CDS acusa PS de fazer relatório com informações “falsas” para ilibar Costa e Azeredo

Paulo Cunha / Lusa

José Azeredo Lopes com António Costa

Centristas arrasaram o relatório relativo à comissão de inquérito de Tancos feito pelo deputado socialista Ricardo Bexiga: é “omisso” e contém informações “substancialmente falsas”.

Segundo o CDS, o relatório relativo à comissão de inquérito de Tancos, elaborado pelo deputado do PS Ricardo Bexiga, contém um conjunto de “alegações falsas” que escondem responsabilidades e ilibam o ex-ministro da Defesa, José Azeredo Lopes, e o primeiro-ministro, António Costa.

Nas propostas de alteração ao relatório que vão entregar no Parlamento, os centristas arrasam o documento preliminar e descrevem-no como um texto “substancialmente omisso e incompleto na análise e descrição dos factos apurados”. Além disso, de acordo com o Expresso, acusam o grupo parlamentar do PS de querer “ocultar responsabilidades políticas do atual Governo” e de diluir culpas.

Aliás, em certos casos, o relatório inclui mesmo informações “absolutamente falsas“, numa “desastrada tentativa” de isentar o Executivo de responsabilidades, acusa o CDS.

Um dos problemas apontados é o facto de não se escrever no documento que António Costa fez declarações que “não correspondem à verdade” quando disse, a 26 de outubro do ano passado, que não tinha conhecimento do memorando que descrevia a operação de encenação para recuperar as armas, apesar de o seu chefe de gabinete ter confirmado na comissão que lhe entregou o documento a 12 de outubro, data da demissão de Azeredo.

Para os centristas, o relatório deveria “procurar ilustrar com maior transparência e rigor as inexatidões e omissões do primeiro-ministro”.

Além disso, acrescentam, outro ponto de discórdia é a falta de referências à “inação” de Azeredo Lopes, que soube da operação e nada fez. No entender do CDS, o relatório “desvaloriza a relevância” do memorando.

Os deputados do CDS argumentam que o então ministro da Defesa deveria ter agido quer quando tomou conhecimento das ações da Polícia Judiciária Militar (PJM), quer quando não deu conhecimento delas ao Ministério Público (MP) ou quando não determinou “qualquer procedimento inspetivo” à polícia militar.

Por todos estes motivos, os centristas propõem alterações e concluem que o relatório preliminar é “orientado especialmente para a defesa do atual Governo, como se das alegações de defesa do PS se tratasse”.

No relatório de Ricardo Bexiga o PS sai isento de culpas, concluindo que a PJM tentou implicar os gabinetes do ex-ministro da Defesa e do presidente da República na questão da encenação para recuperar as armas, mas que estes não tiveram acesso a informação “percetível” sobre a operação.

Segundo o Expresso, nesses documentos, em que se referia a operação de recuperação das armas, e que “não eram oficiais”, havia informação pertinente, mas não a suficiente para o Governo se aperceber do encobrimento, garante-se no relatório.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

Francisco Rodrigues dos Santos admite que tem sido "difícil" juntar o CDS (mas "não por falta de iniciativa")

Francisco Rodrigues dos Santos, presidente do CDS-PP, afirmou, numa entrevista ao Jornal de Notícias e TSF que tem sido "difícil" conquistar a coesão do partido. Em entrevista ao Jornal de Notícias e à TSF, o líder …

Isabel dos Santos usou equipa de espiões para provar "conspiração" e "vingança" de João Lourenço

A empresária Isabel dos Santos contratou uma firma de antigos agentes secretos israelitas para provar que foi vítima de um ataque orquestrado pelo governo de João Lourenço. Isabel dos Santos criou uma equipa de espiões para …

"Perdemos o avô da nação". Morte do príncipe Filipe deixou "um grande vazio" na vida de Isabel II

A morte do príncipe Filipe, duque de Edimburgo, na sexta-feira, aos 99 anos, deixou a Rainha Isabel II, sua esposa, com "um grande vazio na sua vida", disse este domingo aos jornalistas o seu filho …

Mapa online interativo ajudou indígenas do Panamá a fazer frente à pandemia

Quando a covid-19 chegou ao Panamá no ano passado, o cartógrafo Carlos Doviaza temeu pelas pessoas indígenas da sua comunidade. Por isso, para as ajudar, dedicou-se a fazer aquilo que faz melhor: mapas. "Pensei: 'Porque não …

"A política ama traição, mas despreza o traidor". Sócrates acusa PS de "ataque injusto" (e diz-se alvo de "vingança" da direita)

"A política ama a traição, mas despreza o traidor". No livro "Só Agora Começou", que será publicado nos próximos dias, José Sócrates acusa a atual direção do PS de traição. De acordo com o Diário de …

Portugal regista mais 566 casos e seis óbitos por covid-19

Portugal registou, este domingo, mais seis mortes e 566 novos casos de infeção pelo novo coronavírus, segundo o último boletim epidemiológico da Direção-Geral da Saúde (DGS). De acordo com o último boletim da Direção-Geral da Saúde …

PS quer que Cavaco Silva diga "quando é que soube do buraco do BES"

O PS quer que o antigo Presidente da República Cavaco Silva esclareça "quando é que soube do buraco do BES" e porque é que "não agiu atempadamente" para evitar o aumento de capital, que gerou …

Perdoar o passado, celebrar o renascimento e cumprir tradições. A primavera traz o Nowruz, o ano novo persa

Assim que as flores começam a desabrochar e os dias ficam mais longos, fica claro que o Nowruz está prestes a chegar. A celebração do ano novo iraniano é secular, com raízes que remontam a …

“Mostrámos que sabemos governar”. Bloco apresenta candidata a Lisboa (e abre a porta a acordo com PS)

O Bloco de Esquerda apresentou a candidatura de Beatriz Gomes Dias à Câmara Municipal de Lisboa, pediu “mais força” para determinar a governação da cidade e abriu a porta a novos entendimentos com o PS …

Fé nos números. Foi o voto não religioso que Donald Trump perdeu em 2020 

Em novembro de 2020, Joe Biden foi eleito Presidente dos Estados Unidos da América. Uma análise revelou recentemente que a derrota de Donald Trump dependeu daqueles que não se identificam com nenhuma religião. Ryan Burge, professor …