CDS tem duas prioridades para o plano de estabilização (mas sai de São Bento sem garantias)

Paulo Novais / Lusa

O presidente do CDS-PP indicou hoje que não tem garantia por parte do Governo de que as propostas que apresentou serão acolhidas no orçamento suplementar e salientou que “não foi celebrado nenhum tipo de compromisso”.

Francisco Rodrigues dos Santos falava aos jornalistas no final de uma audiência com o primeiro-ministro e membros do Governo, que decorreu na residência oficial de São Bento, em Lisboa.

Em cima da mesa estava a proposta de programa de estabilização económica e social para atender aos efeitos da crise decorrente da pandemia de covid-19, que serão refletidas no orçamento suplementar que o Governo disse que ia entregar em junho.

A TSF noticia que Francisco Rodrigues dos Santos fez questão de sublinhar que as duas prioridades do partido são: incentivos fiscais e não aumento de impostos. As propostas do CDS passam pelo alargamento do lay-off simplificado até ao final do ano, o alargamento das linhas de crédito ou a criação de um mecanismo de acerto contas entre contribuintes e Estado.

“Eu não tive garantias de que nenhuma destas propostas apresentadas pelo CDS viria a ser implementada mais adiante, portanto, aguardamos pelas declarações do senhor primeiro-ministro acerca desta matéria”, salientou Francisco Rodrigues dos Santos, ressalvando que em algumas áreas, “esse não será o caminho seguido pelo Governo”.

De acordo com o presidente do CDS, “não foi celebrado nenhum tipo de compromisso”. Por isso, o partido quer esperar para conhecer a proposta que o Governo vai apresentar à Assembleia da República, antes de tomar uma decisão sobre como irá votá-lo.

“Estamos na expectativa para perceber em que termos é que será feito o orçamento retificativo e, como compreenderão, um partido institucional e responsável como o CDS não se pronuncia se aprovará ou não aprovará um orçamento retificativo antes de o conhecer”, vincou o líder democrata-cristão.

O líder do CDS foi ainda convidado numa transmissão em direto na página de Instagram “Gato Político”, na qual foi desafiado a fazer um apelo ao voto dos concorrentes do reality show “Big Brother”. As condições eram usar as palavras: decúbito, feudalismo, Olivença; e usar expressões de calão.

Francisco Rodrigues dos Santos acabou por utilizar termos como “manos do ginásio”, “todos bombadões” e “damas”.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Football Leaks. PGR e FPF só souberam de ataques informáticos pela PJ

A Procuradoria Geral da República (PGR) e a Federação Portuguesa de Futebol (FPF) só souberam que tinham sido alvo de ataques informáticos através da Polícia Judiciária (PJ), revelou esta quinta-feira o inspetor José Amador no …

Governo prolonga prazo das moratórias até setembro de 2021. Portugal em contingência até 14 de outubro

O Conselho de Ministros decidiu prorrogar, esta quinta-feira, a vigência da situação de contingência em Portugal continental até às 23h59 de 14 de outubro. As moratórias de crédito foram prolongadas até 30 de setembro de …

Trump diz que diretrizes mais rigorosas para aprovação de vacina são “jogada política”

O Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, disse, esta quarta-feira, que a Casa Branca “pode ou não” aprovar novas directrizes da Food and Drug Administration. As novas diretrizes para aprovação de vacina contra a covid-19 exigem …

Maduro insta ONU a criar fundo que garanta alimentos e medicamentos

O Presidente da Venezuela, Nicolás Maduro, propôs que a Organização das Nações Unidas (ONU) crie um fundo rotativo de compras públicas para garantir o acesso a alimentos e a produtos de saúde, financiado com recursos …

Mais três mortes e 691 novos casos de covid-19 em Portugal

Portugal regista, esta quinta-feira, mais três mortes e 691 novos casos de infeção por covid-19 em relação a quarta-feira, mostra o boletim mais recente da Direção-Geral de Saúde (DGS). De acordo com o último boletim da …

2 em 1. Ryanair está a oferecer um voo na compra de outro (e é só hoje)

Já estava com saudades de viajar e conhecer novos países? A Ryanair não quer que lhe falte nada. A companhia aérea low cost lança uma promoção “inédita” e garante uma oferta 2 em 1. As …

Autarca de Almada diz que declarações sobre Bairro Amarelo foram descontextualizadas

A presidente da Câmara de Almada disse esta quarta-feira que as suas afirmações sobre o Bairro Amarelo surgiram em resposta a uma pergunta feita pelo Bloco de Esquerda (BE), considerando que foram descontextualizadas devido …

Vendas tardam em recuperar. Empresas pouco preparadas para mudanças

Um estudo do Banco de Portugal (BdP), publicado na quarta-feira, revelou que as empresas enfrentam um "cenário de recuperação muito gradual" do volume de negócios para níveis anteriores à pandemia e poucas estão preparadas para …

Hospital de Lisboa deixou entrar pessoas sem máscara

O Hospital da Luz, em Lisboa, permitiu a entrar e circulação de pessoas sem máscara dentro das instalações. O hospital garante que foi um "erro humano" e que não voltará a acontecer. A Rádio Renascença escreve, …

A Estação Espacial Internacional moveu-se para evitar uma colisão

Esta terça-feira, a Estação Espacial Internacional realizou uma "manobra de evasão" para evitar ser atingida por um pedaço de lixo espacial. Controladores de voo russos e norte-americanos terão trabalhado em conjunto para mover a Estação Espacial …