Cerca de 1200 reclusos podem vir a ser libertados

José Sena Goulão / Lusa

A Ministra da Justiça, Francisca Van Dunem

Cerca de 1200 reclusos podem vir a ser libertados antecipadamente para prevenir a propagação da pandemia de covid-19 no meio prisional, revelou esta quinta-feira a ministra da Justiça, Francisca Van Dunem, em declarações à RTP3.

A libertação será definida através do indulto da pena, perdão parcial das penas de prisão até dois anos e licenças precárias por 45 dias, situações que o primeiro-ministro, António Costa, revelou esta quinta-feira que constam do “pacote de medidas” do decreto presidencial que prolonga por mais quinze dias o estado de emergência em Portugal.

Francisca Van Dunem garantiu que as medidas têm como objetivo cuidar da saúde dos reclusos e guardas prisionais, assegurando também as “necessidade de proteção da vítimas” e “os sentimentos de segurança da população”.

Estas libertações antecipadas, recorde-se, não podem ser atribuídas a presos preventivos ou casos de homicídio, violação, abusos de menor, violência doméstica, ou para crimes cometidos titulares de cargos políticos, forças de segurança e magistrados.

A governante disse ainda em declarações à RTP3 que “não há obrigatoriedade de sair”, ou seja, os reclusos só sairão por sua vontade e se tiverem condições para tal.

No que toca às saída precárias, os reclusos só regressarão à prisão “na altura em que a situação estiver estabilizada”. “Temos de garantir que estas pessoas quando regressarem ao espaço prisional não vão infetar outro”, disse.

“Grande parte destas pessoas irá ficar com pulseira eletrónica”, disse.

“Não podemos garantir que os reclusos possam estar em celas individuais”, disse a governante, dizendo que, para garantir esta situação, seria necessário libertar metade de toda a população prisional. “Os reclusos percebem que as medidas têm exclusivamente a ver com saúde pública”, disse ainda a ministra.

Medida “difícil de compreender”, diz o PSD

O vice-presidente do PSD André Coelho Lima considerouque a libertação de reclusos como medida para conter a propagação da covid-19 é “difícil de compreender”, mas assinalou que as limitações à circulação têm o apoio do partido.

“No que concerne às limitações de circulação e à supressão de direitos em geral têm, de facto, o nosso apoio. Esta, a medida da libertação dos prisioneiros, é difícil de compreender, e aquela específica de se excecionar políticos, juízes e agentes de segurança é realmente difícil de compreender tendo em conta o período excecional que vivemos e que exige de todos nós particular sentido de responsabilidade”, disse.

O vice-presidente social-democrata falava à agência Lusa depois de o primeiro-ministro, António Costa, ter anunciado que o Governo vai propor um perdão parcial de penas até dois anos para crimes menos graves e a agilização dos indultos presidenciais, visando evitar a propagação da pandemia de covid-19 nas prisões.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Difícil será prender alguém neste momento, com penas mais reduzidas!

    Os Portugueses vão ter alguma dificuldade em compreender, porque vai preso neste momento uma pessoa condenado a 2 ou 3 Meses de prisão, quando estão a dar perdão parcial de penas de 2 Anos, (condenações muito maiores).

    Colocam na cadeia 1 pessoa que foi condenado em 2 ou 3 Meses. (Fica exposto ao vírus) por uma pena pequena.
    Retiram da cadeia uma pessoa que apanhou 2 Anos.(Porque não pode ficar exposto ao Virus) por uma pena muito maior.

    Se é pelo Coronavirus, porque razão vai ficar exposto uma pessoa coma pena pequena, e soltam quem foi condenado com uma pena maior?

    Possivelmente neste momento não há condenações de penas mais leves!?

  2. Disse o Sr primeiro ministro.
    “Temos de garantir que estas pessoas quando regressarem ao espaço prisional não vão infectar outro”
    Então onde está o risco de contágio, dentro ou fora da cadeia??
    Os que vão mandar sair não é com medo que possam ficar infectados lá dentro??
    Não seria mais sensato, neste momento ninguém sair para evitar levar para dentro da cadeia o vírus?

RESPONDER

Ciclone mortal deixou uma praia da Índia coberta de ouro

Centenas de pescadores, mulheres e crianças no distrito de East Godavari, no estado de Andhra Pradesh, no sul da Índia, passaram o fim de semana a vasculhar a praia local em busca de ouro. Após o …

O Flamengo de Jorge Jesus foi "um mero acidente de percurso"

2019 foi uma exceção para a equipa brasileira que, depois de ter vencido (quase) tudo, neste ano já foi afastado da Taça do Brasil e da Libertadores: "O português foi embora e com ele toda …

Concorrência condena MEO a pagar 84 milhões por combinar preços com a NOWO

A Autoridade da Concorrência (AdC) aplicou uma coima de 84 milhões de euros à MEO por combinar preços e repartir mercados com a operadora NOWO nos serviços de comunicações móveis e fixas. “A Autoridade da Concorrência …

PEV quer reverter privatização dos CTT. PS admite todos os cenários

O Partido Ecologista “Os Verdes” (PEV) defendeu hoje, no parlamento, a “reversão da nacionalização” dos CTT, e ouviu o PS admitir “todos os cenários”. Numa declaração política no parlamento, o deputado José Luís Ferreira afirmou que, …

Voltar à normalidade "não está longe, mas não é já", avisa Pfizer

O administrador executivo da Pfizer, Albert Bourla, apelou na quarta-feira para que os governos de todo o mundo não reabram as suas economias demasiado depressa devido ao otimismo gerado pelas vacinas de covid-19. Bourla, de 59 …

Biden quer retomar acordo nuclear com o Irão, embora reconheça que será "difícil"

O vencedor das eleições presidenciais norte-americanas, Joe Biden, pretende retomar o acordo nuclear com Irão antes mesmo de novas negociações, assumiu o democrata numa entrevista ao New York Times. Joe Biden afirmou, durante a campanha eleitoral, …

Processo de reprivaticação da Efacec atrasado devido à discussão do OE2021

Apesar de as avaliações no âmbito do processo de nacionalização e futura reprivatização da Efacec já estarem concluídas, o processo esteve condicionado pela discussão do Orçamento de Estado para 2021 (OE2021). De acordo com o Jornal …

Costa sobre vacinação: “Há uma luz ao fundo do túnel, mas o túnel é muito comprido e penoso”

O primeiro-ministro, António Costa, advertiu esta quinta-feira que o processo de vacinação terá imponderabilidades externas a Portugal, sendo também complexo ao nível interno, com as dificuldades a aumentarem quanto maior for o universo de cidadãos …

Alterações climáticas podem colapsar os sistemas de saúde, alertam especialistas

O quinto relatório anual da Lancet sobre saúde e clima revelou que todos os países enfrentam ameaças à saúde humana, "que se multiplicam e se intensificam" à medida que as alterações climáticas originam novas pandemias …

Obama, Bush e Clinton vão vacinar-se publicamente para encorajar os norte-americanos

Os ex-presidentes dos EUA Barack Obama, George W. Bush e Bill Clinton disseram que estão prontos para serem vacinados publicamente contra a covid-19, a fim de encorajar os seus concidadãos a fazer o mesmo. Obama disse …