Centeno diz que “a trajetória de redução do défice deve ser equilibrada mas efetiva”

Paulo Vaz Henriques / Portugal.gov.pt

O ministro das Finanças, Mário Centeno

O ministro das Finanças adverte que o país tem de se preparar para o futuro e não deve colocar em risco o “sucesso da economia e da sociedade portuguesa”.

“Portugal está melhor. Vive o seu melhor desempenho económico e financeiro de várias décadas”, começa por escrever o ministro das Finanças num texto de opinião publicado no Público. Mário Centeno defende, porém, que os resultados obtidos com a redução do défice nos últimos dois anos não podem ser “efémeros” ou colocados em risco.

“A trajetória de redução do défice deve ser equilibrada mas efetiva”, escreve o ministro, afirmando que “se em 2017 cumprimos essa redução com mais despesa na saúde, mais despesa na educação e menos despesa com juros, devemos manter esse equilíbrio no futuro”.

Para Centeno, a chave para conseguir esse equilíbrio passa por manter a trajetória de redução da dívida, “manter o esforço de racionalização e de eficiência da despesa pública”.

Em vez de adotar uma lógica despesista, o Governo deverá continuar a devolver a confiança com políticas que criem emprego e conduzam ao aumento do investimento no país, assegurando também “margem fiscal e orçamental para fazer face a futuras crises. Para que os resultados conquistados não sejam efémeros“.

Colocando especial relevo na redução dos juros da dívida, Centeno escreve que “não há nenhum indicador melhor do que este para sintetizar o sucesso da economia e da sociedade portuguesa, porque este é o único que chega mesmo a todos os portugueses. E, podem crer, não o vamos colocar em risco“.

Tendo em conta o bom momento pelo qual a economia europeia está a atravessar, Portugal deve preparar-se para o futuro. “Não podemos perder mais uma oportunidade”, diz Mário Centeno.

No mesmo artigo de opinião, o ministro das Finanças refere que é falsa a ideia de que o défice foi atingido por reduções do lado da despesa dedicada ao funcionamento dos serviços.

“A melhoria dos indicadores orçamentais não foi transversal aos diferentes subsetores da Administração Pública”, escreve, lembrando que no SNS a despesa cresceu 3,5% em 2017. Já na escola pública, no ano passado, a despesa com pessoal cresceu 1,6% e com bens e serviços aumentou 5,3%.

No que diz respeito ao aumento da carga fiscal, o governante admite que foi “superior à esperada”, mas explica esse facto com o “crescimento da atividade económica e o aumento sem precedentes do emprego em Portugal”.

“Em 2017, houve mais 430 milhões de euros de contribuições sociais e mais 450 milhões de euros de receitas correntes (inclui fiscais) do que o previsto no Programa de Estabilidade (PE) de 2017, sem que tenha havido lugar a alterações nas taxas dos principais impostos, isto é, sem aumento do esforço fiscal das famílias e das empresas”, detalhou.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Canadá. Indígena e neta de 12 anos detidos ao tentarem abrir conta em banco

Um indígena apresentou duas queixas por racismo após ter sido detido e algemado, juntamente com a sua neta de 12 anos, quando tentava abrir uma conta no BMO - Banco de Montreal, no Canadá. Em dezembro, …

ONG encontra alianças de casal de migrantes que sobreviveu a naufrágio

As alianças encontradas pela ONG espanhola pertencem a um casal de migrantes argelinos que sobreviveu, em outubro, a um naufrágio ao largo da costa de Lampedusa, em Itália. De acordo com o jornal The Guardian, foi no …

Turquia condena 337 pessoas a perpétua por ligação à tentativa de golpe

Mais de 300 pessoas foram condenadas a prisão perpétua, esta quinta-feira, na maioria oficiais e pilotos militares, no principal julgamento relacionado com a tentativa de golpe falhado de 2016. De acordo com o jornal Público, a …

Rangers 2-2 Benfica | "Power" das águias chega para empatar

Num último assomo, o Benfica conseguir empatar um jogo que parecia irremediavelmente perdido. No espaço de três minutos – dos 78 aos 81 -, um autogolo de Tavernier, com intervenção decisiva de Gonçalo Ramos, e …

Lulas gigantes estão a deixar enormes cicatrizes em tubarões brancos

Cientistas marinhos encontraram evidências que sugerem que grandes tubarões brancos (Carcharodon carcharias) estão a ser atacados por lulas gigantes no Oceano Pacífico. Uma equipa de investigadores encontrou 14 tubarões brancos (Carcharodon carcharias) com evidências de cicatrizes …

Twitter passa a alertar utilizadores que colocam "like" em informações incorretas

O Twitter passou a alertar os utilizadores quando estes tentam 'curtir' uma publicação que contenha informações consideradas incorretas, medida que faz parte da esforço da empresa para combater a desinformação. Esta mudança significa que os utilizadores …

Erosão causada por tempestade tropical revela naufrágio do século XIX na Florida

Depois da tempestade tropical Eta arrebatar o norte da Florida no início deste mês, um banhista fez uma descoberta inesperada enquanto caminhava na costa de St. Augustine. Ao caminhar pelas dunas de areia de Crescent Beach, …

Uma mentira de um trabalhador de uma pizzaria forçou o confinamento na Austrália do Sul

O estado da Austrália do Sul decretou um confinamento geral, no dia 18 de novembro, depois de um funcionário de uma pizzaria ter mentido. Segundo o Huff Post, o homem, de nacionalidade espanhola, estava infetado com …

Jogar Monopólio, Scrabble ou até bilhar pode ser (ainda) mais divertido com uma nova mesa touch

Por mais divertidos que sejam os jogos de tabuleiro, estes podem ser um passatempo caro pois quem realmente gosta não se cansa de os comprar. Agora, a empresa Arcade1Up criou o Infinity Game Table que …

A apreensão histórica de cetamina na Tailândia não foi assim tão histórica. Eram só aditivos alimentares

Análises laboratoriais revelaram que a apreensão "histórica" de cetamina anunciada pelo Governo da Tailândia há cerca de duas semanas foi, na verdade, uma apreensão de aditivos alimentares e agentes de limpeza. As autoridades tailandesas anunciaram, …