Autor britânico diz ter descoberto túmulo de Jack, o Estripador

Fenrizulf / deviantART

“Jack o Estripador” por Fenrizulf

Um autor britânico assegura ter desvendado a verdadeira identidade do infame assassino Jack, o Estripador.

O enigma à volta da identidade do assassino britânico Jack, o Estripador não só faz correr tinta no Reino Unido, mas em todo o mundo, já que os assassinatos atribuídos a esta pessoa entre os anos 1880-1890 se destacaram pela sua crueldade.

Existem numerosas teorias que pretendem descobrir quem era este criminoso. Uma das mais recentes pertence ao autor britânico David Bullock, que também assegura que se tratava de Thomas Cutbush, e além disso sugere conhecer a localização do túmulo do serial killer, avança o The Sun.

Bullock estuda os crimes de Jack desde a sua adolescência. No seu novo livro – “The Man Who Would be Jack: The Hunt for the Real Ripper” – revela novos detalhes que apoiam a teoria sobre Cutbush.

O autor britânico teve acesso aos arquivos do hospital psiquiátrico Broadmoor Hospital, em Berkshire, e descobriu o sítio onde estão os túmulos da família de Cutbush, no cemitério de Nunhead, no sudeste de Londres.

A identidade

O académico diz que “as pessoas sempre diziam que [Cutbush] morreu em Broadmoor, mas ao ver os arquivos pude confirmar que não estava ali enterrado”.

As teorias incluem uma centena de suspeitos, mas Bullock sugere que só algumas são viáveis. Segundo o autor, Cutbush trabalhava no bairro londrino de Whitechapel, onde foram assassinadas a maioria das vítimas.

O homem também “sentia ódio pelas prostitutas”, o que também confirma a sua versão, já que as mulheres assassinadas eram prostitutas de áreas pobres.

Além disso, Bullock descobriu que, segundos os próprios familiares e conhecidos de Cutbush, o suspeito poderia estar ligado a estes assassinatos. Cutbush interessava-se por áreas como a medicina, a cirurgia e a anatomia, desenhava imagens de mutilações e mentia às pessoas dizendo que trabalhava como médico.

Segundo revelou o autor inglês, Cutbush alegava que uma prostituta o contagiou com uma doença e, por isso, decidiu curar-se a si próprio, mas acabou desfigurado.

Alegadamente, o homem foi detido em 1891 por agredir duas mulheres, depois da série de assassinatos ter acabado.

Segundo os registos médicos publicados pelo Independent em 2008, Cutbush era “um jovem invulgar, transtornado e violento”, a quem foi diagnosticado uma doença mental em 1891. Na atura dos crimes, Cutbush trabalhava como recepcionista.

ZAP // RT

PARTILHAR

2 COMENTÁRIOS

  1. Terrível teoria… Primeiro, porque ele se autointitulou JACK The Ripper…? Segundo, um serial killer é calculista, metódico… Não seria apanhado a agredir mulheres… Terceiro, toda a gente odiava prostitutas naquela época ou pelo menos tratavam-nas abaixo de cão, especialmente em Whitechapel… Ele ter vivido lá também é puramente circunstancial…. Mas para mim, tem mais senso a teoria de James Maybrick como Jack the Ripper, uma vez que Jack poderia ser uma pista dada por ele mesmo acerca da sua identidade, bem como as iniciais JM deixadas num dos locais do crime, alguém que se vingava nas prostitutas por não conseguir matar a própria mulher… Faz bem mais sentido essa teoria do que a deste oportunista…

RESPONDER

A Evolução mostra que podemos ser a única forma de vida inteligente no Universo

As reduzidas probabilidades que acompanham a nossa evolução ao longo da história podem ser uma pista que talvez sejamos a única forma de vida inteligente no Universo. Será que estamos sozinhos no Universo? Tudo se resume …

A China está a usar a educação como arma para controlar o Tibete

A China quer obrigar crianças tibetanas a abandonarem as escolas da região e mudarem-se para escolas chinesas. O objetivo, segundo uma especialista, é "tirar o tibetano da criança". A batalha geopolítica entre a China e o …

Revelada explosão violenta no coração de um sistema que alberga um buraco negro

Uma equipa de astrónomos, liderada pela Universidade de Southampton, usou câmaras de última geração para criar um filme com alta taxa de quadros de um sistema com um buraco negro em crescimento e a um …

"É altura de dizer basta". Sporting corta com as claques

O Sporting rescindiu “com efeitos imediatos” os protocolos que celebrou em 31 de julho com a Associação Juventude Leonina e com o Diretivo Ultras XXI – Associação, anunciou hoje o clube, devido à “escalada de …

Poluição atmosférica associada a abortos espontâneos

Elevados níveis de poluição atmosférica foram associados a abortos espontâneos num estudo feito com mulheres grávidas a viver e trabalhar em Beijing, na China. A China é um dos países que mais sofre com a poluição …

Empresas espanholas dominam obras públicas na ferrovia

As empresas espanholas dominam as obras públicas na ferrovia em Portugal, ascendendo a sua quota a 70%, avança o Expresso na sua edição deste sábado. Para presidente da Associação de Empresas de Construção e Obras …

Cada vez mais mulheres denunciam abusos médicos durante o parto

Um número crescente de mulheres tem vindo a denunciar casos de abuso durante o trabalho de parto. No entanto, pouco está a ser feito para mudar isto. Durante o parto, as mulheres ficam numa posição vulnerável …

Já podemos explorar "Melckmeyd", naufrágio holandês do século XVII

Nas profundezas do Oceano Atlântico, perto da costa da Islândia, encontram-se os destroços de um navio holandês que afundou há 360 anos, no qual agora podemos "mergulhar" graças a uma experiência de realidade virtual. Quando a …

Os furacões podem provocar atividade sísmica tal como um terramoto

Uma equipa de cientistas descobriu um novo fenómeno geofísico no qual furacões ou fortes tempestades podem produzir vibrações no fundo do oceano tão fortes quanto um terramoto de magnitude 3.5. "As tempestades, furacões ou ciclones extratropicais …

Quem anda mais devagar pode envelhecer mais rapidamente

A velocidade a que caminham as pessoas aos 45 anos pode ser um indicador de como é que o cérebro e o corpo envelhecem, revela um novo estudo levado a cabo por uma equipa de …