Catalunha vai referendar independência a 1 de outubro

. SantiMB . / Flickr

Manifestação pela independência da Catalunha

O presidente do Governo regional da Catalunha anunciou, esta sexta-feira, em Barcelona, a realização de um referendo sobre a independência desta região de Espanha a 1 de outubro próximo.

No próximo dia 1 de outubro, os catalães vão às urnas responder à pergunta: “Quer que a Catalunha seja um estado independente em forma de república?”.

A decisão foi anunciada, esta sexta-feira, pelo presidente do Governo regional da Catalunha, Carles Puigdemont, juntamente com o vice-presidente do executivo, Oriol Junqueras, e os restantes membros do Governo regional.

Puigdemont conta com o apoio dos deputados do Junts pel Sí e CUP, que formam a maioria independentista no Parlamento catalão.

Em 2014, foi realizada uma primeira consulta sobre a autodeterminação da Catalunha, na qual participaram 2.344.828 pessoas, tendo vencido o “sim” a este divórcio, com 80% dos votos. No entanto, a consulta não foi reconhecida por Madrid e levou à condenação, por desobediência, de vários responsáveis do governo catalão, nomeadamente Artur Mas.

Em 2015, o Tribunal Constitucional espanhol decidiu anular a convocatória da realização de um referendo sobre a independência da Catalunha, por isso, segundo a imprensa espanhola, agora deverá acontecer exatamente o mesmo.

Em maio passado, os jornais espanhóis avançaram a possibilidade de a Generalitat estar a definir um “mecanismo secreto” para pôr em prática uma separação imediata da Catalunha em relação ao resto de Espanha, caso o governo espanhol impeça a realização da consulta popular.

A Lei da Transitoriedade Jurídica – ou lei da ruptura -, deverá funcionar como uma constituição provisória, durante dois meses, para que o Parlamento do território inicie o processo constituinte da República da Catalunha.

“Se o Estado espanhol impedir a realização do referendo, esta lei entrará em vigor de forma integral e imediata assim que o Parlamento constatar esse impedimento”, afirmou na altura o Governo catalão.

O Governo espanhol desde sempre que se opõe a um referendo. Nas palavras do atual primeiro-ministro, Mariano Rajoy, Puigdemont está a “liquidar o Estado de Direito”.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

  1. Força catalães, o tempo do colonialismo já lá vai por outros continentes, na Europa alguns teimam em ignorar a história!.

RESPONDER

Tempestade “Glória” faz pelo menos nove mortos em Espanha

Pelo menos nove pessoas morreram e outras quatro estão dadas como desaparecidas em Espanha na sequência da passagem da tempestade “Glória”, intempérie que atinge o país desde o passado fim de semana. As autoridades confirmaram cinco …

Há um "milagre da multiplicação" dos votos que os deputados querem travar

Todos os partidos concordam: é preciso travar o "milagre da multiplicação" dos votos na Assembleia da República. Estabelecer regras objetivas para o fazer é o mais complicado. Os deputados começaram esta quarta-feira a discutir como “regrar” …

Pensões entre 877 e 2600 euros têm aumento mínimo de 6,14 euros

Os pensionistas que ganham entre 877,6 e os 2558 euros brutos por mês vão ter aumentos acima dos 0,24% que inicialmente se calculou com base na taxa de inflação (sem habitação) apurada até novembro do …

PCP quer travar "ameaça de despejos" no final deste ano

O PCP entregou uma proposta de alteração ao Orçamento do estado para 2020 para manter congeladas as rendas antigas, quando os locatários tenham um rendimento inferior a cinco salários mínimos nacionais. O PCP quer manter congeladas …

CDS/Congresso: Carlos Meira disponível para acordo que vença João Almeida

Carlos Meira, candidato à liderança do CDS-PP, admite estar disponível para se unir a Filipe Lobo d'Ávila e Francisco Rodrigues dos Santos para vencer João Almeida e lutar "contra o sistema". Carlos Meira, militante de Viana …

Manuais gratuitos também no privado e no cooperativo. Iniciativa Liberal quer igualdade na Educação

O Iniciativa Liberal (IL) propôs uma alteração ao Orçamento do Estado para 2020 (OE2020) na área da educação, que passa por fornecer manuais escolares gratuitos a todos os alunos da escolaridade obrigatória, quer frequentem o ensino …

Bezos lembra que Governo saudita assassinou um jornalista. ONU pede investigação a pirataria

Dois peritos das Nações Unidas dizem que Mohammed Bin Salman acedeu a informações pessoais de Jeff Bezos para tentar influenciar cobertura do The Washington Post sobre a Arábia Saudita. Depois de uma investigação do The Guardian …

MAI abre inquérito à "atuação policial" no caso da mulher alegadamente agredida por agente da PSP

O Ministério da Administração Interna (MAI) já abriu um inquérito à "atuação policial" no caso da mulher alegadamente agredida por um agente da PSP, na Amadora, de maneira a apurar responsabilidades. "O Ministro da Administração Interna …

Ronaldo volta a marcar e Sarri só tem de agradecer a Dolores por criar um espécime assim

Cristiano Ronaldo leva quatro jogos consecutivos a marcar e mais de 30 golos esta temporada, entre clube e seleção. Sarri disse que o mérito é de Dolores, "por criar uma espécime assim". A Juventus derrotou, esta …

Ana Gomes apontada à Presidência. "Costa jamais permitirá"

O antigo eurodeputado socialista Francisco Assis lançou o nome da também antiga eurodeputada do PS Ana Gomes como possível candidata à Presidência da República, manifestando desde logo o seu apoio a uma eventual candidatura. "Acho …