Avião da Germanwings teria uma avaria significativa que o impediria de voar

tagsplanepics-lhr / Flickr

Avião Airbus A320 da Germanwings

Avião Airbus A320 da Germanwings

As buscas do Airbus A320 da companhia aérea alemã Germanwings que se despenhou nos Alpes franceses foram interrompidas hoje à noite, estando ainda por apurar as causas do acidente que fez 150 mortos, maioritariamente alemães e franceses.

Cerca de 30 elementos de uma equipa de resgate de alta montanha vão retomar as buscas ao início da manhã desta quarta-feira, numa zona escarpada e de difícil acesso dos Alpes de Haute-Provence, a 1.500 metros de altitude, onde na manhã desta terça-feira caiu o avião da Germanwings, filial de baixo custo da Lufthansa, que tinha partido de Barcelona (Espanha) em direção a Düsseldorf (Alemanha).

Sem receber sinal de radar do avião nem contactos com a tripulação, a direção da aviação civil francesa considerou às 09:30 que o voo estava “em dificuldades”.

A queda do aparelho durou oito minutos. Segundo a Germanwings, o piloto tinha “mais de dez anos de experiência ” e “mais de 6.000 horas de voo, enquanto o avião tinha 25 anos e tinha sido submetido a uma revisão rigorosa no verão de 2013.

Uma das duas caixas negras já foi encontrada e transferida para o gabinete que vai investigar as causas do acidente, que continua por explicar, sabendo-se apenas que o avião sofreu uma rápida perda de altitude e que não foi feito nenhum contacto via rádio.

Trabalhadores da Germanwings e da Lufthansa recusam-se a voar

Segundo as publicações alemãs Die Zeit e Der Spiegel, por toda a Europa foram esta terça-feira cancelados voos da Germanwings e da empresa-mãe Lufthansa. Um porta-voz da empresa adiantou que “algumas equipas de bordo não querem voar por razões pessoais”.

Segundo o Der Spiegel, citado pelo semanário Sol, o avião sinistrado terá sido sujeito na passada segunda-feira a uma reparação importante a um problema no trem de aterragem dianteiro.

A publicação alemã refere o termo ‘AOG’, ou airplane on ground, sinal de que teria uma avaria significativa que o impediria de voar.

A avaria foi confirmada pela Germanwings, mas o porta-voz da companhia afirmou ao Die Zeit que “não estava em causa uma questão relevante no que se refere à segurança, mas sim uma questão de ruído”.

Segundo o referido porta-voz, o “problema foi resolvido na habitual manutenção de rotina”.

Não há portugueses entre as vítimas

Segundo a Germanwings, encontravam-se a bordo 67 alemães, entre os quais dois bebés e 16 adolescentes que regressavam de um intercâmbio escolar com estudantes espanhóis, além de dois cantores de ópera.

A lista de passageiros inclui também 45 pessoas com apelidos espanhóis, estando ainda por confirmar as nacionalidades.

O governo de Sydney anunciou a morte de dois australianos, enquanto o ministro colombiano dos Negócios Estrangeiros lamentou a morte de dois colombianos, existindo igualmente uma vítima belga, pelo menos.

Londres também já admitiu a possibilidade de haver vítimas britânicas.

Pensa-se que existam também cidadãos turcos e dinamarqueses entre os mortos.

ZAP / Lusa

PARTILHAR

RESPONDER

Entre Rui Rio e Luís Montenegro, há quem vote no regresso de Passos Coelho

O presidente do PSD, Rui Rio, e o antigo líder parlamentar Luís Montenegro voltam hoje a disputar eleições directas, numa inédita segunda volta em que podem votar 40.604 militantes com as quotas em dia. Nos …

Vírus detetado na China pode já ter infetado mais de mil pessoas

O número de pessoas infetadas com um vírus que matou duas pessoas na China ultrapassa provavelmente o milhar de casos e é muito superior àquele avançado pelas autoridades locais, segundo investigadores britânicos. Num artigo publicado, esta …

Joacine Katar Moreira não vai renunciar ao cargo de deputada

O IX Congresso para eleger os novos órgãos do Livre começa, este sábado, em Lisboa. A única deputada do partido na Assembleia da República já disse que não vai renunciar ao cargo. À chegada ao IX …

Cabeceamentos no futebol podem ser proibidos ou limitados. O problema é o risco de demência

A Federação escocesa de futebol prepara-se para proibir os cabeceamentos nos escalões com menores de 12 anos.  Em Inglaterra, fala-se em limitar este gesto futebolístico que foi associado a doenças neuro-degenerativas em vários estudos científicos. …

Fenómeno cerebral desvenda enigma sobre as casas do Neolítico

O comportamento humano está influenciado por aspetos inconscientes. Um deles é um fenómeno da perceção conhecido entre psicólogos como a negligência espacial cerebral. Este fenómeno refere-se à observação de que as pessoas saudáveis preferem o seu …

Justiça do Mónaco investiga José Eduardo dos Santos e Isabel dos Santos

As autoridades do Mónaco estarão a investigar a empresária angolana, assim como o seu pai e o seu marido, pelo crime de branqueamento de capitais. De acordo com o semanário Expresso, as autoridades judiciais do Mónaco …

Depressão Glória atinge Portugal continental com vento forte

A depressão Glória está a caminho. Segundo o Instituto Português do Mar e Atmosfera, no domingo, esperam-se rajadas de vento que podem atingir os 110 quilómetros por hora nas terras altas. A depressão Glória vai passar …

Governo não renova PPP do Hospital de Loures

O Estado não vai renovar a atual parceria público-privada (PPP) do Hospital Beatriz Ângelo, em Loures, que é gerido pelo grupo Luz Saúde, anunciou a Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo …

Cientistas podem ter descoberto por que Beethoven ficou surdo

Ludwig van Beethoven começou a notar dificuldades de audição em 1798, com 28 anos. Com 44 ou 45, estava totalmente surdo. Aos 56 anos, o músico morreu e, até hoje, ainda não se sabe …

Tochas em Alvalade. Liga pede reunião de urgência ao MAI

O presidente da Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP) solicitou, esta sexta-feira, uma reunião de urgência ao ministro da Administração Interna, na sequência dos incidentes no encontro entre Sporting e Benfica. "A Liga Portugal lamenta profundamente …