Bolsonaro escolhe “musa do veneno” para ministra da Agricultura

Antonio Cruz / Agência Brasil

Tereza Cristina será a ministra da Agricultura

O Presidente eleito do Brasil, Jair Bolsonaro, escolheu a deputada Tereza Cristina para ministra da Agricultura, após ouvir a sugestão dos dirigentes da influente “bancada do boi”, que reúne os parlamentares apoiados pelo agro-negócio.

A futura ministra da Agricultura era deputada pelo partido Democratas (DEM), eleita pelo Mato Grosso do Sul, e liderava a Frente Parlamentar Agro-Pecuária (FPA) do Congresso, como é conhecida oficialmente a “bancada do boi”, um dos grupos parlamentares temáticos mais influentes. Há mais de 200 parlamentares de partidos diferentes unidos pelo apoio a uma agenda favorável aos interesses da indústria agrícola.

Tereza Cristina era, até agora, a líder desse grupo e foi a principal responsável pelo avanço de uma lei que liberaliza a utilização de pesticidas na agricultura.

Bolsonaro anunciou o nome da nova ministra através do Twitter depois de um encontro com membros da bancada ruralista, de acordo com o portal de notícias G1, em que Tereza Cristina foi sugerida para ocupar o cargo.

Tereza Cristina ficou conhecida como a “musa do veneno” por causa dos seus esforços para que a utilização de pesticidas fosse liberalizada. A deputada presidiu a comissão que em Junho deu luz-verde ao diploma legislativo, que terá ainda de passar pelas duas câmaras do Congresso.

Há 12 anos que a proposta estava bloqueada no Congresso. A campanha de recandidatura da deputada recebeu 82.117 euros de doações de empresas ligadas ao sector agrícola, de acordo com o Repórter Brasil.

Entre outras alterações ao atual regime de aprovação de pesticidas, o diploma vai permitir que a regularização destes produtos seja mais rápida. Atualmente, há três órgãos que controlam o processo de aprovação dos pesticidas, mas a nova lei irá unificar o procedimento que passa a ficar totalmente sob tutela do Ministério da Agricultura.

Não é a primeira vez que uma líder da “bancada do boi” passa pelo Ministério da Agricultura. No final de 2014, recorda o Público, Dilma Rousseff nomeou a então deputada e líder da FPA Kátia Abreu como ministra. Abreu foi candidata a vice de Ciro Gomes nas últimas eleições presidenciais.

ZAP //

PARTILHAR

5 COMENTÁRIOS

  1. Ok, vamos parar de importar o que quer que seja comestível do Brasil. Na próxima colheita, o pesticida mais “suave” que vão usar será o DDT.

  2. Sinceramente gostava era de saber se depois de ser aPOIAnte destas tais leis e usos de venenos, se a dita “senhora” COME esses produtos ou se, porque pode pagar, vai para os produtos naturais e biológicos e por aí fora… porque como tão bem expressa um ditado que penso até ser do Brasil: “pimenta no c.u. dos outros é refresco para mim” – enfim….

  3. Só comentário inútil! Sem conhecimento de causa! As pragas da lavoura evoluem bem mais rápido que os novos pesticidas são liberados! Forçando o agricultor a usar um tipo de agrotóxico fazendo mais aplicações e com doses maiores para poder controlar as pragas! Com o agrotóxico correto para aquela praga as aplicações diminuíram e consequentemente as doses. Esses produtos são caros , vcs acham que usamos porque gostamos de gastar e correr risco de intoxicação?
    https://youtu.be/pwxi15JdIkoda uma olhada neste link também pra não falarem besteira sobre o agronegócio.

    • Será mesmo besteira?
      Então porque razão os paises mais preocupados com a saúde pública estão a restringir os agrotóxicos e os paises subdesenvolvidos estão a utilizar cada vez mais?

RESPONDER

Investir em peças de Lego é mais rentável que comprar ações

Hoje em dia qualquer coisa pode ser construída com Legos. Segundo um estudo de uma professora da Escola Superior de Economia da Rússia, há empresários que preferem investir nas famosas peças da Lego do que …

Sporting vs Moreirense | Bom arranque vale triunfo ao leão

O Sporting não quis deixar fugir os seus adversários directos na luta pelo título e também venceu nesta primeira jornada da segunda volta. Os “leões” receberam e bateram o Moreirense por 2-1, num jogo em …

Alemã tricotou o "cachecol dos atrasos do comboio" e agora vendeu-o por sete mil euros no eBay

A passageira alemã Claudia Weber vendeu no eBay o cachecol que tricotou durante um ano e que representa o longo tempo de espera pelo comboio que a levava ao trabalho, todos os dias. A peça é …

Duas irmãs fingiram ser homens para salvar a barbearia da família

Jyoti e Neha, irmãs de 18 e 16 anos, respetivamente, fingiram ser homens para salvar a barbearia da família, localizada no estado de Uttar Pradesh, Índia, depois de o pai adoecer em 2014 "Eu estava a …

Tesla anuncia novos despedimentos (e são mais de três mil)

O presidente executivo da Tesla afirmou que a empresa vai suprimir cerca de três mil empregos e alertou para o "caminho muito difícil que tem pela frente" para produzir carros elétricos do Modelo 3 acessíveis …

InSight da NASA prepara-se para ouvir a "pulsação" de Marte

A NASA publicou esta semana imagens do sismómetro da sonda espacial InSight, que se prepara para ouvir a "pulsação" do solo marciano.  A agência espacial norte-americana descreve regularmente através da sua conta no Twitter como …

"Africa", dos Toto, vai tocar para sempre no deserto da Namíbia

"Africa", a canção dos "Toto", hit desde que foi lançada, em 1982, está a tocar para sempre no meio de um deserto na Namíbia, no continente que lhe dá nome. A instalação artística, da autoria de …

Liv deixou a escola por causa do bullying. Hoje, aos 20 anos, tem um negócio milionário

A empresária Liv Conlon abandonou os estudos aos 16 anos porque sofria bullying, montou um negócio imobiliário e agora a sua empresa fatura mais de um milhão de libras por ano. Hoje, ajovem de Bothwell, na …

Há um avião abandonado no aeroporto de Madrid (e ninguém sabe quem é o dono)

O avião, um Mc Donnell Douglas MD87, é o único naquelas condições em Barajas. Procura-se o dono da aeronave que está em “evidente estado de abandono”, de acordo com o aeroporto. Há um avião esquecido no …

Trump cancela viagens de democrata Nancy Pelosi. "Apanhe um voo comercial"

Donald Trump obrigou a presidente da Câmara dos Representantes, a democrata Nancy Pelosi, a desmarcar as viagens que tinha agendadas a Bruxelas e ao Afeganistão. Donald Trump usou o argumento do shutdown, a paralisação dos gastos …