Catalunha está preparada para declarar independência mesmo sem referendo

Liz Castro / Flickr

Manifestação pela independência da Catalunha, a 19 outubro de 2014

Manifestação pela independência da Catalunha, a 19 outubro de 2014

A Generalitat (governo regional) já definiu o mecanismo para pôr em prática uma separação imediata da Catalunha em relação ao resto de Espanha caso o governo espanhol impeça a realização de uma consulta popular sobre a independência prevista para setembro ou outubro deste ano.

Segundo o jornal espanhol El País, o Governo regional de Carles Puigdemon já têm um plano para levar a cabo as suas intenções. A Lei da Transitoriedade Jurídica – ou lei da ruptura -, deverá funcionar como uma constituição provisória, durante dois meses, para que o parlamento do território inicie o processo constituinte da República da Catalunha.

A Lei da Transitoriedade Jurídica estabelece quem serão os cidadãos catalães e como será possível obter a nacionalidade; que leis espanholas permanecerão em vigor e quais deixarão de ser válidas; qual o destino dos funcionários da Administração Geral do Estado residentes na Catalunha e o que acontecerá com os imóveis do Estado espanhol.

A maioria independentista do Parlamento regional da Catalunha já aprovou uma mudança na regulamentação que permitiria uma aprovação desta lei em caráter de urgência. Em apenas 48 horas, e sem qualquer hipótese de reação da oposição, a independência pode ser colocada em marcha.

“Se o Estado espanhol impedir a realização do referendo, esta lei entrará em vigor de forma integral e imediata assim que o Parlamento constatar esse impedimento”, afirma o Governo catalão.

Em 2014 foi realizada uma consulta sobre autodeterminação da Catalunha na qual participaram 2.344.828 pessoas, tendo vencido o “sim” a este divórcio com 80% dos votos. No entanto, a consulta não foi reconhecida por Madrid e levou à condenação, por desobediência, de vários responsáveis do governo catalão, como Artur Mas.

O governo espanhol continua a opor-se a um referendo mas, desta vez, a Generalitat preparou-se para uma ofensiva legal. Os independentistas dizem que esta é a última oportunidade para ser realizado um pacto sobre as condições da votação da independência da Catalunha, senão a “lei da ruptura” será convocada em setembro.

Em Madrid, a notícia de que a declaração unilateral de independência está a ser ponderada foi recebida com desagrado. Mariano Rajoy, o presidente do Governo, diz tratar-se de “um delírio jurídico” e que Puigdemont está a “liquidar o Estado de Direito”.

“É intolerável a chantagem e a ameaça que colocaram em cima da mesa”, destacou Rajoy, que reforçou o convite a Puigdemont para que compareça ao Congresso e defenda as suas teses, ainda que já tenha antecipado que não apoiará “nem a liquidação da soberania nacional, nem a liquidação da unidade nacional”.

ZAP //

PARTILHAR

1 COMENTÁRIO

RESPONDER

"Tofu nunca causou uma pandemia", publica PETA em outdoors

A organização de direitos dos animais PETA está a incentivar os norte-americanos a experimentar tofu, através de anúncios em 'outdoors' nos Estados Unidos (EUA) onde defendem que o produto de soja "nunca causou uma pandemia". A …

Portugueses estão menos preocupados com a pandemia, mas apreensivos com a economia

O grau de preocupação com a pandemia diminuiu de 80,9% durante o estado de emergência para 76,2% no estado de calamidade, mas os portugueses estão mais alerta quanto ao impacto na economia, conclui um inquérito …

Nova morte, saqueamentos e protestos. Minneapolis vive caos após homicídio de George Floyd

Um homem foi encontrado morto a tiro, na madrugada de hoje, suspeito de ter sido vítima dos protestos, em Minneapolis, contra a morte de um homem negro sob custódia policial. Durante a noite de quarta-feira, milhares …

Filho de Deeney tem problemas respiratórios. Jogador foi alvo de abusos por recusar treinar

O futebolista Troy Deeney, capitão do Watford, revelou que tem sido alvo de abusos e comentários depreciativos, por ter recusado voltar aos treinos, face aos problemas respiratórios do seu filho. “Vi comentários em relação ao meu …

Parlamento aprova alargamento de apoios a todos os sócios-gerentes afetados pela pandemia

O parlamento aprovou hoje, em votação final global, um texto final que alarga os apoios no âmbito do `layoff´ aos sócios-gerentes das micro e pequenas empresas afetadas pela pandemia covid-19, independentemente do volume de faturação. Com …

Pandemia de covid-19 alimenta corrupção na América Latina

A propagação da Covid-19 na América Latina está a alimentar a corrupção nos vários países que a integram, que vai desde a inflação dos preços a situações de aproveitamento económico e de ligações entre políticos …

Mais de 500 católicos portugueses contra proibição de comunhão na boca

Mais de 500 católicos portugueses, entre leigos e sacerdotes, apelaram à Conferência Episcopal Portuguesa para revogar a proibição de os fiéis receberem a comunhão na boca, por causa da pandemia de covid-19, informou na quarta-feira …

Adeptos recusam devolução dos bilhetes. Bayern distribui dinheiro por clubes amadores

Os adeptos do Bayern renunciaram ao direito de serem reembolsados pelos bilhetes comprados para os jogos até ao final da temporada. O clube decidiu distribuir o dinheiro pelos emblemas amadores da região da Baviera. Tal como …

Trabalhadores acusam TAP de pagar abaixo do salário mínimo a tripulantes em lay-off

O Sindicato Nacional do Pessoal de Voo da Aviação Civil (SNPVAC) acusou hoje a TAP de não estar a pagar o previsto na lei do ‘lay-off’, indicando vários casos em que a remuneração é inferior …

Tesla baixa preço de quase todos os modelos nos Estados Unidos

A empresa de carros elétricos Tesla baixou o preço dos Modelos 3, S e X no mercado norte-americano, visando estimular as vendas que estão em declínio durante a pandemia, avança a agência Reuters. O semanário …