Bloco quer pôr fim às comissões bancárias. Discussão agendada para dia 27

Esquerda.Net / Flickr

Pedro Filipe Soares, líder parlamentar do Bloco de Esquerda

O Bloco de Esquerda anunciou esta quarta-feira que o partido requereu um agendamento protestativo para dia 27 de fevereiro sobre comissões bancárias.

Segundo o líder parlamentar do Bloco de Esquerda, Pedro Filipe Soares, o objetivo é debater as propostas apresentadas pelo partido no ano passado.

“A maior utilização do sistema financeiro tem sido acompanhada por um crescendo de taxas e taxinhas que oneram em demasia as pessoas. E o BE considera que é tempo de a Assembleia da República tomar uma posição”, afirmou à saída da Conferência de Líderes.

O agendamento está aberto a todos os partidos, segundo o líder parlamentar. “É desejável que os restantes partidos num agendamento feito por nós, mas aberto à participação de todos, possa haver uma tomada de posição na AR, dando indicações de lei, para impedir este aumento de comissões do sistema financeiro”, desafiou.

O conjunto de medidas do Bloco, com quatro projetos de lei e um projeto de resolução, foi apresentado no início de dezembro do ano passado e vai agora a discussão.

A iniciativa dos bloquistas surge dois dias depois de a DECO ter apelado aos partidos para se unirem contra a cobrança de comissões bancárias em serviços como o MB Way.

ZAP //

PARTILHAR

RESPONDER

Pai de Rosa Grilo constituído arguido por suspeita de favorecimento pessoal

O pai de Rosa Grilo, Américo Pina, foi esta quarta-feira constituído arguido num segundo processo relacionado com a morte do triatleta Luís Grilo. Segundo o jornal Público, a notícia foi confirmada por fonte próxima do processo, …

NOS e Vodafone vão partilhar equipamentos de redes móveis

A NOS e a Vodafone fecharam acordos com vista à partilha de infraestruturas e equipamentos de rede móvel, abrangendo as tecnologias 2G, 3G e 4G. A NOS e a Vodafone anunciaram um acordo de partilha de …

Eutanásia começa a ser discutida. Deputados consideram pergunta "confusa" e "não" é quase certo

A discussão sobre a eutanásia começa hoje no Parlamento e estende-se até sexta-feira. A proposta, que conta com o apoio da Igreja Católica, deve ser chumbada, tendo em conta os sentidos de voto já conhecidos, mas …

Cabrita mantém auditoria sobre falhas na GNR e PSP em segredo

A auditoria "Cartografia de Risco", feita pela Inspeção-Geral da Administração Interna (IGAI) que detetou falhas na formação e organização na GNR e na PSP, continua em segredo no gabinete do ministro da Administração Interna, Eduardo Cabrita. Em …

Assassino publicou áudio a dizer que "vingou o profeta". Pai de aluna e dois menores podem ter sido cúmplices

O assassino do professor francês que mostrou caricaturas de Maomé numa aula divulgou uma mensagem de áudio nas redes sociais em que dizia ter vingado o profeta, após publicar uma fotografia da sua vítima, avança …

Avanços e ajustamentos em pezinhos de lã. Sem certezas, Governo tenta aproximar-se à esquerda

A tensão entre o PS e a esquerda já dura há duas semanas. O Governo já fez algumas cedências em troca do "sim" dos parceiros, mas falta a análise que tarda em chegar. Fonte do Governo …

"Bazuca" dá mais mil milhões para "revolução" nos transportes de Lisboa e Porto

O ministro do Ambiente e da Ação Climática, João Pedro Matos Fernandes, diz que estamos perante uma "revolução" que vai mudar muito a circulação das pessoas em Lisboa e no Porto. O dinheiro vindo da União …

"Médicos pela Verdade". Ordem abre processo contra movimento que desvaloriza gravidade da covid-19

A Ordem dos Médicos abriu processos disciplinares a 7 médicos do movimento Médicos pela Verdade, grupo que desvaloriza a gravidade da covid-19 e se mostra contra o uso generalizado de máscaras e de testes de …

"Esta é a crise das nossas vidas". Vieira da Silva diz que chumbo do OE seria "dificilmente compreensível"

O ex-ministro do Trabalho, Solidariedade e Segurança Social, José António Vieira da Silva, elogiou, em entrevista ao jornal ECO, a proposta para Orçamento de Estado para 2021 (OE2021) e disse que seria "estranho" que não …

Podemos acusado de financiamento irregular, crime eleitoral e falsificação de documentos

O partido espanhol Podemos é acusado de financiamento irregular, crime eleitoral e falsificação de documentos comerciais. A acusação consta num despacho do juiz de instrução Juan José Escalonilla, datado de 10 de setembro, ao qual a …