Boris Johnson lança campanha para suceder May na liderança dos conservadores britânicos

Boris Johnson, apontado como o favorito para suceder à primeira-ministra Theresa May na liderança dos conservadores britânicos, lançou esta segunda-feira oficialmente a sua campanha, reiterando que o Brexit irá acontecer a 31 de outubro “com ou sem acordo” com Bruxelas.

“Se eu entrar [no número 10 de Downing Street, a residência oficial da primeira-ministra britânica], sairemos [da União Europeia] com ou sem acordo a 31 de outubro. É isso que faremos”, garante o político no primeiro vídeo de campanha, divulgado através da rede social Twitter.

“Devemos ter a coragem de dizer às pessoas deste país que podemos fazê-lo se o quisermos realmente”, prossegue Boris Johnson no mesmo vídeo, que mostra o ex-ministro dos Negócios Estrangeiros britânico e ex-presidente da câmara de Londres a abordar na rua várias pessoas, como, por exemplo, um casal de idosos.

Desgastada com o longo e conturbado processo do Brexit, Theresa May deixa na sexta-feira, dia 7 de junho, a liderança do Partido Conservador britânico. A primeira-ministra britânica adiou a data do Brexit – inicialmente prevista para 29 de março – para 31 de outubro, depois do acordo que fez com Bruxelas ter sido rejeitado três vezes pelos deputados britânicos.

May irá assegurar a transição até que os conservadores britânicos designem um novo líder, até 20 de julho, entre 13 candidatos. Boris Johnson foi um dos rostos da fação que apoiou o Brexit no referendo de 23 de junho de 2016.

“Se há uma lição do referendo de 2016 [em que 52% dos eleitores votaram a favor do Brexit], é que muitas pessoas sentem que foram deixadas para trás, que não podem participar plenamente nas oportunidades e nos sucessos” deste país, acrescentou o ex-chefe da diplomacia britânica no mesmo vídeo.

Muito apreciado pelos militantes de base do Partido Conservador, Boris Johnson, de 54 anos, é caracterizado por muitos como um político inteligente, carismático e controverso. Já entre os deputados conservadores, o político suscita reações díspares.

Coincidência ou não, o lançamento oficial da campanha de Boris Johnson acontece no primeiro dia da visita de Estado ao Reino Unido do Presidente dos Estados Unidos, Donald Trump. O líder norte-americano, que no fim de semana voltou a envolver-se no debate do Brexit e que recomendou ao Reino Unido uma saída da União Europeia sem acordo, já declarou que Boris Johnson é o seu favorito para suceder a Theresa May.

Trump também elogiou o populista e eurocético, Nigel Farage, líder do Partido Brexit, força política que ganhou as recentes eleições europeias. Antes de iniciar a viagem até ao Reino Unido, Trump admitiu um eventual encontro com estes dois políticos, com quem tem “relações muito boas”.

// Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Condutor que atropelou mortalmente irmã de Djaló condenado a 16 anos de prisão

O Tribunal de Almada condenou, esta terça-feira, a 16 anos de prisão o condutor acusado do atropelamento mortal de uma jovem de 17 anos nas Festas da Moita, no distrito de Setúbal, em setembro de …

Tribunal Arbitral do Desporto mantém jogo à porta fechada na Luz

O Tribunal Arbitral do Desporto (TAD) considerou improcedente o recurso do Benfica ao castigo de disputar um jogo à porta fechada, uma decisão que vai ser alvo de recurso do clube. Fonte oficial do Benfica confirmou, …

Portugal tem taxas de mortalidade por AVC superiores a todos os países da Europa ocidental

Segundo um estudo recente da Sociedade Portuguesa de Cardiologia, “Portugal ocupa apenas a 25.ª posição (em 51 países) entre as mulheres e a 28.ª posição entre os homens, com mortalidades superiores às de todos os …

Salvini renuncia à imunidade parlamentar e quer ser levado à Justiça

Matteo Salvini, investigado por ter impedido o desembarque de migrantes, quer renunciar à imunidade parlamentar e ser julgado. A poucos dias das eleições regionais, esta é uma oportunidade do ex-ministro do Interior voltar a conquistar …

Afinal, cancro e doenças cardíacas podem ser contagiosos

Na escola, aprendemos que só podemos apanhar certas doenças, como a gripe, através de outras pessoas. Porém, um novo estudo defende que muitas "doenças não transmissíveis", como a maioria dos cancros e doenças cardíacas, às …

Davos comemora 50 anos entre o apocalipse climático e um fraco crescimento económico

O Fórum Económico Mundial comemora este ano o seu 50º aniversário. O evento decorre sob o signo das alterações climáticas e da necessidade de transformar a economia. Davos, na Suíça, recebe esta semana mais um Fórum …

Precários da RTP entregam suplemento para a memória à ministra do Trabalho

Os trabalhadores precários da RTP entregaram esta segunda-feira uma carta e uma caixa de "Cerebrum Forte", um suplemento para a memória, à ministra do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social. De acordo com o Expresso, que avança …

Governo está a "tomar medidas" para responder ao novo vírus mortal que vem da China

Portugal está a acompanhar "com grande atenção" o fenómeno de propagação do novo vírus mortal que surgiu na China. A garantia é dada pela ministra da Saúde, Marta Temido, que assegura que estão já a …

Revelada a identidade do novo líder do Estado Islâmico

Um dos membros fundadores do Estado Islâmico, Amir Mohammed Abdul Rahman al-Mawli al-Salbi, foi confirmado por vários serviços de inteligência como novo líder do grupo terrorista. Após a morte de Al Baghdadi numa operação norte-americana na …

Polícias em protesto em Braga, Porto e Lisboa. Esperam um sinal de apoio de Marcelo

Elementos da PSP e da GNR realizam esta terça-feira protestos em simultâneo em Braga, Lisboa e Faro, numa ação convocada pelos sindicatos, enquanto o Movimento Zero (M0) inicia uma vigília nos aeroportos portugueses. Organizadas por sete …