Bancos europeus têm buracos de 767 mil milhões de euros

European Parliament / Flickr

Mario Draghi, presidente do Banco Central Europeu

Mario Draghi, presidente do Banco Central Europeu

Os bancos europeus apresentam necessidades de capital na ordem dos 767 mil milhões de euros, antes dos exercícios do Banco Central Europeu (BCE), segundo um estudo conduzido por um investigador alemão e um académico norte-americano.

Os bancos franceses têm o maior buraco (285 mil milhões de euros), seguidos pelos bancos alemães (199 mil milhões de euros), revelam as conclusões do estudo de Sascha Steffen, da Escola Europeia de Gestão e Tecnologia, em Berlim, e de Viral Acharya, da Universidade de Nova Iorque, segundo a agência de informação financeira Bloomberg.

“Uma análise exaustiva sobre a qualidade dos ativos da banca europeia deverá revelar uma falta de capital substancial em muitos países periféricos e do centro da Europa”, escrevem os autores, que analisaram 109 dos 124 bancos da Zona Euro que vão ser analisados nos exames do Banco Central Europeu, antes de a entidade liderada por Mario Draghi assumir a sua supervisão.

Os autores apontam para um risco especialmente elevado nos bancos alemães detidos pelo Estado (Landesbanken). “A Alemanha tem muitas instituições financeiras estatais que vão necessitar de injeções de capital“, advertem.

Já os bancos espanhóis têm insuficiências calculadas em 92 mil milhões de euros, enquanto os bancos italianos precisam de cerca de 45 mil milhões de euros para fazer face aos rácios de capital que as novas regras para a banca europeia exigem.

Além de anteciparem a necessidade de serem feitos aumentos de capital significativos e a transformação de dívida em capital (em prejuízo dos credores), os autores dizem que, nalguns casos, será inevitável o recurso a ajudas estatais para fazer face à falta de capital das instituições financeiras analisadas.

Portugueses “na boa”

A notícia da Bloomberg salienta ainda a posição frágil dos bancos na Bélgica, em Chipre e na Grécia, sem fazer qualquer referência aos quatro bancos portugueses que estão envolvidos neste exercício do BCE, nomeadamente a Caixa Geral de Depósitos (CGD), o Banco Comercial Português (BCP), o Banco BPI e o Grupo Espírito Santo (que controla o BES).

Contudo, quer os banqueiros portugueses, quer o governador do Banco de Portugal, Carlos Costa, já vieram a público várias vezes garantir que as instituições estão bem capitalizadas e que não deverão necessitar de novas ajudas estatais, uma vez que, desde que se iniciou o programa de assistência internacional a Portugal, já se recapitalizaram significativamente, ao contrário da maioria dos seus congéneres europeus.

Durante este ano, o Banco Central Europeu juntamente com a Autoridade Bancária Europeia (EBA, na sigla inglesa) vão conduzir testes de stress às 124 instituições em causa, bem como uma avaliação das suas carteiras de dívida pública.

/Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Anúncios de TV promovem mais os brindes do que o próprio fast food (e violam diretrizes do setor)

Para uma criança, a melhor parte de uma refeição de fast food não é a comida, mas o brinde que vem juntamente com a refeição. Os anúncios televisivos de fast food são regidos por diretrizes que …

“Se querem sucesso, têm de depender do sistema“. Empresário chinês é preso após disputa com o Estado

Sun Dawu, um dos empresários mais bem sucedidos da China, corre o risco de ser condenado a 25 anos de prisão, caso seja provado que cometeu os crimes dos quais está a ser acusado. O empresário …

Cientistas criam verniz para superfícies que mata bactérias em poucos minutos

Uma equipa multidisciplinar de cientistas desenvolveu um verniz para superfícies que mata bactérias, mesmo as mais resistentes, em apenas 15 minutos, anunciou a Universidade de Coimbra (UC). Trata-se de “uma solução segura e eficaz para prevenir …

Num país marcado pelo racismo, Jane Bolin fez história tornando-se a primeira juíza negra dos EUA

A 22 de julho de 1939, Jane Bolin fez história ao prestar juramento como juíza na cidade de Nova Iorque. A jovem ocupou o cargo durante 40 anos e só saiu de cena quando atingiu …

A petrolífera Exxon está a culpá-lo pelas alterações climáticas

Nos últimos anos, as empresas petrolíferas têm-se afastado do discurso de negação das alterações climáticas. Gigantes globais de energia como a Total, a Exxon, a Shell e a BP reconhecem abertamente que a mudança climática …

"Muita fraternidade”. Portugal enviou vacinas para Cabo Verde

O Presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa, disse esta segunda-feira que os indicadores da pandemia de covid-19 em Portugal permanecem "muito estáveis" e que a última grande abertura no plano de desconfinamento não teve …

Mais de metade dos alunos LGBTQI sofre bullying na escola, diz relatório

Mais de metade dos alunos LGBTQI sofre 'bullying' na escola, alertou esta segunda-feira a UNESCO, por ocasião do Dia Internacional Contra a Homofobia, Bifobia e Transfobia. A Organização Internacional de Jovens e Estudantes LGBTQI (IGLYO) e …

Telescópio vai "caçar" a luz de 30 milhões de galáxias para mapear Universo e "revelar" energia escura

Um instrumento de um telescópio nos Estados Unidos vai capturar nos próximos cinco anos a luz de quase 30 milhões de galáxias e outros objetos cósmicos, permitindo aos cientistas mapearem o Universo e desvendarem os …

Portugal ficou acima da média europeia quanto ao teletrabalho

Dados do Eurostat sobre o teletrabalho durante a pandemia revelaram que Portugal registou uma média ligeiramente superior (13,9%) à da União Europeia (12,3%) entre as pessoas com idade dos 15 e os 64 anos. Em anos …

"Idiotas". Bolsonaro critica pessoas que mantêm isolamento social na pandemia

O Presidente do Brasil, Jair Bolsonaro, criticou os brasileiros que seguem as recomendações da Organização Mundial da Saúde (OMS) e mantêm isolamento social na pandemia, a quem chamou de 'idiotas', em conversa com os seus …