Bombeiros portugueses que ajudaram nas cheias de Moçambique ainda não receberam

www.Bombeiros.pt / Facebook

Em março de 2019, cerca de 30 bombeiros profissionais e voluntários portugueses rumaram a Moçambique para ajudar as vítimas do ciclone Idai. Quase um ano, o pagamento ainda não chegou.

De acordo com o Jornal de Notícias, a Proteção Civil está à espera de autorização para proceder ao pagamento de 35 mil euros. O valor em dívida corresponde à participação dos operacionais nas ações de resgate e apoio à população que foi afetada pelo ciclone.

Ao JN, a Proteção Civil esclareceu que “não estão em causa remunerações, mas sim abonos devidos a título de ajudas de custo por deslocação ao estrangeiro”. De acordo com a entidade, este atraso deve-se ao facto de os operacionais não terem “vínculo permanente de emprego público”.

Na altura, foram deslocados 10 operacionais da Força Especial de Bombeiros e 20 bombeiros voluntários provenientes de oito corporações de Santarém. Alguns operacionais envolvidos destacaram ao JN que o Estado ainda não reconheceu os participantes desta missão, quer em louvores ou condecorações.

A passagem do ciclone Idai por Moçambique, Maláui e Zimbabué provocou a morte a pelo menos 761 pessoas, 446 das quais em Moçambique.

Bombeiros ainda não receberam apoio aos filhos

O Governo ainda não pagou o apoio financeiro para a educação dos filhos até aos seis anos dos bombeiros voluntários, que tinha sido promulgado em maio do ano passado.

A notícia é avançada pelo jornal Público desta quarta-feira. O presidente da Liga dos Bombeiros Portugueses (LBP), Jaime Marta Soares, afirma que o Governo “ainda não disponibilizou um cêntimo”. “Mais uma vez o Governo promete, decreta e, depois, nada faz para cumprir o que acordou”, disse Marta Soares.

O presidente da LBP destaca que a verba beneficiaria um universo de cerca de cinco mil bombeiros com filhos menores de seis anos e representaria uma despesa para o Estado de cerca de 2,5 milhões de euros por ano.

Temos feito várias reclamações, nomeadamente junto do ministro da Administração Interna, que diz que quer avançar, que quer pagar, mas depois nada faz para pagar. Em breve vamos ter mais uma reunião de um grupo de trabalho, mas a verdade é que o ano letivo já começou e os bombeiros voluntários ainda não receberam nada do que têm direito”, sublinhou.

Jaime Marta Soares disse ainda ao Público esperar que a nova secretária de Estado da Proteção Civil, Patrícia Gaspar, “tenha poder político para que os subsídios aos bombeiros voluntários comecem a ser pagos”.

Este decreto-lei atribui novos benefícios sociais e incentivos aos bombeiros voluntários, como apoios nas despesas com creches e infantários e bonificações de tempo de serviço para efeitos de reforma.

O artigo 6.º estabelece que os “bombeiros voluntários dos quadros de comando e ativo têm direito ao reembolso de 50% das despesas suportadas com berçários, creches e estabelecimentos da educação pré-escolar, da rede pública, da rede do setor social e solidário com acordo de cooperação com o Estado e da rede privada relativas a descendentes de primeiro grau”.

O Governo justificou na altura a revisão dos benefícios sociais atribuídos aos bombeiros devido “ao espírito de voluntariado, sacrifício, generosidade e abnegação que os bombeiros voluntários demonstram”, além da disponibilidade para o desempenho de uma missão pública.

As medidas consagradas no diploma reconhecem e valorizam as associações e os corpos de bombeiros voluntários, enquanto verdadeiros pilares do sistema de proteção e socorro em Portugal, e relevam “especialmente o reforço dos incentivos ao voluntariado, apoiando, promovendo e dignificando o voluntariado e a função social do bombeiro”.

 

ZAP // Lusa

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. então mas quiseram ir ajudar e agora querem receber?
    se foram num espírito de ajuda e se andaram a dizer a toda a gente que iam por uma causa, ajudar as vitimas do ciclone, então não o façam esperando receber algo…

  2. Aproveitem o facto do Presidente da República estar em Moçambique e peçam-lhe ajuda.
    O problema é que se ficarem à espera da sua resposta, bem podem esperar sentados.

RESPONDER

Onda de pedras-pomes fez uma viagem pelo Pacífico (e traz nova vida à costa da Austrália)

Uma "onda" de pedras-pomes está a chegar à Austrália após uma longa viagem pelo Pacífico. As rochas vulcânicas produzidas na fase de ejeção dos gases contidos na lava, podem trazer um presente para o seu …

Não foram as estrelas de neutrões. A origem do ouro do Universo voltou a ser um mistério

Quando a humanidade detetou a colisão entre duas estrelas de neutrões em 2017, confirmou a teoria de longa data que as explosões criam elementos mais pesados do que o ferro. Assim, pensou-se ter a resposta …

Descoberta uma cripta secreta sob uma capela polaca. Pode levar ao lendário Santo Graal

O lendário Santo Graal, que terá sido usado por Jesus durante a Última Ceia para transformar o vinho em sangue, cativou a imaginação dos caçadores de tesouros durante séculos. Embora possamos nunca saber se esta relíquia …

Pedaço de cabelo de Lincoln (e um telegrama ensanguentado) leiloados por 81 mil dólares

Um anónimo pagou mais de 81 mil dólares (cerca de 71 mil euros) por uma mecha de cabelo de Abraham Lincoln. O exemplar foi retirado da cabeça de Lincoln um dia após a sua morte, …

Descobertos novos detalhes em Pietà de Miguel Ângelo

Uma equipa de especialistas estava a fazer trabalhos de limpeza na Pietà de Florença, esculpida pelo artista italiano Miguel Ângelo, quando encontrou detalhes desconhecidos da obra. Uma Pietà é um tema da arte cristã em que …

Microsoft afundou um data center em 2018. Dois anos depois, revela o que descobriu

Em 2018, a Microsoft aproveitou a tecnologia de submarinos para afundar um data center que poderia fornecer ligação à Internet durante anos na costa de Orkney. Agora, foi recuperado e os investigadores estão a testá-lo …

"James Bond da Filantropia". Bilionário cumpre sonho e doa toda a sua fortuna

Chuck Feeney cumpriu o seu sonho e está oficialmente falido. O empresário e filantropo queria doar toda a sua fortuna antes de morrer e assim o fez. Chuck Feeney é um empresário norte-americano de ascendência irlandesa …

A pandemia chegou à Lapónia e até o Pai Natal já a sente

O turismo da Lapónia prepara-se para sofrer um duro golpe com a pandemia de covid-19. As restrições de viagens deixam a economia da "residência oficial do Pai Natal" em risco. A Lapónia, na Finlândia, é conhecida …

Fruta do dragão e máscaras grátis. Vietname inova e triunfa na segunda vaga

A inovação do povo vietnamita está a ajudar a fazer do país uma história de sucesso não só na primeira vaga, mas também na segunda. Até ao momento, registaram-se pouco mais mil casos. O Vietname foi …

Alunos separados em "bolhas" dentro da escola, mas "encavalitados" antes de entrar

Mil alunos amontoaram-se esta manhã à frente da Escola Secundária Pedro Nunes. A escola adotou método de "turmas bolha", mas à entrada da escola não houve distanciamento e alguns alunos não usavam máscara. A diretora …