Avião da Malásia abatido na Ucrânia, há 295 vítimas

Uma aeronave Boeing 777 da Malaysia Airlines caiu na Ucrânia, perto da fronteira com a Rússia, possivelmente abatido por um míssil, avança a agência noticiosa Interfax.

O voo seguia de Amesterdão, Holanda, com direcção a Kuala Lumpur, Malásia, e seguiria com 295 pessoas a bordo – 280 passageiros e 15 tripulantes.

Segundo as autoridades, seguiam a bordo 71 holandeses, 23 americanos e 9 britânicos. Cerca de 80 das passageiros eram crianças.

O aparelho perdeu a comunicação com terra na região oriental de Donetsk, perto da cidade de Shaktarsk, e palco de combates entre forças governamentais ucranianas e rebeldes federalistas pró-russos.

De acordo com a agência, citando um separatista, o avião caiu próximo de Donetsk, cidade onde decorrem combates entre forças governamentais e milícias pró-russas, tendo sido supostamente abatido por um míssil terra-ar.

De acordo com a informação recolhida, o avião terá começado a perder altitude a cerca de 50 quilómetros do espaço aéreo russo, tendo-se depois despenhado na Ucrânia, onde foi encontrado a arder.

Segundo a mesma agência, o ministro do Interior da Ucrânia confirmou não haver sobreviventes.

Este é o segundo incidente conhecido desta companhia aérea, tendo o anterior acontecido a 8 de março deste ano, num avião que seguia com 239 pessoas a bordo, cujos destroços não foram ainda encontrados.

Putin e Obama já falaram sobre queda de avião

A notícia da queda do aparelho foi já abordada entre o presidente russo Vladimir Putin e o chefe de Estado norte-americano, Barack Obama, informaram a Casa Branca e o Kremlin.

“O Presidente russo informou o Presidente dos Estados Unidos de informações de controladores aéreos que tinham chegado momentos antes da conversação telefónica e que indicavam que o avião se tinha despenhado na Ucrânia”, disse o Kremlin através de comunicado.

As linhas aéreas malaias já confirmaram que o aparelho que se despenhou, mas sem indicar as razões, segundo um comunicado do conselho de administração da empresa citado pela AFP.

Governo desconhece se há portugueses a bordo

O Governo português desconhece, por enquanto, se existiam portugueses a bordo do avião da Malaysia Airlines que se despenhou hoje no leste da Ucrânia com 295 pessoas a bordo, disse o secretário de Estado das Comunidades.

“A Direção Geral dos Assuntos Consulares está a fazer todas as diligências possíveis no sentido de saber se há portugueses ou lusodescendentes entre os passageiros do avião”, afirmou José Cesário à agência Lusa.

ZAP // Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Caracóis estão a ficar amarelos para se adaptarem às alterações climáticas

Nas áreas urbanas, os caracóis estão a ficar com as cascas amarelas para se adaptarem às alterações climáticas. Os cientistas vão agora analisar os padrões das penas dos pássaros, para perceberem se também há uma …

Os terrenos contaminados de Fukushima vão tornar-se num centro de "energia verde"

Fukushima, local que sofreu um dos maiores desastres nuclear do mundo, vai reinventar-se e tornar-se num centro de energia renovável. Depois de ser atingido por um terramoto e um tsunami de 15 metros em 2011, três …

Cientistas identificaram neurónios específicos que mapeiam memórias

Neurocientistas descobriram um aspeto curioso de como a nossa memória funciona: Quando o cérebro precisa de recuperar informação relacionada com um lugar específico, neurónios individuais podem atingir memórias específicas. De acordo com o estudo publicado na …

Grande tempestade de areia pode ter ditado o fim de um império da Mesopotâmia

O Império Acádio da Mesopotâmia entrou em colapso devido a uma enorme tempestade de areia, sugeriu uma nova investigação levada a cabo por cientistas da Universidade de Hokkaido, no Japão. Em comunicado, os especialistas explicam …

Encontrado templo milenar usado em rituais pagãos de veneração da água

O local tem 3.000 anos, onde investigadores encontraram 21 sepulturas, bem como várias peças de cerâmica e anéis de cobre. O templo era usado em rituais pagãos de veneração da água. Uma equipa de arqueólogos encontrou …

Elon Musk diz que inovações da Neuralink vão conseguir curar o autismo

Musk disse que a sua empresa Neuralink iria "solucionar uma série de doenças neurológicas", entre as quais o autismo. Contudo, o autismo não é uma doença relacionada com o cérebro, mas sim uma perturbação do …

"Indivíduos desconhecidos" terão obrigado Marinha a apagar vídeo do incidente do USS Nimitz com um OVNI

Vários membros da Marinha que testemunharam o famoso Incidente do USS Nimitiz, em 2004, disseram que "indivíduos desconhecidos" apareceram depois do acontecimento e obrigaram-nos a apagar as gravações de vídeo. Em novembro de 2004, um porta-aviões …

Coreia do Norte detonou bomba atómica equivalente a 17 "Hiroshimas"

Dados de um satélite japonês revelam que a explosão de um teste nuclear na Coreia do Norte, em 2017, terá sido 17 vezes mais poderosa do que a bomba de Hiroshima. A Coreia do Norte estimou que …

Invenção financiada por Bill Gates pode invisivelmente resolver a malnutrição

Uma invenção financiada por Bill e Melinda Gates pode ser a solução para resolver o problema da malnutrição a nível mundial. O próximo passo é conseguir o apoio dos Governos locais. A malnutrição é um problema …

Com a ajuda de um radar, cientistas revelaram pegadas de mamutes e humanos pré-históricos

Espalhados pelo Monumento Nacional de White Sands, nos Estados Unidos, encontram-se os "rastos fantasma" de mamutes mortos há milhares de anos. Agora, investigadores conseguiram revelar pegadas de humanos. De acordo com o Science Alert, esta descoberta, …