Touradas: CDS acusa ministra da Cultura de tentar impor uma “ditadura do gosto”

A ministra da Cultura, Graça Fonseca

No dia em que o orçamento para a Cultura é debatido no Parlamento, a polémica em relação à tauromaquia parece não ter fim.

Esta terça-feira, Graça Fonseca vai à Comissão Parlamentar de Cultura, Comunicação, Juventude e Desporto, mas nem no dia em que o orçamento para a Cultura é debatido no Parlamento, a polémica em relação à tauromaquia parece ter fim à vista.

O CDS voltou a manifestar o seu desagrado em relação à não redução do IVA de 13 para 6% no que diz respeito ao preço de bilhetes para touradas. Além disso, segundo o Observador, o partido foi ainda mais longe e afirmou que o Governo quer “fazer passar pela porta do cavalo” o início da campanha para o fim da tauromaquia.

O Público avança esta terça-feira que no novo Orçamento de Estado está prevista esta redução do Imposto sobre o Valor Acrescentado em apenas alguns ingressos referentes a eventos culturais. Mas a dúvida surge quando se tenta entender como são escolhidos os tidos de espetáculo que são abrangidos pela redução fiscal.

As touradas fazem parte do leque de eventos excluídos desta redução. Para o CDS, esta é uma “atitude discriminatória“, que dá aso a uma “ditadura de mau gosto” e viola a Constituição.

Ao matutino, Vânia Dias da Silva, deputada centrista, disse que o CDS irá continuar a insistir que “a ministra está a tentar impor uma ditadura do gosto” e que “quer o fim das touradas”. Por sua vez, e em jeito de contra-posta, o partido de Assunção Cristas, pretende ver a redução de IVA a ser aplicada a todos os espetáculos “e não apenas a alguns”.

Para o CDS, esta é uma forma de “acabar com as touradas por uma questão de gosto” que “viola a Constituição, que é clara na defesa de dos espetáculos tradicionais”.

“A ministra está a tentar passar o fim da tauromaquia pela porta do cavalo. A ministra está a ter uma atitude discriminatória que viola os princípios constitucionais e o CDS não vai permitir que isso aconteça”, acrescentou a deputada Vânia Dias da Silva.

PSD quer mais explicações

José Carlos Barros, deputado social-democrata, disse ao mesmo jornal que, por enquanto, o PSD só quer “aguardar para ver como evolui a proposta do Governo”.

O partido de Rui Rio entende que as reduções de IVA devem abranger todos os tipos de espetáculo e não só alguns. Os sociais democratas vão, inclusivamente, apresentar uma proposta para a redução dos 13 para os 6% em todos os eventos culturais, mas esperam “mais explicações da ministra“.

“A discussão orçamental ainda está no princípio, a própria ministra admitiu que pode fazer alterações, mas a forma como as coisas foram apresentadas parece um embuste, porque anuncia a baixa de imposto para espetáculos, mas depois deixa alguns de fora”, afirmou o deputado.

IVA a 23%, defende Mortágua

À TSF, Mariana Mortágua, deputada bloquista, afirma que o seu partido quer ir mais além da proposta da nova ministra da Cultura, defendendo assim que o IVA aplicado às touradas seja de 23%, já que o partido “não considera as touradas como um espetáculo cultural”, mas sim “tortura”.

“Ninguém perguntou infelizmente aos animais que estão a ser torturados em praça pública se queriam ou não ali estar”, concluiu.

ZAP //

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. Pois…
    Eu era PS, agora vou votar no partido do ambiente.
    Lamentavelmente esta discussão sobre a tortura que fazem aos animais naqueles recintos só existe porque o PS não tem tomates de dizer o que é certo.
    Não podemos nem devemos torturar seja qual for o ser vivo.
    Querem touradas, usem os humanos que gostam para torturar e não os desgraçados que nem sabem porque andam uns imbecis atrás deles para os ferir!

RESPONDER

Setenta anos depois, teste de ADN reúne mãe e filha pela primeira vez

Genevieve achava que a sua bebé recém-nascida tinha morrido no parto. Mas não: foi adotada por uma família da Califórnia que lhe mentiu sobre as origens. Agora conheceram-se graças a um teste de ADN. Quase 70 …

Arcebispos de Barcelona ajudaram padre acusado de abusos a fugir à polícia

O padre Senabre, acusado de ter abusado de um menor de 13 anos, esteve desaparecido por mais de 25 anos. Foi agora encontrado no Equador e o seu caso está a ser investigado pelo Vaticano …

Problemas de direitos humanos persistem em Portugal apesar dos progressos

O mais recente relatório da Amnistia Internacional sobre direitos humanos indica que em Portugal “ainda persistem” desigualdades no acesso a habitação condigna, e diferentes formas de discriminação de pessoas e comunidades mais vulneráveis. O documento divulgado …

Theresa May adia votação do Brexit

A primeira-ministra britânica, Theresa May, confirmou, esta segunda-feira à tarde, perante o parlamento britânico, que será adiada a votação do acordo do Brexit agendada para esta terça-feira, dia 11. A decisão da primeira-ministra britânica procura evitar …

"Lobisomem da Sibéria". Maior assassino em série da Rússia era polícia e matou 78 mulheres

Um ex-polícia russo, já condenado a prisão perpétua pela morte de 22 mulheres, foi sentenciado esta segunda-feira na Sibéria por mais 56 homicídios, o que o torna no maior assassino em série da história recente …

Mais de 20 comboios vão ser suprimidos no Natal e Ano Novo

Mais de duas dezenas de ligações ferroviárias, entre Intercidades e Alfa-Pendulares, serão suprimidas nos dias 24, 25 e 31 de dezembro e 1 de janeiro de 2019, à semelhança de anos anteriores, devido à fraca …

Catalães devem seguir a via eslovena e estar "dispostos a tudo" para alcançar independência

Quim Torra disse este sábado que os catalães devem seguir o exemplo do processo de independência da Eslovénia e estar "dispostos a tudo". O presidente do governo regional da Catalunha, Quim Torra, disse este sábado que …

"Injustiça fiscal." Governo rejeita alterar IRS para salários de anos anteriores

O Governo recusou aceitar uma recomendação da Provedora de Justiça que pedia ao Executivo para atualizar o regime de IRS para rendimentos relativos a anos anteriores. No início de outubro, a Provedora da Justiça escreveu a …

Oito anos depois, pensionistas recebem subsídio de Natal por inteiro

Oito anos depois, os pensionistas recebem esta segunda-feira o subsídio de Natal por inteiro, sem cortes e no mês de dezembro. A maioria dos pensionistas da Segurança Social começa esta segunda-feira a receber a pensão de …

Carlos Ghosn, ex-presidente da Renault-Nissan, acusado por ocultar rendimentos

O Ministério Público japonês acusou oficialmente o ex-presidente da Nissan de ocultar rendimentos da empresa durante um período de cinco anos. De acordo com a agência Kyodo e o canal público NHK, o Ministério Público responsabiliza …