Centro Europeu de Controlo de Doenças alerta: países que retirem medidas para o Natal terão aumento de internamentos

Stephanie Lecocq / EPA

O Centro Europeu de Controlo de Doenças estima que se os países que em outubro e novembro tomaram novas medidas para controlar a pandemia as levantassem a 21 de dezembro, os internamentos hospitalares aumentariam na primeira semana de janeiro.

Num documento em que faz estimativas de evolução da pandemia até 25 de dezembro tendo em conta as medidas entretanto tomadas pelos países europeus, o Centro Europeu de Prevenção e Controlo de Doenças (ECDC) diz que se os países levantassem as medidas para permitir as reuniões familiares no Natal isso iria sobrecarregar os hospitais logo no inicio de 2021.

Se essas medidas fossem suspensas, por exemplo, em 7 de dezembro, “o aumento de internamentos poderia começar a ocorrer antes de 24 de dezembro”, refere o ECDC.

As projeções do ECDC indicam que Portugal deve atingir até ao final de novembro o pico de novos casos de covid-19, mas que o pico de óbitos deve acontecer já em dezembro, com um número diário que se poderá manter elevado até ao Natal.

Ao contrário de outros países, cuja realidade ultrapassou as projeções do ECDC em número de casos e óbitos, como por exemplo em Espanha e em Itália (casos) ou na Holanda (óbitos), Portugal ficou, segundo este documento, sempre abaixo dos valores estimados pelo centro europeu.

O ECDC prevê ainda que, dadas as medidas de resposta atualmente em vigor, “mais de metade dos Estados-Membros da União Europeia vão observar uma redução de mais de 50% no número diário de casos confirmados e uma redução subsequente na procura hospitalar associada e nos óbitos”.

“Prevê-se que mais de dois terços dos Estados-Membros assistam a alguma diminuição na taxa diária de casos confirmados em consequência da política atual. Se o comportamento retornasse ao de início de abril de 2020, quando as medidas mais rigorosas estavam em vigor em toda a Europa, então todos os países deveriam ver um declínio na incidência de covid-19”, refere o ECDC.

Este centro europeu reconhece que a previsão epidemiológica para a União Europeia e o Reino Unido “continua a ser um grande desafio”, uma vez que “depende muito das políticas aprovadas pelos Estados-Membros”.

“Essas projeções foram feitas logo após a implementação de novas medidas, incluindo ordens de permanência em casa e outras recomendações”, explica o ECDC, justificando o facto de haver ainda “poucos dados observados” sobre o impacto destas decisões e de os intervalos de incerteza que acompanham estas projeções serem grandes.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Garcia de Orta alerta para risco de pré-catástrofe. Hospital de Loures com doentes ventilados na urgência

O Hospital Garcia de Orta (HGO), em Almada, apresentava, este sábado, um total de 169 doentes com covid-19 internados, dos quais 18 em cuidados intensivos. Já o Hospital de Loures tinha 187 doentes com covid-19 …

Os novos robôs da Samsung fazem pequenas tarefas domésticas (e ainda lhe servem um copo de vinho)

O Samsung Galaxy S21 não é a única surpresa que a empresa tem preparada para 2021. A Samsung apresentou algumas propostas de robôs domésticos, na primeira grande feira de tecnologia do ano. A Samsung levantou um …

Cientistas desenvolveram mini-cérebros (quase) humanos

Cientistas norte-americanos enviaram para a Estação Espacial Internacional (EEI) aglomerados de células nervosas, chamadas de mini-cérebros, que estão, agora, a desenvolver-se de formas que os investigadores não imaginavam ser possível. Os organóides foram criados a partir …

Um medicamento comum utilizado para tratar a diarreia pode ajudar a combater células cancerígenas agressivas

Um fármaco comum prescrito para tratar a diarreia pode ajudar a combater um tipo agressivo de cancro cerebral (glioblastoma), sugere uma nova investigação levada a cabo pela Universidade de Frankfurt, na Alemanha. Em causa está …

"Bola de fogo" cruzou o céu sobre o Mediterrâneo a 105 mil quilómetros por hora

Uma "bola de fogo" atravessou o mar Mediterrâneo e o norte de Marrocos na noite de quarta-feira, a 105.000 quilómetros por hora. A bola de fogo foi observada por um projeto científico espanhol a uma velocidade …

Duterte rejeita que a filha o vá suceder na liderança das Filipinas. "Isto não é para mulheres"

O líder das Filipinas, Rodrigo Duterte, descartou, na quarta-feira, a hipótese de a filha o vir a suceder no próximo ano, acrescentando que a presidência não é tarefa para uma mulher por causa das …

"Uma memória a flutuar no oceano." Encontrada, dois anos depois, uma mensagem numa garrafa

Uma mensagem no interior de uma garrafa sobreviveu a uma viagem de dois anos pelo oceano. Recentemente, chegou às mãos de um ativista ecológico, enquanto limpava uma praia da Papua Nova Guiné. Em novembro do ano …

As células imortais de Henrietta Lacks revolucionaram a Ciência

O ano de 1951 foi muito importante no campo da biotecnologia e, surpreendentemente, tudo começou com a chegada de Henrietta Lacks a um hospital norte-americano. Descendente de escravos, Loretta Pleasant nasceu a 1 de agosto de …

Humanidade não será capaz de controlar máquinas superinteligentes, avisam cientistas

Uma equipa de investigadores do Instituto Max Planck para o Desenvolvimento Humano sugere que seria impossível controlar máquinas superinteligentes. A tecnologia de Inteligência Artificial (IA) continua a evoluir de vento em popa, enquanto alguns cientistas e …

Em 1950, a vacinação em massa salvou a Escócia

Em 1950, Glasgow, na Escócia, viu-se a braços com um surto de varíola e o cenário era muito semelhante ao que vivemos hoje: as autoridades sanitárias tentavam rastrear todos os contactos de pessoas portadoras do vírus, …