Centeno elogia banca e admite adiar créditos para lá de setembro

Stephanie Lecocq / EPA

O ministro das Finanças, Mário Centeno

O ministro das Finanças, Mário Centeno, indicou que está em cima da mesa o prolongamento das moratórias nos créditos à habitação e a empresas para lá de setembro, seguindo a posição dos bancos, que acreditam que será necessário prolongar aquele prazo.

“A duração da moratória terá sempre de ser avaliada. Admito prolongar essa moratória”, respondeu, numa entrevista à TSF esta terça-feira, citada pelo Expresso. Não se pode “criar momentos de rutura muito significativos”, mas todos têm de reagir, apontou.

Centeno considerou que a banca tem dado um “apoio enormíssimo”, tendo criado também moratórias privadas para abranger créditos excluídos da moratória legal (como créditos à habitação de emigrantes ou crédito ao consumo).

As moratórias permitiram alcançar pedidos que aliviaram 12 mil milhões de euros de créditos, em juros e em capital, avançou o ministro das Finanças, afirmando que a “banca foi muito rápida e eficaz” e desdramatizando as falhas nas linhas de crédito garantidas pelo Estado, já que são dezenas de milhares de pedidos a entrar no sistema.

Quanto à situação da TAP, Centeno disse que ainda não há valores exatos em cima da mesa a colocar na companhia aérea. “O acionista privado tem colocado vários números, que variam ao longo do tempo e não de forma facilmente entendível”, sublinhou, adiantando que falta informação.

“Anteciparia que nas próximas semanas tudo isto se tornasse mais claro”, disse, lembrando que “o papel dos acionistas é acudir as empresas quando estão em dificuldades”.

O Estado, pondo dinheiro, tem que fazer parte da gestão: “Tem de haver entendimento estratégico e do percurso que a empresa fará”. Mas apontou: “Não vejo nenhuma empresa que tenha necessidade imperiosa, inultrapassável, de ser nacionalizada”.

Na resposta à crise, Centeno não dá muitas certezas sobre que efeitos terá, apenas garantindo: “Estamos a fazer o contrário de austeridade. Significa fazer cortes na despesa e aumentos de impostos e nós estamos a fazer o contrário disso. Esta é a resposta adequada a este momento”.

“O que aí vier depende muito do caráter mais ou menos temporário desta recessão”, considerou, indicando ainda que “não podemos cometer erro duas vezes em menos de 10 anos” e que é preciso uma rede de apoio europeia.

Centeno falou ainda sobre o Orçamento Suplementar. “Em Portugal tem havido um enorme consenso político, muitas vezes não havendo uma concordância total, mas há um sentimento muito forte de uma resposta efetiva”, referiu, assumindo que os parceiros principais serão sempre Bloco de Esquerda e PCP.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

É a quantidade de alimento que determina quem se torna a abelha-rainha

Um novo estudo sugere que é a quantidade de alimento, e não a sua qualidade, como se pensava até agora, que determina quem se torna a abelha-rainha. Quais são os fatores que determinam qual é a …

Em Miami e Nova Iorque, os polícias ajoelharam-se por George Floyd

Em Miami e em Nova Iorque, alguns agentes da autoridade juntaram-se aos manifestantes por breves momentos, para mostrar o seu respeito pela memória de George Floyd. Nos Estados Unidos, os protestos pela morte de George Floyd …

A Nova Zelândia está em cima de uma enorme bolha de lava

A Nova Zelândia situa-se no topo dos restos de uma pluma vulcânica gigante. Este processo é o responsável pela atividade vulcânica e desempenha um papel fundamental no funcionamento do nosso planeta. Nos anos 70, vários cientistas …

Petição busca estatuto de vítima para crianças em contexto de violência doméstica

Uma petição lançada na sexta-feria que reivindica a criação do estatuto de vítima para as crianças que vivem em contexto familiar de violência doméstica já foi assinada por mais de 1300 pessoas, entre elas personalidades …

Assimétrica e flutuante. A primeira casa impressa em 3D na República Checa vai "nascer" em 48 horas

A primeira casa impressa em 3D na República Checa vai estar pronta no próximo mês para demonstrar a velocidade e a eficácia de uma técnica de construção que será sete vezes mais rápida e terá …

Anonymous garantem que princesa Diana foi assassinada para abafar caso Epstein

O movimento internacional de ciberativistas Anonymous - ou alguém que alega operar em seu nome - garante que a princesa Diana, que morreu num acidente de viação em agosto de 1997, foi, na verdade, assassinada …

Empresa de mineração pede desculpa por destruir cavernas sagradas aborígenes

A empresa mineira Rio Tinto admitiu que destruiu as cavernas pré-históricas que eram locais de culto para os aborígenes australianos e pediu desculpa. As cavernas de pedra Juukan Gorge 1 e 2 – dois locais de …

Itália exige "respeito": vai abrir fronteiras, mas excluir países que impõem restrições a italianos

Apesar de acredita "no espírito europeu", o ministro dos Negócios Estrangeiros italiano sublinhou que o país está pronto "para fechar as fronteiras" àqueles que não o respeitem. A Itália vai abrir as suas fronteiras internacionais a …

As Forças Armadas sul-africanas não estavam preparadas para um inimigo invisível

A Força de Defesa Nacional da África do Sul não está preparada para combater uma pandemia silenciosa como a da covid-19. Este "inimigo invisível" veio trazer à tona as fragilidades do país. As Forças Armadas da …

Putin convoca referendo sobre alterações constitucionais para 1 de julho

A aprovação da reforma constitucional permitirá ao atual Presidente da Rússia, Vladimir Putin, cumprir mais dois mandatos suplementares a partir de 2024. Vladimir Putin anunciou a data de 1 de julho para o referendo nacional de …