Jair Bolsonaro volta a subestimar Covid-19. “Brasileiro não pega nada”

Marcelo Camargo / ABr

O Presidente do Brasil voltou, esta quinta-feira, a subestimar a pandemia da Covid-19, tendo afirmado que o contágio no país não se assemelhará ao dos Estados Unidos porque “nada acontece aos brasileiros”.

“Eu acho que não vai chegar a esse ponto. Até porque o brasileiro tem de ser estudado. O brasileiro não pega nada. O sujeito pula num esgoto e sai mergulhando, não acontece nada com ele”, disse Jair Bolsonaro à imprensa, em frente do Palácio da Alvorada, a sua residência oficial em Brasília.

“Acho até que muita gente já foi infetada aqui no Brasil, há poucas semanas ou meses. Já têm anticorpos, o que ajuda a não proliferar isso daí”, acrescentou o Presidente, que por várias vezes subestimou a pandemia, chegando a classificá-la de “gripezinha”.

Mais tarde, na habitual transmissão de vídeo em direto no Facebook, o chefe de Estado voltou a criticar o isolamento social e o encerramento de comércios decretado por alguns estados, afirmando que “a neurose” vai levar ao desemprego e prejudicar a economia do país.

Essa neurose de fechar tudo não está a dar certo. Para combater o vírus, estão a matar o paciente. Sem dinheiro, você morre de fome, tem depressão, suicídio, vem a violência. Quanto maior o desemprego, maior a violência”, advertiu.

De acordo com Bolsonaro, a eventual “onda de desemprego” gerada pelo isolamento social terá efeitos mais graves do que o próprio coronavírus.

“Temos que nos preocupar com a vida sim, mas com empregos também. O vírus vem e vai. Eu não critico todos os governadores, eu critico alguns poucos governadores que erraram na dose. Todos estamos preocupados com a vida, queremos que não haja mortes (…) Para 90% da população esse vírus não será quase nada. Essa onda vai passar. O que não pode chegar é a onda de desempregos, essa demora para passar”, sublinhou.

O isolamento social, cancelamento de eventos, encerramento de museus, cinemas e restrição de serviços não essenciais estão entre as principais recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS) para conter o avanço do novo coronavírus.

Já Bolsonaro defende o isolamento apenas para grupos de risco, como idosos e pacientes com doenças crónicas.

Na quinta-feira, o número de mortos causados pela Covid-19 aumentou para 77, anunciou o Ministério da Saúde brasileiro. O país conta ainda 2915 infetados, indicou, no dia em que a chegada da pandemia ao território brasileiro completou um mês.

Esta semana, a OMS alertou para os riscos de alguns países quererem levantar as restrições antes do tempo. “A última coisa de que qualquer país precisa agora é reabrir escolas e negócios e ser forçado a fechá-los novamente por causa de um ressurgimento do vírus”, considerou o diretor geral da organização, Tedros Ghebreyesus.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

9 COMENTÁRIOS

  1. Tomara que ele esteja certo, e todos os cientistas e todas as autoridades políticas de todos os países do mundo estejam errados.

RESPONDER

Cientistas encontram dois fragmentos do meteorito de Barcelona

Cientistas espanhóis encontraram dois pequenos fragmentos do chamado meteorito de Barcelona, que caiu, há mais de 300 anos, no dia de Natal. No dia 25 de dezembro de 1704, um meteorito rasgou os céus e caiu …

"Pressionaram-me para o denunciar". Higuita recorda amizade com Escobar

A relação de amizade entre René Higuita e Pablo Escobar levou a que o ex-futebolista fosse seguido pelas autoridades. A polícia chegou a pressioná-lo para denunciar Escobar. O antigo internacional colombiano René Higuita é provavelmente uma …

George Floyd. Portugal junta-se às manifestações mundiais contra o racismo

Cinco cidades portuguesas juntam-se hoje à campanha de solidariedade mundial contra o racismo, associando-se à luta pela dignidade humana na sequência da morte, a 25 de maio, do afro-americano George Floyd, sob custódia da polícia …

Covid-19. México investiga mercado negro de atestados de óbito falsos

As autoridades da Cidade do México anunciaram que estão a investigar um suposto mercado negro de atestados de óbito relacionado com a covid-19, no dia em que o país registou 625 mortes nas últimas 24 …

Astrónomos descobrem "réplica" do Sol e da Terra a três mil anos-luz

O que diferencia esta descoberta de outros exoplanetas parecidos com a Terra é que a sua estrela tem uma semelhança impressionante com o nosso Sol. Entre os dados da missão Kepler, uma equipa de investigadores identificou …

Sem romarias e festas, milhares de famílias estão a entrar em falência

Milhares de famílias cujo rendimento depende das romarias e festas populares estão a atravessar sérias dificuldades económicas. Os prejuízos ultrapassam os 50 milhões de euros. A suspensão das festas populares e romarias religiosas em todo o …

Corpo de Maria Velho da Costa ficou 11 dias na morgue. Filho critica MP e fala em "massacre psicológico"

Os restos mortais da escritora Maria Velho da Costa, que faleceu a 23 de Maio, ficaram no Instituto de Medicina Legal, em Lisboa, durante 11 dias, sem que a família tivesse conhecimento de que já …

"Vocês são uns ingratos". Vieira arrasa equipa após empate com o Tondela

Luís Filipe Vieira foi ao balneário falar com os jogadores após o empate com o Tondela. O presidente benfiquista mostrou-se irritado e acusou os futebolistas de ingratidão. Depois do empate do SL Benfica com o CD …

Costa tirou o tapete ao seu "super-ministro" (que é cada vez mais candidato a líder do PS)

Pedro Nuno Santos, ministro das Infraestruturas, já foi um peso-pesado do Governo de António Costa, mas o primeiro-ministro desautorizou-o na discussão sobre o futuro da TAP, num claro sinal de que a "lua-de-mel" entre os …

Há dois candidatos na calha para suceder a Centeno. Siza Vieira fora da corrida

Pedro Siza Vieira era apontado como o favorito a suceder a Mário Centeno na pasta das Finanças, mas recusou essa possibilidade. Nelson de Souza e João Leão são agora os dois principais candidatos. Com a saída …