Coligação PSD/CDS à vista em Lisboa (e os centristas lançam o trunfo Cristas)

José Coelho / Lusa

O presidente do CDS-PP, Francisco Rodrigues dos Santos (E) saúda o presidente do Partido Social Democrata (PSD), Rui Rio

“Se a direita quer ganhar Lisboa, deve unir-se”. É desta forma clara que o presidente da distrital do CDS/Lisboa, João Gonçalves Pereira, abre a porta a uma eventual coligação com o PSD nas eleições autárquicas de 2021. E há um nome que os centristas atiram para cima do baralho, como aposta forte para liderar a candidatura: Assunção Cristas.

Numa altura de “lua-de-mel” entre os líderes de PSD e CDS – Rui Rio e Francisco Rodrigues dos Santos reuniram-se na semana passada, para discutir eventuais alianças nas próximas eleições -, os centristas assumem publicamente a disponibilidade para firmarem uma estratégia conjunta com os sociais-democratas. Uma coligação de centro-direita é vista no CDS como a única forma de recuperar terreno ao PS nas autárquicas.

Se a direita quer ganhar a Câmara Municipal de Lisboa deve unir-se e deve entender-se. Da parte do CDS há total disponibilidade para esse entendimento”, salienta o presidente da distrital do CDS/Lisboa, João Gonçalves Pereira, em declarações divulgadas pelo jornal i.

E para o “combate” em Lisboa, o CDS lança o trunfo Assunção Cristas que, nas últimas autárquicas, conseguiu 20,5%, ficando à frente do candidato do PSD que teve apenas 11,22% dos votos.

“A Assunção é um activo valioso, sendo também a líder da oposição ao PS na capital“, considerou Francisco Rodrigues dos Santos no Expresso, salientando que a sua antecessora na liderança do CDS é “uma figura politicamente muito forte a considerar para, eventualmente, poder liderar uma maioria de centro-direita na cidade”.

O líder da distrital concorda com Chicão. “Se houvesse a disponibilidade da parte dela, [Assunção Cristas] Lisboa estaria em boas mãos“, considera João Gonçalves Pereira no i.

Todavia, dificilmente o PSD aceitará que um candidato do CDS lidere uma eventual coligação com o CDS à principal Câmara do país. Não seria inédito, mas Rui Rio deverá querer ter o poder de escolher o seu candidato.

No seu espaço de opinião na SIC, Marques Mendes, antigo líder do PSD, lançou os nomes de Carlos Carreiras, presidente da Câmara de Cascais, de Miguel Poiares Maduro, antigo ministro-adjunto, e de Filipa Roseta, actual deputada e ex-vereadora da autarquia de Cascais, como eventuais opções de candidatos do PSD a Lisboa.

ZAP ZAP //

PARTILHAR

7 COMENTÁRIOS

  1. Mas isto é para rir? Um trunfo??? para desgraçar ainda mais o PSD? A Drª Cristas, nos últimos anos, foi só a respónsável de partido que mais eleitorado desbaratou, pior, só me lembro mesmo do PRD do general Eanes. E esses meninos de escola quem pensam que são para sugerir seja o que for? Voltaram ao partido do táxi, e não tarda nada, vão-se ver aflitos para conseguirem um grupo parlamentar! Na minha modesta opinião, o Rui Rio devia deixá-los da mão, ou não quis, e disse-o várias vezes, a Drª Cristas ser a verdadeira líder da oposição? Pois então deviam ficar a falar sozinhos.

  2. Estas prostitutas ideológicas… O Rui Rio disse no congresso que o PSD é um partido de Centro e não representa a direita. E agora ía coligar-se com os conservadores de direita da democracia cristã… E os direitistas do CDS já não se importam de se coligar com um partido de Centro, se for pra ganhar votos?

    Depois acho que não faz sentido e só baralha as cabecinhas menos esclarecidas estar a chamar “centristas” ao CDS quando eles são de direita e o PSD é que é de Centro. Lá porque eles têm no nome “Centro” Democrata Social, eles são tudos menos do Centro do espectro político.

  3. «…como aposta forte para liderar a candidatura: Assunção Cristas…» – in ZAP aeiou

    Se o sr. Rio comete o erro de cair nesta esparradela, perderá toda a credibilidade junto dos cidadãos, que até ver continuam tentados a dar-lhe o benefício da dúvida se efectivamente o próprio cumprir com tudo aquilo que tem defendido nas suas intervenções.

    Os cidadãos Portugueses estão saturados de corrupção, clericalismo, ódio, e parasitismo, por tanto é essencial que o sr. Rio saiba muito bem com quem quer estar, se do lado dos cidadãos e da República, ou do lado do neoliberalismo e dos clericais que tanto mal têm feito a Portugal e aos Portugueses.

    P.S.: Sr. Rio, o executivo por si liderado na Câmara Municipal do Porto (CMP) e o trabalho que desenvolveu foram notáveis e de elevado valor para a Cidade Invicta e os cidadãos Portuenses, por favor não destrua o percurso que tem vindo a fazer, e lembre-se das palavras do cidadão Francisco Sá Carneiro:

    «…Os conceitos de catolicismo progressista e de democracia cristã são bastante equívocos para mim – e não aceito enquadrar-me em qualquer deles. Entendo que os partidos políticos – que considero absolutamente indispensáveis a uma vida política sã e normal – não carecem de ser confessionais, nem devem sê-lo. Daí que não me mostre nada favorável, nem inclinado, a filiar-me numa democracia cristã. É evidente que a palavra pode não implicar nenhum conceito confessional e nesse sentido apresentar-se apenas como um partido que adopte os valores cristãos. Simplesmente, em política, parece-me que os valores não têm que ter nenhum sentido confessional e, portanto, se amanhã me pudesse enquadrar em qualquer partido, estou convencido de que, dentro dos quadros da Europa Ocidental, comummente aceites, iria mais para um partido social-democrata…»

  4. Os partidos devem ter a liberdade de decidirem a sua própria estratégia. Só acho que Assunção Cristas não é neste momento uma figura aglutinadora das forças da direita moderada. Ela deixou-se enredar por uma estratégia de grande animosidade e muita agressividade definida por Nuno Melo que quer apenas o seu poleiro na Europa (e que poleiro) e tramou-se de tal modo que agora não tem qualquer peso político.

  5. Assim se vê qual o interesse desta classe política, não apresentam soluções e como as concretizar, querem é ir para o poleiro então não interessa mais nada que aliar-se nem que seja ao diabo, vão é todos dar banho ao cão.

  6. Nada de novo, a história do burro e da carroça é sempre de actualidade ! é para dizer com Cristas, o PSD vai na crista da onda, mais uma vez com o atrelado !

RESPONDER

Chega organiza Convenção para "Governar Portugal" no fim de maio, mas promete "uso das máscaras"

O Chega vai organizar a sua III Convenção Nacional entre 28 e 30 de maio, em Coimbra, tendo por base a moção estratégica "Governar Portugal" do presidente reeleito, André Ventura, disse hoje à Agência Lusa …

Falta de plano e reservas face à viabilidade. Banco de Fomento chumba empréstimo à Groundforce

O Banco Português de Fomento (BPF) não aprovou o empréstimo de 30 milhões de euros pedido pelo Conselho de Administração da Groundforce, por não haver um plano de reestruturação da empresa e por falta de …

Operação Lex. Juiz Luís Vaz das Neves arrisca reforma compulsiva

O juiz Luís Vaz das Neves, ex-presidente do Tribunal da Relação de Lisboa e arguido na Operação Lex, arrisca passar à aposentação compulsiva.  De acordo com o Correio da Manhã, que avança a notícia esta quinta-feira, …

Nove administradores e 24 diretores. Banco de Fomento já terá fechado estrutura

O jornal ECO avança, esta quinta-feira, que a estrutura do Banco Português de Fomento vai contar com nove administradores, dos quais quatro são executivos, e 24 diretores. A estrutura do Banco de Fomento já estará fechada, …

Guerra aberta no PSD. Rui Rio arrisca repreensão, Adão Silva pode perder o mandato

Rui Rio, presidente do PSD, e Adão Silva, líder do grupo parlamentar, estão a ser alvo de um processo disciplinar aberto pelo Conselho de Jurisdição do partido e arriscam sanções. A decisão ainda não está tomada, …

A maior "cidade-fantasma" da China voltou a florescer (graças à educação)

Kangbashi, na Mongólia Interior, é considerada há muitos anos a maior "cidade-fantasma" da China. Agora, tem muito a agradecer a uma jogada inesperada, mas muito eficaz: o setor da Educação. Há alguns anos que Kangbashi, uma …

Um terramoto devastador pode abalar a Nova Zelândia nos próximos 50 anos

Um novo estudo revela que as hipóteses de a Falha Alpina da Ilha do Sul da Nova Zelândia provocar um terramoto devastador nos próximos 50 anos são muito maiores do que se pensava.  Um estudo conduzido …

"Um incendiário como chefe dos bombeiros". Irão na Comissão sobre o Estatuto da Mulher gera indignação

O Irão foi eleito esta segunda-feira para a Comissão das Nações Unidas sobre o Estatuto da Mulher durante um mandato de quatro anos, juntamente com China, Japão, Líbano e Paquistão. A Comissão sobre o Estatuto da …

Busca em contrarrelógio. Submarino desaparecido na Indonésia tem 72 horas de oxigénio

O almirante chefe da Marinha da Indonésia, Yudo Margono, afirmou que o submarino desaparecido ao largo de Bali com 53 tripulantes a bordo tem capacidade para 72 horas de oxigénio. Em conferência de imprensa, Yudo Margono …

Carrinhas comerciais perdem isenção e voltam a pagar ISV

Os veículos comerciais que beneficiam de isenção de Imposto Sobre Veículos (ISV) vão perdê-la a partir do dia 1 de julho deste ano. Em causa estão, segundo avança o Jornal de Negócios, os automóveis ligeiros de …