Bruxelas responde à AstraZeneca. “Essa lógica pode funcionar no talho do bairro, mas não em contratos”

A Comissária da Saúde europeia apelou, esta quarta-feira, à AstraZeneca que se empenhe “na reconstrução da confiança” com Bruxelas e que seja o “mais transparente possível” no fornecimento de informações.

O clima de tensão entre a União Europeia e a AstraZeneca continua. Depois de a farmacêutica ter revelado que iria reduzir as entregas da sua vacina devido a problemas de produção, a Comissão Europeia fez pressão.

Entretanto, numa entrevista a um jornal italiano, o CEO da farmacêutica britânica, Pascal Soriot, disse que estavam a fazer o melhor que podem e que o Reino Unido não estava a ter estes problemas porque esse contrato “foi assinado três meses antes do europeu”.

O Executivo comunitário não se deixou ficar sem uma resposta. “Rejeitamos a lógica do ‘primeiro a chegar é o primeiro a ser servido’. Isso pode funcionar no talho do bairro, mas não em contratos, e não nos nossos acordos prévios de aquisição”, afirmou Stella Kyriakides, Comissária da Saúde.

“Apelo à AstraZeneca que se empenhe totalmente na reconstrução da confiança, no fornecer de informações completas e cumprindo as suas obrigações contratuais, societárias e morais”, acrescentou.

A possibilidade de se atrasar nas entregas, segundo a empresa, está prevista numa “cláusula de melhores esforços” no contrato assinado com Bruxelas, algo que o Executivo comunitário rejeita.

“A visão de que a empresa não está obrigada a cumprir porque assinámos um acordo de melhor esforço, não é correta nem aceitável. Assinámos um acordo prévio de aquisição para um produto que ainda não existia e que ainda hoje não está autorizado. E assinámo-lo precisamente para garantir que a empresa adquire capacidade produtiva para produzir a vacina mais cedo, a fim de poder distribuir um certo volume de doses no dia em que tiver autorização”, disse ainda a comissária.

“Nenhuma empresa deve alimentar qualquer ilusão de que não temos meios para perceber o que se está a passar, assim, pedimos a todas as empresas que sejam o mais transparentes possível com as informações para termos noção – e é o que pedimos à empresa – da produção de doses, onde foram produzidas e se foram enviadas para algum lado”, apelou.

A Agência Europeia do Medicamento (EMA) prevê aprovar, até ao final desta semana, a vacina da AstraZeneca, apesar dos problemas de fornecimento.

Segundo o semanário Expresso, a AstraZeneca prevê entregar 31 milhões de doses à UE até final de março mas, de acordo com uma fonte comunitária, o contrato apontava para “os três digitos” (algo mais perto dos 100 milhões). No total, o contrato prevê a compra de 300 milhões de doses, com possibilidade de aquisição de mais 100 milhões adicionais.

A reunião entre a farmacêutica, a Comissão Europeia e representantes dos 27 Estados Membros marcada para esta quarta-feira esteve em risco de não se realizar, mas acabou por ir para a frente.

Filipa Mesquita, ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Bilardo foi "distraído" para não saber da morte de Maradona

Carlos Bilardo continua sem saber que Diego Maradona morreu. Família tenta proteger saúde do antigo selecionador argentino. Diego Armando Maradona morreu em novembro e Carlos Bilardo continua sem saber desse falecimento. A família tenta proteger a …

Processo de envelhecimento é imparável, revela estudo

Um novo estudo, que envolveu cientistas de 14 países, confirmou que provavelmente não podemos diminuir a velocidade com que envelhecemos, devido a restrições biológicas. A pesquisa, publicada na quarta-feira na Nature Comunications, inclui especialistas da Universidade …

Inglaterra 0-0 Escócia | Nulo total no dérbi britânico

A Inglaterra empatou hoje 0-0 com a Escócia, em jogo da segunda jornada do Grupo D do Euro 2020 de futebol, e desperdiçou a oportunidade de garantir já um lugar nos oitavos de final do …

Infeção pelo coronavírus pode não garantir proteção prolongada, revela estudo

Um novo estudo britânico sugere que uma infeção pelo SARS-CoV-2 não garante que o hospedeiro desenvolva uma resposta imunitária prolongada contra o vírus, sendo a imunidade "altamente variável de pessoa para pessoa". Segundo a pesquisa do …

Ex-ministro da Bolívia planeou um segundo golpe usando mercenários dos EUA

O vazamento de gravações telefónicas e e-mails revelam que um ex-ministro da Defesa boliviano estava a preparar-se para usar tropas estrangeiras para impedir que o partido de esquerda MAS regressasse ao poder. Os documentos e registos …

Espécie rara de orquídea encontrada em telhado de banco de investimentos em Londres

Uma espécie rara de orquídea, que se acredita estar extinta no Reino Unido, foi descoberta no jardim do telhado de um banco de investimentos em Londres. Segundo o The Guardian, a Serapias parviflora, uma espécie rara …

Pintura de David Bowie comprada por três euros vai agora ser leiloada por milhares

A pintura do ícone do rock, David Bowie, deverá ser vendida por milhares de dólares num leilão de arte online. O retrato, intitulado "DHead XLVI", faz parte de um conjunto de aproximadamente 47 obras que David …

Vila Nova de Milfontes vai ter praia para cães

A praia pet friendly, que fica próxima de Furnas-Rio, vai funcionar já esta época balnear de forma experimental. Uma praia concessionada que também admite cães vai funcionar, nesta época balnear, de forma experimental, em Vila Nova …

Podia ser um quadro de Dalí, mas é só o degelo glacial na Islândia

Na Islândia, o degelo glacial criou uma paisagem deslumbrante que o fotógrafo espanhol Manuel Ismael Gómez de Almería não deixou passar em branco. Faz lembrar a arte surrealista de Salvador Dalí, mas é uma versão ampliada …

Digby, o cão dos bombeiros, ajudou a salvar uma mulher do suicídio

O cão Digby desempenhou um importante papel ao salvar uma mulher que estava a ponderar pôr fim à sua própria vida no Reino Unido. Digby é um cão terapeuta que ajuda as pessoas a lidar com …