Centros comerciais na Grande Lisboa podem reabrir na segunda-feira. Calamidade pode acabar no fim do mês

martinrp / Flickr

Os centros comerciais da região de Lisboa e Vale do Tejo vão reabrir na próxima segunda-feira, dia 15 de junho, avançou o primeiro-ministro António Costa após o Conselho de Ministros.

“Decidimos eliminar a partir de segunda-feira as restrições que ainda existem diferenciadas em relação ao conjunto do país, designadamente permitir a abertura dos centros comerciais de acordo com as regras da Direção Geral da Saúde”, anunciou António Costa no final do Conselho de Ministros.

Na habitual conferência diária da DGS, Graça Freitas considerou estarem “criadas as condições” para que os centros comerciais da região de Lisboa e Vale do Tejo possam reabrir na segunda-feira.

“A grande maioria dos casos positivos em Lisboa e Vale do Tejo estão identificados. As autoridade de saúde, as autarquias e as forças de segurança têm trabalhado com estas pessoas no sentido de as fazer entender o risco que podem constituir para a propagação da doença. Cremos que este movimento local que acontece junto das populações resultará no confinamento do maior número de pessoas infetadas.”

Segundo o primeiro-ministro, no conjunto do território nacional continuarão a vigorar, até ao final do mês, as regras atualmente em vigor.

António Costa explicou que a manutenção do estado de calamidade não é por causa de um agravamento da pandemia de covid-19, mas devido a este ser um período tradicionalmente de grandes ajuntamentos, como os Santos Populares, reabertura das fronteiras aéreas aos países europeus na próxima segunda-feira e de “um elevado número de feriados”.

“As medidas de desconfinamento não podem significar qualquer tipo de relaxamento quanto às regras de distanciamento, proteção individual e higienização”, sublinha.

Se Portugal continuar a evoluir positivamente no combate à pandemia de covid-19, “a nossa previsão é que a partir de 1 de julho possamos fazer alteração do estado de calamidade para o estado de contingência” e, em algumas regiões como Alentejo ou Algarve, para “mero estado de alerta”.

O que muda na próxima semana

De acordo com o jornal ECO, a partir de 15 de junho vão ser aplicadas algumas alterações à terceira fase de desconfinamento, passando a vigorar novas regras e medidas em todo o país.

Segundo o jornal, deixam de vigorar as limitações especiais que estavam previstas para a Área Metropolitana de Lisboa, passando a aplicar-se as regras gerais vigentes para o resto do país — permitidas as concentrações até 20 pessoas; deixam de ter a atividade suspensa os estabelecimentos com área superior a 400 metros quadrados ou inseridos em centros comerciais e as respetivas áreas de consumo de comidas e bebidas.

Todo o território estará sobre a regra da limitação a dois terços dos ocupantes na circulação relativa aos veículos particulares com lotação superior a cinco lugares, salvo se todos os ocupantes integrarem o mesmo agregado familiar.

Os estabelecimentos que retomaram ou retomem a sua atividade não podem abrir antes das 10 horas, mas excecionam-se deste regime os ginásios e academias.

Além disso, parques aquáticos, escolas de línguas e centros de explicações podem reabrir.

As atividades e espaços que permanecem encerrados podem abrir quando disponham de orientação específica da DGS relativas ao seu funcionamento.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

"O PS não se pode calar." Líder parlamentar promete combate à extrema-direita

Para a líder parlamentar do PS, Ana Catarina Mendes, os tempos atuais "não estão para brincadeiras ou para aventureirismos". A líder parlamentar do PS prometeu, esta terça-feira, o combate político aos "populismos" oriundos de correntes de …

"Nem fria, nem quente." China não quer nenhuma guerra

O Presidente chinês, Xi Jinping, assegurou que o país não quer nenhuma guerra e acredita que "a Humanidade vencerá a batalha" da covid-19. Xi Jinping assegurou, esta terça-feira, que a China não quer nenhuma guerra “nem …

Pegadas com 120 mil anos mostram como é que os humanos saíram de África

Uma equipa de investigadores encontrou centenas de pegadas na Arábia Saudita que podem retratar como é que os antigos humanos saíram de África para a Eurásia. Há cerca de 120 mil anos, naquilo que hoje é …

Nélson Semedo oficializado no Wolves de Nuno Espírito Santo

O Wolverhampton oficializou esta quarta-feira nas redes sociais a contratação do português Nélson Semedo, que terminou o vínculo com o Barcelona. Depois de três épocas ao serviço da equipa catalã, o jogador de 26 anos …

Líder da JSD propõe aliança entre PSD, CDS e IL nas autárquicas de 2021

O líder da JSD, Alexandre Poço, apelou aos presidentes do PSD, CDS-PP e Iniciativa Liberal para um acordo de centro-direita nas eleições autárquicas de 2021, sublinhando que o debate político está cada vez mais …

Jota não entra nas contas de Jesus. Florentino cada vez mais perto do Mónaco

Diogo Jota e Florentino Luís devem deixar a Luz nesta temporada por empréstimo, segundo escreve a imprensa desportiva esta quarta-feira. Jota deverá em breve deixar o Benfica e rumar a Inglaterra por empréstimo, avança o …

Se o próximo Orçamento for "mais do mesmo", PCP vota contra

Se o próximo Orçamento do Estado for mais do mesmo, Jerónimo de Sousa garante que o PCP vai votar contra. Esta manhã, em entrevista à Antena 1, Jerónimo de Sousa admitiu que o PCP poderá votar …

Cientistas desenvolvem adesivo para verificar (sem dor) níveis de glicose

Cientistas desenvolveram um sensor que dizem poder penetrar a pele, sem dor associada, para conduzir testes de diagnóstico para condições de saúde como pré-diabetes. De acordo com o site Science Alert, a equipa de cientistas investigou …

Governo está "preparado" para estender moratórias (e não só)

Esta terça-feira, em entrevista à TVI, o ministro de Estado, da Economia e da Transição Digital disse que o Governo está "preparado para estender as moratórias bancárias" e lançar novas linhas de crédito. Pedro Siza Vieira, …

Açores vão dar incentivo financeiro a quem fizer teste da covid-19 antes de visitar região

O presidente do Governo dos Açores anunciou esta terça-feira que será criado um “incentivo financeiro” para compra de bens ou serviços na região a quem pretender deslocar-se ao arquipélago e fizer o teste de covid-19 …