Boris Johnson vai ser o novo primeiro-ministro britânico

Neil Hall / EPA

Boris Johnson é o novo líder do Partido Conservador. O antigo ministro dos Negócios Estrangeiros foi o mais votado as eleições internas.

Os resultados foram conhecidos na manhã desta terça-feira, depois de semanas de votações entre os 160 mil militantes do partido. Boris Johnson venceu a eleição com 92.153 votos, contra 46.656 de Jeremy Hunt. O resultado foi o desfecho de um processo que se prolongou por seis semanas e decidido pelo voto limitado a cerca de 160 mil militantes do partido Conservador.

A eleição foi desencadeada pela demissão de Theresa May, a 7 de junho, depois do fracasso no processo da saída do Reino Unido da União Europeia e dos maus resultados nas eleições locais na Irlanda do Norte e em Inglaterra — os piores desde 1995 para os tories.

Anunciado o nome do seu sucessor, May irá uma última vez, como primeira-ministra, ao parlamento britânico, na quarta-feira, seguindo depois para o Palácio de Buckingham, onde apresentará a sua demissão à Rainha Isabel II. Quando a formalidade for cumprida, a monarca vai receber Boris Johnson, a quem dará posse como novo primeiro-ministro.

O primeiro discurso como primeiro-ministro será feito apenas na quarta, depois de tomar posse, à porta do número 10 de Downing Street, a residência oficial que passará a ocupar.

Boris Johnson, de 55 anos, figura proeminente da campanha para o Brexit no referendo de 2016, era mais popular e reconhecido do que o outro finalista, Jeremy Hunt, atual ministro dos Negócios Estrangeiros, de 52 anos.

Boris Johnson era o favorito na corrida à sucessão de Theresa May. O antigo ministro dos Negócios Estrangeiros — que se demitiu do Governo de May em desacordo com a forma como a primeira-ministra estava a conduzir o Brexit — foi o mais votado em todas as rondas da eleição.

Defensor de uma saída rápida, com ou sem acordo, Johnson fundou a sua campanha na garantia de que, ao contrário da antecessora, cumpriria o Brexit. Aquilo que propõe pode, no entanto, não ser fácil de pôr em prática. Para sair sem acordo, Boris Johnson terá de passar por cima do parlamento, que por mais que uma vez votou contra essa opção, e do próprio partido, dividido quanto ao que fazer.

Jeremy Hunt, adversário de Boris Johnson nestas eleições, admitia a possibilidade de pedir mais tempo para garantir um bom acordo de saída para os britânicos.

A oposição interna que o novo líder vai encontrar também se tornou bastante evidente com a saída do secretário de Estado dos Negócios Estrangeiros, na segunda-feira. A demissão deve ser seguida por outros nomes, como os dos ministros da Justiça e das Finanças.

O Reino Unido tem até ao dia 31 de outubro para sair da União Europeia, a nova data definida depois de mais um adiamento do Brexit, previsto inicialmente para 29 de março.

ZAP //

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. Vai ser curta a estadia dele em Westminster… E a grande vantagem é a de que se os Conservadores já estavam pelas ruas da amargura nas sondagens desde as eleições Europeias, Boris vai assegurar-se de que os Conservadores não voltem a ter hipótese de voltar ao poder durante décadas.

RESPONDER

Ainda há esperança. Corais do Atlântico reproduziram-se pela primeira vez em laboratório

Este é um avanço histórico que poderia ajudar a salvar corais em todo o mundo, incluindo o ameaçado recife da Flórida, nos Estados Unidos. O Aquário da Flórida, nos Estados Unidos, conseguiu que o coral Dendrogyra …

Cientistas descobrem a melhor maneira de ensinar uma nova língua a crianças

As pessoas muitas vezes assumem que as crianças aprendem novas línguas facilmente e sem esforço, independentemente da situação em que se encontram. Mas será verdade que as crianças absorvem linguagem como esponjas? Estudos mostraram que as …

Cientistas descobrem que as mantas gostam de socializar e de fazer amigos

Embora já tenham sido consideradas criaturas solitárias, um novo estudo descobriu que as mantas formam relações sociais e escolhem parceiros sociais. De acordo com o IFLScience, uma equipa de cientistas estudou mais de 500 grupos sociais …

Planta que não se reproduzia há 60 milhões de anos no Reino Unido revivida pelas alterações climáticas

Há 60 milhões de anos que as cicas não se reproduziam no Reino Unido. Agora, com a subida das temperaturas devido às alterações climáticas, fizeram-no pela primeira vez. As cicas são plantas lenhosas muito parecidas com …

Líderes políticos e religiosos ultraconservadores reunidos secretamente em Fátima

A reunião foi promovida pela International Catholic Legislators Network (ICLN). O encontro começou na quinta e termina este domingo. Entre muitos, conta com a participação do primeiro-ministro húngaro, Viktor Orbán. Vários líderes políticos e religiosos ultraconservadores …

Rio alerta para "divórcio violento" e medo de Costa em perder votos para o BE

O líder do PSD, Rui Rio, disse este sábado que as críticas de António Costa ao Bloco de Esquerda refletem "ingratidão" e o "medo" que o Partido Socialista tem em "perder" votos para os bloquistas …

Trump diz que Boris é "o homem certo" e promete "grande acordo comercial"

Os dois líderes estiveram reunidos à margem da cimeira do G7. Trump elogiou Boris e garantiu que o acordo comercial com o Reino Unido será rápido depois do Brexit. Johnson diz que será "fantástico". O Presidente …

Uma impressora 3D construiu uma casa em apenas 12 horas

A impressora 3D S-Squared (SQ3D) construiu um protótipo básico de uma casa em cerca de 12 horas. A estrutura tem 46 metros quadrados e foi construída através de uma mistura de cimento em camadas. O trabalho …

Uma estrela supermassiva explodiu e aniquilou tudo à sua volta

Uma estrela renegada, que explodiu numa galáxia distante, forçou os astrónomos a colocar de lado décadas de investigação e a concentraram-se num novo tipo de supernova que pode aniquilar completamente a sua estrela-mãe - não …

G7: Macron e Trump com "elementos de convergência" sobre Amazónia, Irão e comércio

O Presidente francês, Emmanuel Macron, conversou este sábado com o Presidente norte-americano, Donald Trump, durante o almoço, que durou duas horas, sobre "elementos de convergência" relativos ao comércio, ao Irão e aos fogos na Amazónia, …