Touradas: CDS acusa ministra da Cultura de tentar impor uma “ditadura do gosto”

A ministra da Cultura, Graça Fonseca

No dia em que o orçamento para a Cultura é debatido no Parlamento, a polémica em relação à tauromaquia parece não ter fim.

Esta terça-feira, Graça Fonseca vai à Comissão Parlamentar de Cultura, Comunicação, Juventude e Desporto, mas nem no dia em que o orçamento para a Cultura é debatido no Parlamento, a polémica em relação à tauromaquia parece ter fim à vista.

O CDS voltou a manifestar o seu desagrado em relação à não redução do IVA de 13 para 6% no que diz respeito ao preço de bilhetes para touradas. Além disso, segundo o Observador, o partido foi ainda mais longe e afirmou que o Governo quer “fazer passar pela porta do cavalo” o início da campanha para o fim da tauromaquia.

O Público avança esta terça-feira que no novo Orçamento de Estado está prevista esta redução do Imposto sobre o Valor Acrescentado em apenas alguns ingressos referentes a eventos culturais. Mas a dúvida surge quando se tenta entender como são escolhidos os tidos de espetáculo que são abrangidos pela redução fiscal.

As touradas fazem parte do leque de eventos excluídos desta redução. Para o CDS, esta é uma “atitude discriminatória“, que dá aso a uma “ditadura de mau gosto” e viola a Constituição.

Ao matutino, Vânia Dias da Silva, deputada centrista, disse que o CDS irá continuar a insistir que “a ministra está a tentar impor uma ditadura do gosto” e que “quer o fim das touradas”. Por sua vez, e em jeito de contra-posta, o partido de Assunção Cristas, pretende ver a redução de IVA a ser aplicada a todos os espetáculos “e não apenas a alguns”.

Para o CDS, esta é uma forma de “acabar com as touradas por uma questão de gosto” que “viola a Constituição, que é clara na defesa de dos espetáculos tradicionais”.

“A ministra está a tentar passar o fim da tauromaquia pela porta do cavalo. A ministra está a ter uma atitude discriminatória que viola os princípios constitucionais e o CDS não vai permitir que isso aconteça”, acrescentou a deputada Vânia Dias da Silva.

PSD quer mais explicações

José Carlos Barros, deputado social-democrata, disse ao mesmo jornal que, por enquanto, o PSD só quer “aguardar para ver como evolui a proposta do Governo”.

O partido de Rui Rio entende que as reduções de IVA devem abranger todos os tipos de espetáculo e não só alguns. Os sociais democratas vão, inclusivamente, apresentar uma proposta para a redução dos 13 para os 6% em todos os eventos culturais, mas esperam “mais explicações da ministra“.

“A discussão orçamental ainda está no princípio, a própria ministra admitiu que pode fazer alterações, mas a forma como as coisas foram apresentadas parece um embuste, porque anuncia a baixa de imposto para espetáculos, mas depois deixa alguns de fora”, afirmou o deputado.

IVA a 23%, defende Mortágua

À TSF, Mariana Mortágua, deputada bloquista, afirma que o seu partido quer ir mais além da proposta da nova ministra da Cultura, defendendo assim que o IVA aplicado às touradas seja de 23%, já que o partido “não considera as touradas como um espetáculo cultural”, mas sim “tortura”.

“Ninguém perguntou infelizmente aos animais que estão a ser torturados em praça pública se queriam ou não ali estar”, concluiu.

ZAP //

PARTILHAR

4 COMENTÁRIOS

  1. Pois…
    Eu era PS, agora vou votar no partido do ambiente.
    Lamentavelmente esta discussão sobre a tortura que fazem aos animais naqueles recintos só existe porque o PS não tem tomates de dizer o que é certo.
    Não podemos nem devemos torturar seja qual for o ser vivo.
    Querem touradas, usem os humanos que gostam para torturar e não os desgraçados que nem sabem porque andam uns imbecis atrás deles para os ferir!

RESPONDER

Ronaldo vai tornar-se o primeiro bilionário no mundo do futebol

Cristiano Ronaldo vai faturar cerca de 90 milhões de euros este ano. Isto faz com que o futebolista português atinja os mil milhões de euros em receitas durante a sua carreira. Embora Cristiano Ronaldo tenha sido …

Tribunais adiaram mais 50 mil diligências num mês

A pandemia de covid-19 obrigou os tribunais portugueses a adiar 2.445 diligências e a anular outras 28.957, escreve o jornal Público. Ao todo, foram desmarcadas 51.402 diligências, frisa o matutino na sua edição desta segunda-feira, …

311 mortes e uma subida de 4% nos casos confirmados em Portugal. Recuperados quase duplicaram

O número de mortes em Portugal relacionadas com a Covid-19 ultrapassou a barreira das 300, situando-se nas 311 vítimas, mais 16 do que no domingo. O número de recuperados também cresceu para 140. Os casos …

"Uma vergonha para o país". Morte de ucraniano leva a "mudanças profundas" no funcionamento do SEF

O ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita, disse esta segunda-feira que vai haver “mudanças profundas no modelo de funcionamento do Centro de Instalação Temporária do SEF no aeroporto de Lisboa, na sequência do caso da …

City abre processo a Kyle Walker por festa com prostitutas durante quarentena

Kyle Walker, futebolista do Manchester City, viu o clube instaurar-lhe um processo disciplinar, depois de este ter, alegadamente, quebrado a obrigação de confinamento devido à COVID-19 numa festa com prostituas. “Os futebolistas são modelos a seguir …

"Digam aos accionistas não há nada para ninguém". Marcelo apela à Banca (ou deixa que o Governo suspenda os lucros)

O Presidente da República reúne-se, nesta segunda-feira, com os cinco maiores bancos a actuar em Portugal para apelar à sua "sensatez" para agilizarem os empréstimos às empresas e às famílias depois de terem recebido milhões …

FC Porto à caça em Famalicão por Uros Racic

O FC Porto está atento à possível contratação de Uros Racic. O jogador tem-se destacado ao serviço do Famalicão e pode mudar-se para o Dragão a um preço acessível. Até à interrupção das competições, o Famalicão …

Itália com menor número diário de mortes em 15 dias. Nos EUA, a crise compara-se ao 11 de setembro

No dia em que Itália registou o menor número de óbitos por covid-19 em duas semanas, os Estados Unidos registaram 1.200 mortos. O cirurgião geral do país compara a crise a Pearl Harbor e ao 11 …

Substituição de Carlos Costa em contra-relógio. E já há nomes para "render" Centeno

O jornal Público escreve esta segunda-feira que a substituição de Carlos Costa no Banco de Portugal (BdP) está a ser feita em "contra-relógio", uma vez que seu mandato como governador termina dentro de dois meses …

Pedrinho jogava futsal e agora tenta "agarrar um pouco do que Messi faz" no futebol

Pedrinho vê Messi como o seu ídolo no futebol e diz que tenta replicar um pouco daquilo que o argentino faz em campo. O jovem brasileiro assume ainda que assinar pelo Benfica foi "uma decisão …