Cerca de 1200 reclusos podem vir a ser libertados

José Sena Goulão / Lusa

A Ministra da Justiça, Francisca Van Dunem

Cerca de 1200 reclusos podem vir a ser libertados antecipadamente para prevenir a propagação da pandemia de covid-19 no meio prisional, revelou esta quinta-feira a ministra da Justiça, Francisca Van Dunem, em declarações à RTP3.

A libertação será definida através do indulto da pena, perdão parcial das penas de prisão até dois anos e licenças precárias por 45 dias, situações que o primeiro-ministro, António Costa, revelou esta quinta-feira que constam do “pacote de medidas” do decreto presidencial que prolonga por mais quinze dias o estado de emergência em Portugal.

Francisca Van Dunem garantiu que as medidas têm como objetivo cuidar da saúde dos reclusos e guardas prisionais, assegurando também as “necessidade de proteção da vítimas” e “os sentimentos de segurança da população”.

Estas libertações antecipadas, recorde-se, não podem ser atribuídas a presos preventivos ou casos de homicídio, violação, abusos de menor, violência doméstica, ou para crimes cometidos titulares de cargos políticos, forças de segurança e magistrados.

A governante disse ainda em declarações à RTP3 que “não há obrigatoriedade de sair”, ou seja, os reclusos só sairão por sua vontade e se tiverem condições para tal.

No que toca às saída precárias, os reclusos só regressarão à prisão “na altura em que a situação estiver estabilizada”. “Temos de garantir que estas pessoas quando regressarem ao espaço prisional não vão infetar outro”, disse.

“Grande parte destas pessoas irá ficar com pulseira eletrónica”, disse.

“Não podemos garantir que os reclusos possam estar em celas individuais”, disse a governante, dizendo que, para garantir esta situação, seria necessário libertar metade de toda a população prisional. “Os reclusos percebem que as medidas têm exclusivamente a ver com saúde pública”, disse ainda a ministra.

Medida “difícil de compreender”, diz o PSD

O vice-presidente do PSD André Coelho Lima considerouque a libertação de reclusos como medida para conter a propagação da covid-19 é “difícil de compreender”, mas assinalou que as limitações à circulação têm o apoio do partido.

“No que concerne às limitações de circulação e à supressão de direitos em geral têm, de facto, o nosso apoio. Esta, a medida da libertação dos prisioneiros, é difícil de compreender, e aquela específica de se excecionar políticos, juízes e agentes de segurança é realmente difícil de compreender tendo em conta o período excecional que vivemos e que exige de todos nós particular sentido de responsabilidade”, disse.

O vice-presidente social-democrata falava à agência Lusa depois de o primeiro-ministro, António Costa, ter anunciado que o Governo vai propor um perdão parcial de penas até dois anos para crimes menos graves e a agilização dos indultos presidenciais, visando evitar a propagação da pandemia de covid-19 nas prisões.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Difícil será prender alguém neste momento, com penas mais reduzidas!

    Os Portugueses vão ter alguma dificuldade em compreender, porque vai preso neste momento uma pessoa condenado a 2 ou 3 Meses de prisão, quando estão a dar perdão parcial de penas de 2 Anos, (condenações muito maiores).

    Colocam na cadeia 1 pessoa que foi condenado em 2 ou 3 Meses. (Fica exposto ao vírus) por uma pena pequena.
    Retiram da cadeia uma pessoa que apanhou 2 Anos.(Porque não pode ficar exposto ao Virus) por uma pena muito maior.

    Se é pelo Coronavirus, porque razão vai ficar exposto uma pessoa coma pena pequena, e soltam quem foi condenado com uma pena maior?

    Possivelmente neste momento não há condenações de penas mais leves!?

  2. Disse o Sr primeiro ministro.
    “Temos de garantir que estas pessoas quando regressarem ao espaço prisional não vão infectar outro”
    Então onde está o risco de contágio, dentro ou fora da cadeia??
    Os que vão mandar sair não é com medo que possam ficar infectados lá dentro??
    Não seria mais sensato, neste momento ninguém sair para evitar levar para dentro da cadeia o vírus?

RESPONDER

Em apenas três anos, a Austrália perdeu um terço dos seus coalas

A seca, os incêndios florestais e a desflorestação na Austrália levaram o país a perder um terço dos seus coalas nos últimos três anos. A Austrália perdeu cerca de 30% dos seus coalas nos últimos …

Há modelos matemáticos que preveem se uma música vai ser viral — os mesmos utilizados com a covid-19

O uso de modelos matemáticos para antecipar o nível de sucesso de uma música pode começar a ser usado, a partir da publicação do presente estudo, por artistas e editoras para melhorar o desempenho dos …

Alemanha. Funcionário de posto de combustível abatido a tiro por cliente que se recusou a usar máscara

Um homem de 49 anos matou um funcionário de um posto de combustível na Alemanha, após tentar comprar cerveja sem utilizar a máscara. No país, o uso deste equipamento de proteção é obrigatório para entrar …

Um violino gigante flutuou no Grande Canal de Veneza (ao som de Vivaldi)

No passado fim de semana, um violino gigante, com quase 12 metros de comprimento, desceu o Grande Canal de Veneza. A bordo estava um quarteto de cordas, que tocou Four Seasons de Vivaldi. O Noah's Violin …

Assembleia de credores aprova recuperação da Groundforce

Esta quarta-feira, os credores da Groundforce aprovaram a recuperação da empresa. Em causa está uma dívida de 154 milhões de euros. Os credores da Groundforce, reunidos esta quarta-feira em assembleia de credores, no tribunal de Monsanto, …

Europeus acreditam numa "guerra fria" entre os EUA e a China e Rússia

A maioria dos cidadãos da União Europeia (UE), 62%, considera que os Estados Unidos (EUA), com apoio das instituições comunitárias, estão numa nova "guerra fria" com a China, mas recusam envolvimento nacional, revelou um inquérito …

Desenho de Van Gogh esteve guardado mais de 100 anos. Agora, é exibido pela primeira vez

O Museu de Amesterdão, nos Países Baixos, ganhou um novo inquilino: Study for 'Worn Out', um desenho recém-descoberto de Vincent van Gogh. O holandês Vincent van Gogh ainda continua a impressionar o mundo inteiro com a …

No Afeganistão, as professoras estão prontas para desafiar o regime talibã

No Afeganistão, as professoras estão prontas para desafiar o regime talibã, com receio de que os avanços dos últimos 20 anos tenham sido conquistados em vão. A Vice falou com algumas professoras afegãs que garantem continuar …

Apenas um terço das crianças em 91 países tem acesso a uma alimentação adequada, alerta UNICEF

Apenas um terço das crianças com menos de dois anos em 91 países em desenvolvimento têm acesso aos alimentos que necessitam para um crescimento saudável, revelou um relatório da UNICEF, apontando que nenhum progresso foi …

Preços das casas voltaram a aumentar no segundo trimestre

Entre abril e junho, o índice de Preços da Habitação (IPHab) cresceu 6,6% em termos homólogos. A revelação foi feita esta quarta-feira pelo Instituto Nacional de Estatística (INE). O Índice de Preços da Habitação (IPHab) cresceu …