Bar japonês pulveriza os clientes com desinfetante à entrada

Enquanto as empresas de todo o mundo adotam novas práticas para evitar a propagação do novo coronavírus, um bar japonês está a implementar uma nova abordagem de segurança.

De acordo com a CNN, os visitantes do Kichiri Shinjuku, um tradicional bar de estilo japonês conhecido como “izakaya”, são pulverizados com uma fina névoa de desinfetante antes de serem autorizados a entrar.

“Queremos que os clientes se sintam seguros quando entrarem”, disse a porta-voz Rieko Matsunaga do bar, em declarações à CNN. “Isto é feito para promover o distanciamento social e prevenir infeções”.

Ao chegar ao bar no distrito de Shinjuku, em Tóquio, os clientes são recebidos por uma anfitriã num monitor, que pede que lavem as mãos e meçam a temperatura com um termómetro. De seguida, entram no que parece um scanner de segurança do aeroporto, onde são pulverizados com uma névoa de desinfetante à base de cloro durante 30 segundos.

Depois, os clientes pegam num mapa que mostra onde se sentar e digitalizam um código QR para abrir um menu no telemóvel a partir do qual podem fazer o seu pedido. Os clientes ficam separados por telas de acrílico transparentes.

O pub é de propriedade da Kichiro & Co., que possui 103 localizações no Japão. A empresa instalou a máquina na sua filial de Shinjuku em 14 de maio e um bar Kichiri em Osaka adquiriu a sua própria máquina em 19 de maio.

“Configurámo-la para cumprir as novas diretrizes de estilo de vida”, disse Matsunaga. “Gostaríamos de espalhar essa tecnologia e colaborar com outros restaurantes. Também administramos [outras] lojas japonesas, por isso estamos a pensar em instalar esta tecnologia também”.

Apesar de Matsunaga citar orientações do Ministério da Saúde do Japão na decisão da empresa de usar água com ácido hipocloroso para pulverizar clientes, a Organização Mundial da Saúde (OMS) defende que pulverizar pessoas com desinfetante é uma péssima ideia.

“A pulverização de desinfetantes pode resultar em riscos para os olhos, irritação respiratória ou na pele e os efeitos resultantes na saúde”, afirma a OMS. “A pulverização ou nebulização de certos produtos químicos, como formaldeído, agentes à base de cloro ou compostos de amónio, não é recomendada devido aos efeitos adversos à saúde dos trabalhadores nas instalações onde esses métodos são utilizados”.

A OMS também citou estudos que mostram que a pulverização de desinfetante numa ampla área é ineficaz na eliminação do coronavírus.

O Japão continua a combater a pandemia e implementou o que chama de “isolamento suave”. Em 6 de maio, o Foverno estendeu o estado de emergência do país até ao final do mês, introduzindo controversas “novas diretrizes de comportamento social”.

Especialistas recomendaram adotar o uso de máscaras e manter dois metros de distância entre as pessoas. Outros conselhos incluem dizer aos clientes do restaurante para se sentarem ao ar livre, lado a lado, mantendo a conversa no mínimo.

ZAP //

 

PARTILHAR

RESPONDER

Atletas que sorriem durante as corridas gastam menos oxigénio

Os atletas que sorriem gastam menos oxigénio, trabalham de forma mais económica e têm um nível de esforço menor, refere um estudo realizado pelas universidades de Ulster e Swansea, divulgado esta terça-feira. Os investigadores pediram a …

OMS analisa possíveis primeiros casos de infeção de animais para o homem

A Organização Mundial de Saúde (OMS) admite que pelo menos três infeções por Covid-19 nos Países Baixos possam ser os primeiros casos conhecidos de transmissão do novo coronavírus dos animais para o homem, tendo martas …

Na Suíça, é possível estar em teletrabalho e a empresa pagar parte da renda

O Tribunal Federal da Suíça condenou uma empresa de contabilidade a pagar parte da renda de casa a um funcionário que se encontrava em teletrabalho. Segundo revelou na segunda-feira o swissinfo e o Tages-Anzeiger, citados pelo …

Governo negoceia até mais 35 milhões em apoios para agricultura

A ministra da Agricultura disse hoje que está em curso a negociação de medidas adicionais para apoiar o setor agrícola, face ao impacto da covid-19, através do Programa de Desenvolvimento Rural (PDR), que podem mobilizar …

Moro não assinou exoneração de ex-diretor da Polícia, admite Presidência do Brasil

A Secretaria-Geral da Presidência brasileira admitiu na segunda-feira que o agora ex-ministro da Justiça Sergio Moro não assinou o decreto de exoneração de Maurício Valeixo da direção-geral da Polícia Federal, confirmando a versão original do …

Norte foi região que mais contribuiu para aumentar produtividade do trabalho no país

O Norte foi a região que mais contribuiu para aumentar a produtividade laboral entre 2000 e 2017, crescendo 20% quando a Área Metropolitana de Lisboa subiu 3,3%, revelou na segunda-feira a Comissão de Coordenação e …

Vai nascer uma praia fluvial nas margens do Alqueva em 2021

Uma nova praia fluvial começou a ser construída nas margens do Alqueva, devendo começar a funcionar no verão do próximo ano. Uma nova praia fluvial começou a ser construída nas margens do Alqueva, junto à aldeia …

Câmara de Bragança vai ajudar com até 100 euros a pagar renda

As famílias mais vulneráveis do concelho de Bragança vão poder contar com um apoio financeiro até 100 euros mensais para pagar a renda. A Câmara de Bragança vai ajudar as famílias do concelho em situação vulnerável …

Parlamento chumba lay-off para sócios-gerentes, mas acaba com teto de faturação ao apoio

A Comissão de Economia chumbou, esta terça-feira, o alargamento do lay-off simplificado aos sócios-gerentes. Por outro lado, aprovou o fim do teto de faturação para aceder ao apoio a estes portugueses. A proposta do PSD, BE …

Comissão Europeia admite que Portugal fica "em desvantagem" nas ajudas estatais

Margrethe Vestager, vice-presidente executiva da Comissão Europeia, admite que países como Portugal, com menor capacidade orçamental do que Estados-membros como Alemanha ou França, fiquem “em desvantagem” nas ajudas estatais em altura de crise gerada pela …