Bielorrússia cortou acesso à internet e tentou fazer com que parecesse um acidente

Yauhen Yerchak / EPA

No seguimento da reeleição de Alexandr Lukashenko na Bielorrússia, multiplicam-se os apagões de internet. O Governo diz que se trata de um ataque cibernético, mas há suspeitas de que seja um plano do presidente.

Os protestos continuam na Bielorrússia após a reeleição do presidente Alexandr Lukashenko. Paralelamente, a internet foi cortada no país, com o líder bielorrusso a justificar que o acontecimento não é obra do seu Governo, mas sim de um adversário estrangeiro não identificado.

A empresa estatal RUE Beltelecom disse que está a trabalhar para resolver as interrupções e restaurar o serviço após “vários ciberataques de intensidade variável”.

Embora os responsáveis bielorrussos garantam que se trata de um ataque de negação de serviço (DDoS), a VICE escreve que, pelos vistos, trata-se apenas de uma desculpa. Quem o diz é a NetBlocks, um grupo de defesa dos direitos digitais que tem monitorizado os apagões.

Os apagões de internet começaram no dia das eleições, no domingo, e continuam até esta terça-feira. Em causa estará um plano levado a cabo pelo Governo para desativar o acesso à internet, impedindo que a população partilhe imagens dos violentos confrontos com a polícia durante os protestos.

“Estamos a assistir ao bloqueio e à limitação do Twitter na Bielorrússia em reação aos protestos contestando o resultado da eleição”, escreveu a equipa do Twitter na rede social. A desconexão da Internet é extremamente prejudicial. Eles violam fundamentalmente os direitos humanos básicos e os princípios da Internet aberta”.

Analistas da NetBlocks identificaram mais de 10 mil palavras-chave usadas para bloquear o acesso a vários sites, tais como YouTube, Twitter e Facebook. Cadeias noticiosas como CNN, Al Jazeera e Fox News também estão bloqueadas no país, escreve a VICE.

De acordo com a NetBlocks, o apagão da Internet não se trata de um mau funcionamento ou uma falha técnica: é o resultado de um plano bem elaborado.

Ainda na semana passada, ativistas previram que Lukashenko cortaria o acesso à internet durante e após as eleições. Como tal, enviaram uma carta aberta ao presidente bielorrusso, apelando para que não o fizesse.

ZAP //

PARTILHAR

3 COMENTÁRIOS

  1. O Modus operandi é sempre o mesmo.
    No caso da Venezuela, o Maduro cortou não apenas a internet, mas a luz e a água. As pessoas , em vez de irem para a rua manifestar-se, tivera de ver o que arranjavam para comer e beber.
    Técnicas para desestabilizar e desagregar os manifestantes.
    Só espero que acabem com esses diatdorzecos.

Rara cobra de duas cabeças e dois cérebros independentes encontrada na Florida

Uma rara cobra com duas cabeças e dois cérebros independentes foi resgatada no estado norte-americano da Florida por uma equipa de especialistas do organização Florida Fish and Wildlife Conservation Commission. Na rede social Facebook, a organização, …

Benfica 2-0 Belenenses SAD | Darwinismo rende arranque histórico

O Benfica cumpriu e venceu o Belenenses SAD por 2-0, no Estádio da Luz, na partida que encerrou a quinta jornada da Liga NOS. Foi o quinto triunfo benfiquista no campeonato em cinco partidas, o …

Uma tarefa doméstica está a poluir sorrateiramente o ambiente

O que vestimos e como lavamos as nossas roupas influencia o número de microfibras sintéticas que libertamos no meio ambiente. Há uma tarefa doméstica a poluir sorrateiramente o ambiente. Um novo artigo científico, publicado na PLOS …

A companhia aérea que faliu devido à covid-19 está de volta

A pandemia de covid-19 foi traiçoeira para muitas empresas. A Flybe, uma das primeiras vítimas, está agora a ressuscitar - e pode voltar a rasgar os céus já no próximo ano. A economia mundial foi muito …

Dormir bem antes de tomar a vacina da gripe pode ajudar a aumentar a sua eficácia

Segundo os especialistas, uma boa noite de sono pode mesmo ajudar a aumentar a eficácia da vacina da gripe, que neste ano ganha particular relevância em plena pandemia de covid-19. De acordo com Matthew Walker, autor …

Há um petroleiro abandonado há mais de uma década nas Caraíbas (e é uma "bomba-relógio")

Um navio de armazenamento de petróleo venezuelano está ancorado no Golfo de Paria, um trecho de mar fechado entre a Venezuela e a ilha de Trinidad, há mais de uma década. Antes de os Estados Unidos …

Portugal deve bater recorde de doentes em cuidados intensivos ainda esta semana

Portugal deverá ultrapassar, esta quarta-feira, o recorde de doentes em unidades de cuidados intensivos, alertou a ministra da Saúde, Marta Temido, em conferência de imprensa sobre a capacidade do Serviço Nacional de Saúde para combater …

A Budapest Eye foi restaurante por um dia (e com estrela Michelin)

Um restaurante com estrela Michelin em Budapeste, na Hungria, ofereceu aos clientes uma experiência gastronómica na famosa roda gigante Budapest Eye. Atraiçoado pela queda de faturação após o desaparecimento de turistas estrangeiros, o restaurante Costes, premiado …

Antigo ministro da Saúde Leal da Costa admite novo estado de emergência

O antigo ministro da Saúde Fernando Leal da Costa defendeu hoje que em algum momento deve ser decretado de novo o estado de emergência, para que o Governo possa tomar medidas na luta contra a …

Marcelo promulga uso obrigatório de máscara na rua por 70 dias

O Presidente da República promulgou esta segunda-feira o decreto da Assembleia da República que determina o uso obrigatório de máscara na rua, por um período de 70 dias, sempre que não seja possível cumprir o …