Catarina Martins diz que “PS é muito permeável ao poder económico”

bloco_de_esquerda / Flickr

A coordenadora do Bloco de Esquerda, Catarina Martins

Apesar de afastar uma coligação pré-eleitoral com o PS em Lisboa, Catarina Martins, líder do Bloco de Esquerda, admite que o partido está disponível para dialogar com António Costa, mas sem “chantagens”.

Em entrevista ao Público e à Rádio Renascença, a coordenadora bloquista afastou uma coligação pré-eleitoral em Lisboa e referiu que o atual acordo na capital “é pós-eleitoral e tem sido um bom trabalho”. “Faço uma avaliação muito positiva”, afirmou Catarina Martins.

Ainda assim, admitiu que o Bloco de Esquerda está disponível para dialogar com António Costa, mas sem “chantagens”.

“Lembro, por exemplo, que o PS assegurava que exigir uma auditoria ao Novo Banco antes de lá colocar mais dinheiro público provocaria uma crise bancária iminente, que não aconteceu. Ou seja, o argumento da chantagem e da provocação, menorizando as propostas do BE, como se o BE estivesse a ser irresponsável. A nossa proposta foi aprovada e nada disso aconteceu”, contou.

As críticas ao PS não ficaram por aqui, com a bloquista a frisar que o PS tem feito “um caminho de afastamento daquilo que tinha sido a legislatura anterior”, sem novos acordos e sem querer negociar “medidas sociais que respondessem de uma forma mais universal e consistente aos trabalhadores que ficaram sem emprego durante a pandemia”.

Além disso, acusou o partido de se ter afastado na saúde de uma “resposta mais forte para garantir os profissionais e instrumentos necessários”.

Catarina Martins afirmou, contudo, que o Bloco continua disponível para negociar com o Governo, mas sublinhou que “o objetivo da negociação não pode ser ‘ou aceitam isto ou não há caminho’. “Nós continuamos com abertura, mas com abertura para discutir soluções.”

Na mesma entrevista, Catarina Martins disse que “o PS é muito permeável ao poder económico”. Por esse motivo, a bloquista disse “temer” que a permeabilidade aumente com a bazuca europeia.

“Não há abertura do Governo a alterar relações estruturais no país, para que estes investimentos europeus tenham uma repercussão real nas condições de vida das classes trabalhadoras”, afirmou.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. Onde se lê
    ‘Catarina Martins disse que “o PS é muito permeável ao poder económico”’
    leia-se
    ‘Catarina Martins tem pena que o PS não seja mais permeável ao poder dela.’

    Mas a Menina do BE até tem razão. Só teria mais razão se dissesse que o PS é muito IMpermeável a quem não tenha familiares bem colocados no PS. No fundo é tudo uma questão de pedigree.
    Ainda bem que são Republicanos. De boa casta, evidentemente.

  2. Ó Terça-feira, não ouviu já dizer que uma andorinha não faz a primavera?! Os bandos de andorinhas que fazem as outras primaveras é que são muito mais problemáticos! Não vale a pena tapar o sol com a peneira!!

RESPONDER

Já pode "adotar" um pedaço de Notre-Dame para ajudar na sua reconstrução

Uma organização está a dar a oportunidade de o público ajudar na reconstrução de artefactos específicos da catedral de Notre-Dame, em França, que foi parcialmente destruída por um incêndio em 2019. De acordo com a cadeia …

Proporção divina identificada na gerbera

Descobrir como se formam os padrões distintos e omnipresentes das cabeças das flores tem intrigado os cientistas há séculos. Quando se pede a alguém que desenhe um girassol, quase todas as pessoas desenham um grande círculo …

Audi apresenta o novo Q4 e-tron que traz uma autonomia até 520 km

Ainda antes do verão, a Audi vai colocar no mercado o seu primeiro SUV elétrico concebido de raiz e não adaptado a partir de uma plataforma concebida para motores a combustão. O Q4 e-tron destaca-se pela …

Vanuatu em alerta depois de um corpo com covid-19 ter dado à costa

Vanuatu proibiu viagens de e para a sua principal ilha três dias depois de ter dado à costa um corpo de um pescador filipino, que testou positivo à covid-19. De acordo com a Radio New Zealand, …

Cientistas russos querem criar a primeira vacina comestível contra a covid-19

O Instituto de Medicina Experimental de São Petersburgo, na Rússia, anunciou o seu plano de concluir dentro de um ano os testes pré-clínicos da primeira vacina comestível do mundo contra o novo coronavírus. Em entrevista à …

Em plena crise política, o país mais pobre das Américas ainda não recebeu nenhuma vacina

Numa altura em que a maior parte dos países já têm o processo de vacinação a decorrer, o governo do Haiti ainda não garantiu uma única dose da vacina contra o coronavírus. O país mais pobre …

Afinal, Leonardo da Vinci não esculpiu o busto de Flora

Está terminada a controvérsia que durou mais de cem anos após a aquisição do Busto de Flora em 1909, por Wilhelm von Bode. A datação por radiocarbono revelou, recentemente, que a obra não foi …

Crise climática "implacável" intensificou-se em 2020, diz relatório da ONU

Houve uma intensificação "implacável" da crise climática em 2020, com a queda temporária nas emissões de carbono devido ao confinamento a ter um impacto pouco significativo nas concentrações de gases de efeito de estufa, revelou …

Já se sabe o que causou a misteriosa "tempestade de asma", que vitimou dez pessoas em 2016

Em 2016, na cidade de Melbourne, aconteceu o evento de "tempestade de asma" mais grave do mundo. Os cientistas descobriram agora o culpado. No dia 21 de novembro de 2016, as urgências de um hospital em …

Carlos César reivindica papel do PS na construção da democracia e no combate à corrupção

O presidente do PS defendeu, esta segunda-feira, que se deveu ao seu partido o aprofundamento da democracia e os avanços no combate à corrupção, embora admitindo desvios", "erros" e "omissões num ou outro momento da …