“Ninguém pode ser feliz se não tiver liberdade”. Bolsonaro ameaça agir por decreto contra restrições

Joedson Alves / EPA

Jair Bolsonaro, Presidente do Brasil

O Presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, disse esta quarta-feira que pode emitir um decreto para garantir aos cidadãos a “liberdade” de “trabalhar” e de “ir e vir”, parcialmente restringida por medidas de autoridades regionais contra a disseminação da covid-19.

“Ninguém pode ser feliz se não tiver liberdade”, afirmou Bolsonaro num evento sobre telecomunicações, no qual voltou a criticar as restrições à circulação de pessoas, já bastante relaxadas, mas ainda em vigor em muitas cidades do país.

Jair Bolsonaro aludiu às manifestações de rua realizadas no passado final de semana pelos seus apoiantes contra as medidas restritivas e disse que “o povo está a ir às ruas” e “está disposto a dar a vida pela liberdade”, afirmação à qual o Governo não ficará indiferente.

“Nas ruas começam a pedir ao Governo para decretar. E se eu decreto, isso será cumprido e não será suspenso por nenhum tribunal”, declarou Bolsonaro, numa clara alusão ao Supremo Tribunal Federal (STF), que ratificou o poder constitucional e autorizou governadores de estado e prefeitos a suspender atividades para conter infeções pelo novo coronavírus.

“Onde isso deu poderes a governadores e prefeitos para nos levar à miséria, roubar milhões de empregos, não deixar as pessoas trabalharem, proibir ir à igreja”, acrescentou o Presidente, que acrescentou ao seu discurso as suas críticas habituais à imprensa.

Bolsonaro, conhecido por negar a gravidade da pandemia, também fez alusão a uma comissão do Senado, criada por pressão da oposição para apurar possíveis omissões do Governo no combate à covid-19 e insistiu que a investigação parlamentar deveria concentrar-se em supostos casos de corrupção com a compra de equipamentos médicos, denunciados nas administrações regionais e municipais.

Além disso, como fez em outras ocasiões, o Presidente brasileiro questionou a origem da covid-19. “É um vírus novo. Não se sabe se nasceu em laboratório ou se foi de um homem que comeu um animal. Sabemos que há guerras bacteriológicas”, declarou Bolsonaro, que destacou, numa alusão direta à China, que neste contexto se deve referir “qual é o país cujo PIB [Produto Interno Bruto] mais cresceu com a pandemia”.

O Brasil é o país lusófono mais afetado pela pandemia e um dos mais atingidos no mundo ao contabilizar 411.588 vítimas mortais e mais de 14,8 milhões de casos confirmados de covid-19.

// Lusa

 

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. “O Presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, disse esta quarta-feira que pode emitir um decreto para garantir aos cidadãos a “liberdade” de “trabalhar” e de “ir e vir”, parcialmente restringida por medidas de autoridades regionais contra a disseminação da covid-19.” Infelizmente também é a liberdade de infetar, infetar-se, morrer e matar… Este potencial ditador não sabe que a liberdade de uns acaba quando começa a liberdade de outros. E há uma liberdade inegociável num estado de direito (que muitos portugueses também ainda não entenderam): A liberdade/direito á saúde! Eu tenho o direito á minha saúde! NINGUÉM tem o direito em colocar a minha saúde em risco!!! O bolsonaro ainda não está satisfeito com o smortos no Brasil. Quer mais e… vai ter mais, porque ninguém (países, “uniões”, estados, etc) faz nada!!!

RESPONDER

Governo tem margem de 1600 milhões de euros nas negociações do Orçamento

Os dados são de um relatório do Conselho das Finanças Públicas, que deixa alertas para que o executivo não se estique muito no aumento da despesa e no corte à receita. Segundo escreve o Público, o …

Mundial de Futsal. Portugal esmaga as Ilhas Salomão por 7-0 e tem um pé nos oitavos

Portugal lidera o grupo C e pode garantir o apuramento caso Marrocos não perca contra a Tailândia. A seleção portuguesa de futsal, campeã europeia em título, somou hoje o segundo triunfo em dois jogos no grupo …

"Dezenas de pessoas" da comitiva de Putin infetadas com covid-19

O Presidente russo, Vladimir Putin, informou que dezenas de pessoas da sua comitiva testaram positivo para o coronavírus, doença que afetou mais de 7 milhões de habitantes no país. Putin entrou em isolamento no início desta …

Uber investe 90 milhões em novo ‘hub’ e sede em Lisboa e espera contratar mais 200 pessoas

A Uber está a investir 90 milhões de euros num novo ‘hub’ e sede de operações em Lisboa, hoje inaugurados, criando mais de 400 empregos diretos e pretendendo contratar mais 200 pessoas até final do …

Máscara nos espaços fechados e eventual terceira dose em massa - as conclusões da reunião no Infarmed

Terminou há momentos a reunião do governo com especialistas no Infarmed sobre o balanço da evolução da pandemia e as recomendações das medidas que devem ser adoptadas nesta nova fase. A reunião começou com as …

"Cruzeiro espacial" da SpaceX com quatro civis já está em órbita

Voo espacial terá a duração de três dias e cada um do seus tripulantes (quatro civis) terá uma tarefa na missão. Ainda assim, viagem tem um objetivo nobre e social. Passo a passo, Elon Musk parece …

Líder do PAN faz queixa no Ministério Público depois de ser ameaçada de morte

A deputada mostrou no Twitter o tipo de insultos e ameaças que tem recebido e avisa que não se vai calar ou permitir que o desrespeito continue. Inês Sousa Real foi insultada e ameaçada nas redes …

Árbitro foi muito "benévolo" com o FC Porto

O golo de Taremi e a expulsão de Mbemba originaram protestos portugueses. Os espanhóis têm uma visão diferente. O Atlético de Madrid-FC Porto contou com duas boas equipas em campo e uma "que esteve menos bem", …

Buraco na camada de ozono ultrapassa o tamanho da Antártida

A dimensão do buraco na camada de ozono no hemisfério sul ultrapassou o tamanho da Antártida, continente com cerca de 14 milhões de quilómetros quadrados, anunciou hoje o serviço europeu Copernicus, de monitorização da atmosfera. “O …

Políticos e especialistas querem legalizar canábis (com impostos para prevenir o consumo)

Um grupo de 65 personalidades, entre especialistas médicos e ex-ministros, apela à legalização da canábis, considerando que é a melhor forma de prevenir o consumo desta droga, nomeadamente através dos impostos aplicados ao sector. Esta carta …