O título ilustra uma situação de que o fogo já está a arder a grande ritmo e os bombeiros que o combatem não chegam. A notícia centra-se na necessidade de comprar mais meios para evitarmos que os incêndios de grande dimensão possam surgir, mas o grande fogo que apregoam no título ainda não se deu.

    Dando mais um exemplo:
    Título: RONALDO ATACADO POR BORBOLETA SAI AOS 25 MINUTOS

    NOTÍCIA: Cristiano Ronaldo sentou-se em lágrimas na sequência de uma carga de um jogador francês. Uma borboleta pousou, nesse instante, na sua face, sendo para muitos um sinal de Deus.

  2. A crise financeira provocada pelo sistema bancário mundial (roubo generalizado dos depósitos dos clientes e desvio da especulação bolsista para as offshores) está longe de chegar ao fim.
    Em Portugal todos os bancos estão presos por fios pôdres sem contar com aqueles que já rebentaram e conduziram á desgraça e á miséria de quem neles acreditou(ambicionou).BPN,BPP,BES e &,BANIF já foram.A CGD está por um fio.O BCP anda na corda bamba.O Montepio está falido e ninguém dá conta.
    A preocupação do governo e do governador do BP é pôr o POVO a pagar os desmandos dos gatunos (criar o “banco mau” para quem?)
    Para quando ver na cadeia estes gatunos como aconteceu na Islãndia?

    • E sabe quais foram os bancos que não faliram na Islândia? Governados por mulheres, que não se metiam em especulações. Não se metiam em jogos sujos, por isso, safaram-se.
      Os banqueiros esses, culpados, foram julgados e presos, e serão mantidos isolados da sociedade durante uns bons anos.

  3. Eu bem disse que o problema é o deutsch bank, aliás como sempre foi desde o inicio da crise pois nós estamos a pagar um resgate a banca alemã mas disfarçada de resgate a outros países e assim a alemanha em vez de pagar pagam os outros como tem vindo a ser desde o inicio da união!!!

  4. Há vários anos que o único problema na comunidade europeia é o sistema bancário. Resolver o problema da banca, implica um sistema judicial capaz de responsabilizar todos os administradores e gestores envolvidos nos negócios ruinosos da banca, que serviram para encher os bolsos dos próprios e de muitos empresários de multinacionais com os quais atuam em conluio. Fazer os especuladores assumirem os riscos das suas aplicações e deixar os bancos falir passando o valor dos ativos e garantindo os depósitos através de um banco central ou publico e salvaguardar a estabilidade dos depositantes que é para isso que devem existir.
    Mas o que tem acontecido é exatamente o contrário. Continuam os negócios ruinosos, os conluios, os prémios e remunerações obscenas. As falências sucedem-se e os contribuintes pagam a fatura da recapitalização da economia. Ano após ano. E e presidente da comissão europeia vai para o Goldman sachs, faz sentido.

  5. Vejam como a U E, se abre imediatamente, a uma sugestão/ordem do ministro das finanças Alemão, para injectar na banca 150 mil milhões,( na banca deles) que irão provavelmente, directamente ao banco ou bancos Alemães. Afinal , onde está a solidez, desses ricos? Se a Grécia tem conseguido resistir ao resgate, a banca Alemão já tinha dado um grande berro, como deu o Espírito Santo, mas talvez com outra base.

  6. Aí está o que se vem profetizando: uma nova crise financeira mundial bem pior do que a de 2008! Por isso, já se vive em sobreaviso do que nos vai bater à porta! E, Portugal como ficará? Fiquemos na expectativa à espera do terremoto que aí vem! Quem sairá ileso desta batalha!

  7. Não acredito. Com um ministro de economia tão competente e castigador como a Alemanha tem, isto é impossível. Grandes castigos se esperam para o Banco. O sr. ministro, até já se levantou da cadeira e chamou a sra Albuquerque para lá ir levar-lhe umas muletas alentejanas e irem ambos à televisão explicar o caso.

  8. Sou pouco a dar sugestões, no entanto, face ao momento, aí vai uma:
    oiçam o “Keiser Report” de Max Keiser e Stacy Herbert (e seus convidados)!
    Eles deslindam muitas das questões relacionadas com o Dinheiro, os banqueiros e seus golpes, bem como, sobre os Bancos (os Centrais e outros). Até arrepia, a corda bamba onde estamos suspensos!
    Os seus programas estão disponíveis no YouTube, no original (inglês) e dobrados em espanhol. Por exemplo, este, recente: ” La culpa de todo es de los bancos centrales (E937)” [https://www.youtube.com/watch?v=9qc8_v6ytGI]
    Os senhores do Poder e seus políticos querem-nos envolvidos noutros “divertimentos”. QUEREM-NOS DISTRAÍDOS. Por isso levamos injecções de futebol até dizer basta. Ver as doses brutais de Euro/2016! Ainda, a quantidade de programas desportivos, seus canais de emissão, cá por este burgo “portuga”, de Segunda a Domingo. Claro, analisam-se todos os lances… desportivos, à lupa. As questões financeiras… as económicas… tudo no silêncio. Não convém!
    A “bomba-relógio” está aí! Um dia destes, vamos acordar (ou acabados de almoçar) e lá se foi o Dinheiro. Vamos continuar no(s) seu(s) jogo(s)??? Ai a bomba! Ai a bomba!
    E ACORDEMOS, JÁ (que eles nunca dormem)!
    Perdoe-se o meu “politicamente (in)correcto”!

RESPONDER

Mais de 500 detidos nos protestos contra Lukashenko. Segue-se a greve geral

A greve geral anunciada pela líder da oposição bielorrussa no exílio para exigir a saída do Presidente começou, esta segunda-feira, com protestos tímidos e detenções em todo o país. "O prazo para cumprir as exigências do …

Polacos protestam contra acórdão que torna o aborto quase impossível

Milhares de polacos têm-se manifestado, nos últimos dias, contra a proibição quase total do aborto, quando as leis do país estavam já entre as mais restritivas da União Europeia. Na última quinta-feira, o Tribunal Constitucional polaco …

Japão promete "uma sociedade neutra em termos de carbono" até 2050

O Japão quer alcançar a neutralidade de carbono até 2050, disse hoje o primeiro-ministro japonês Yoshihide Suga, um caminho que se afigura complicado, devido à dependência do país do carvão. Numa altura em que cada vez …

"Nada nos vai fazer recuar". Macron desperta a raiva do mundo muçulmano (e enfurece Erdogan)

Emmanuel Macron, presidente de França, assumiu posições muito claras na defesa da liberdade de exibir as caricaturas de Maomé, no âmbito da homenagem ao professor decapitado na semana passada, suscitando protestos em vários países muçulmanos. "Nada …

Merkel avisa Alemanha que os próximos meses vão ser “muito difíceis”

A chanceler alemã, Angela Merkel, avisou a Alemanha de que os próximos meses vão ser "muito difíceis", já que o número de infeções por covid-19 continua a crescer diariamente, tendo-se registado 8.685 nas últimas …

Portugal acusado de bloquear lei europeia contra evasão fiscal pelas multinacionais

Os governos português e sueco estão a ser acusados de bloquear, no Conselho da União Europeia (UE), a deliberação de uma lei contra a evasão fiscal por parte de grandes empresas multinacionais digitais. Segundo anunciou esta …

Consumo de antibióticos desce 22% durante a pandemia. Menos 1,1 milhões de embalagens vendidas

O consumo de antibióticos registou uma descida na ordem dos 22% nos primeiros oito meses deste ano. Venderam-se menos 1,1 milhões de embalagens, quando comparado com igual período do ano passado. Entre janeiro e agosto deste …

Portugal regista mais 2.447 casos e 27 mortes por covid-19

Nas últimas 24 horas, Portugal registou mais 2.447 casos positivos e 27 mortes por covid-19. A informação foi divulgada, esta segunda-feira, no boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). O boletim epidemiológico divulgado hoje revela que …

Testes rápidos devem ser aplicados em surtos em escolas ou lares

A Estratégia Nacional de Testes para SARS-CoV-2, hoje publicada, determina que em situações de surto em escolas, lares ou outras instituições devem ser utilizados preferencialmente testes rápidos no sentido de aplicar "rapidamente as medidas adequadas …

Em Berlim, Marta Temido defende reforma e reforço de poder da OMS

A Organização Mundial de Saúde (OMS) deve ser alvo de uma reforma substancial que leve ao reforço do seu poder internacional na sequência da pandemia de Covid-19, defendeu esta segunda-feira a ministra da Saúde, Marta …