Bruxelas teme que coronavírus encerre fronteiras. UE mobiliza 230 milhões para combater o Covid-19

O número de infetados e mortos com o coronavírus Covid-19 tem estado a aumentar na Europa, principalmente em Itália, cenário que deixa a Comissão Europeia preocupada quanto à possibilidade de haver o encerramento de fronteiras nos países da União Europeia (UE).

Segundo avançou o País, citado pelo ECO, dez dias depois da última reunião dos ministros da Saúde em Bruxelas, a propagação do vírus continua, registando-se a quarta morte em Itália. “Estamos a acompanhar de perto a situação em Itália”, disse a Comissária Europeia de Saúde, Stella Kyriakides.

O departamento de Kyriakides afirma que nenhum país tomou ainda medidas para controlar as fronteiras na UE, mas fontes da Comissão Europeia garantem que essa hipótese está a ser ponderada. “Receamos que, nos próximos dias, algum país possa pensar nisso”, disseram essas fontes, referidas pelo jornal espanhol.

No domingo, a Áustria interrompeu momentaneamente ligações ferroviárias com Itália.

De acordo com a agência Lusa, a Comissão Europeia mobilizará de 230 milhões de euros para combater o Covid-19. Face aos desenvolvimentos em Itália, solicitou ao Centro Europeu de Prevenção e Controlo de Doenças (CEPCD) uma reavaliação de risco.

Esta segunda-feira, em conferência de imprensa, Stella Kyriakides e o comissário europeu da Gestão de Crises, Janez Lenarcic, saudaram a resposta “profissional e rápida” das autoridades italianas ao surto no norte país e sublinharam que “os rápidos desenvolvimentos verificados no fim de semana em Itália mostraram o quão rapidamente a situação pode mudar”.

Como tal, a necessidade de os Estados-membros da UE e a comunidade internacional como um todo atuarem de forma coordenada, para prevenir a propagação do novo coronavírus, que continua a ser a “principal prioridade”, frisaram.

Questionados sobre eventuais restrições a deslocações dentro do espaço Schengen de livre circulação de pessoas, e designadamente a possibilidade de reintrodução de controlos fronteiriços, à luz dos desenvolvimentos em Itália, os comissários disseram que essa é uma matéria da responsabilidade dos Estados-membros, que devem seguir as recomendações da Organização Mundial de Saúde (OMS) e do CEPCD.

A a Comissária Europeia de Saúde, Stella Kyriakides

Os comissários europeus apontaram a necessidade de reforçar e melhorar cada vez mais a coordenação entre os Estados-membros, para fazer face a todos os cenários.

“Há 10 dias, pedimos aos Estados-membros que melhorassem as medidas de preparação, o que agora se revela justificado. A epidemia já afetou 29 países. Isto apenas mostra que temos de acelerar a resposta e temos de atuar como uma União. Não deve haver dúvidas de que este é um desafio global e exige cooperação de toda a comunidade internacional, e também coordenação de todos os setores dentro dos próprios países”, sublinhou Lenarcic.

Para ajudar os esforços conjuntos, o comissário responsável pela Gestão de Crises anunciou a mobilização de 232 milhões de euros, “para ajudar a luta global contra o coronavírus”, especificando que, deste montante global, 140 milhões destinam-se a apoiar os esforços de preparação de organizações mundiais de saúde.

Outros 50 milhões servirão para apoiar países parceiros a reforçar a resiliência e preparação, 100 milhões para financiar investigação, desenvolvimento de vacinas e tratamentos, e três milhões para apoiar os esforços dos Estados-membros no fornecimento de equipamento de proteção pessoal à China e repatriamento de cidadãos europeus.

Apontando que a Comissão tem “seguido de muito perto a situação em Itália” e em constante contacto com as autoridades italianas, a comissária europeia da Saúde indicou que, numa ação concertada com estas, vai ser enviada na terça-feira uma missão conjunta da OMS e da CEPCD a Itália.

A Comissão Europeia solicitou também ao Centro de Controlo de Doenças que “atualize a sua avaliação de risco, tendo em conta a evolução do surto em Itália”, referiu, acrescentando que essa reavaliação já está em curso e que o CEPCD “está a rever planos de contingência nos Estados-membros”, para a eventualidade de o surto se intensificar.

“Vamos fazer o máximo para apoiar os Estados-membros. Devemos estar preocupados, mas não podemos ceder ao pânico e, ainda mais importante, à desinformação. Temos de nos manter informados entre nós em tempo real”, frisou.

Detetado na China em dezembro de 2019, o Covid-19 já provocou 2.592 mortos e infetou mais de 78 mil pessoas a nível mundial, registando-se atualmente um surto no norte de Itália, na região da Lombardia, que já provocou 185 infetados e quatro mortos.

ZAP //

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. Numa situação de pandemia, como a que estamos a atravessar, já as fronteiras deveriam ter sido fechadas há muito tempo, interromper a circulação de pessoas e mercadorias , bem como instaurado o recolher obrigatório e proibidos todas os eventos em que houvesse a probabilidade de aglomerados de pessoas, é mais que sabido que é a forma de conter uma pandemia com a dimensão que esta está a atingir.

  2. O sucicidio tornou-se uma pandemia com dezenas de milhoes de suicidas e feridos mais as inumeras tentativas. As gripes sao uma pandemia. As mortes e feridos nas estradas aos milhoes sao uma pandemia. As mentiras dos politicos e semelhantes sao uma enorme pandemia ao chenatagearem a gente com pesados impostos. As mortes nos hospitais devido a negligencia, erros medicos, bacterias hospitalares sao uma enorme pandemia.

RESPONDER

Cientistas identificam pela primeira vez expressões faciais emocionais em ratos

Pela primeira vez, cientistas de Neurobiologia do Instituto Max Planck, na Alemanha, identificaram expressões faciais emocionais em ratos. À semelhança dos seres humanos, as expressões faciais dos ratos mudam quando estes animais provam algo doce …

Imprimiram corais artificiais em 3D que podem salvar recifes

Uma equipa de cientistas inspirou-se na natureza para desenvolver estruturas em forma de coral, impressas em 3D, capazes de produzir grandes quantidades de algas microscópicas. Investigadoras da Universidade de Cambridge e da Universidade da Califórnia desenvolveram …

Avalanches submarinas prendem microplásticos no fundo do oceano

As avalanches de sedimentos submarinos transportam os microplásticos para o fundo do oceano e um projeto de colaboração entre as Universidades de Manchester, Utrecht e Durham e o Centro Nacional de Oceanografia acaba de revelar …

Aos 107 anos, Cornelia Ras conseguiu vencer a covid-19

Cornelia Ras, que contraiu o novo coronavírus em meados de março, pode ser a mulher mais velha do mundo a vencer a covid-19. Nunca se é velho demais para vencer o novo coronavírus e a holandesa …

Coreia do Norte pode estar a usar fábricas de fertilizantes para extrair urânio

Um novo estudo norte-americano mostra que a Coreia do Norte pode estar a utilizar fábricas de fertilizantes para produzir mais material nuclear, extraindo urânio de ácidos fosfóricos. Segundo noticiou o Newsweek, na opinião da investigadora Margaret …

Distância social de 1,5 metros é insuficiente para travar contágio

O estudo realizado por investigadores e engenheiros especializados em dinâmica de fluidos concluiu que a distância deve ser de, pelo menos, quatro metros. Um estudo divulgado esta quinta-feira alerta que a distância social de 1,5 metros …

Estados Unidos registam 9 desempregados por segundo

O desemprego está a atingir números preocupantes nos Estados Unidos: só na última semana, 6,6 milhões de pessoas declararam estar sem emprego para poder receber apoios, um número semelhante ao da semana anterior. De acordo com …

Chineses desistem de comprar o BNI Europa. Está agora em mãos angolanas

O contexto de incerteza, provocado pela pandemia de covid-19, levou o Grupo chinês KWG a desistir de comprar 80,1% da participação do BNI Europa. O grupo chinês KWG desistiu de comprar 80,1% da participação do BNI …

Tesla usa peças do Model 3 para construir um ventilador

A Tesla também está a tentar contribuir para colmatar a escassez de ventiladores com um novo protótipo, feito com partes do Model 3. A Tesla construiu um ventilador com recurso a componentes automóveis. A fabricante elétrica …

Há acordo no Eurogrupo: 500 mil milhões de euros "disponíveis imediatamente"

Os ministros das Finanças da Zona Euro chegaram a acordo, esta quinta-feira, sobre os apoios económicos para fazer face à pandemia de covid-19. O Eurogrupo chegou a acordo sobre o pacote de ajuda económica para a …